Projeto cultural itinerante leva música de qualidade e cinema para três regiões administrativas do DF nos mês de janeiro e fevereiro. Com superestrutura de paco som e luz, o Fora do Eixo tem entrada franca e contará também com food-trucks. Entre as atrações, Os Cabelo Duro, Manassés e Brasília Blues Band, que comemora seus 25 anos de carreira em 2019

Descentralizar, irradiar a cultura pelo Distrito Federal, levando atividades de qualidade com artistas locais para além do Plano Piloto. Esse é o objetivo primordial do Fora do Eixo, que está percorrendo regiões administrativas: No último fim de semana, o projeto levou mais de 2 mil pessoas ao Guará. Neste fim de semana (27 e 28/01), o projeto chega a Candangolândia. E encerra suas atividades no Núcleo Bandeirante nos dias 3 e 4/2, levando shows musicais de primeira linha e exibição de curtas-metragens premiados.

Realizado pelo Instituto Casa da Vila com apoio da Secretaria de Cultura e Administrações das cidades por onde vai passar, o FORA DO EIXO, leva música e cinema, numa superestrutura de palco móvel de 22 metros e tela de 9 x 4,5, 500 lugares e área de alimentação com food trucks. A entrada é franca.

A ideia do Fora do Eixo é mobilizar um espaço cultural itinerante que possibilite a fruição artística, a descentralização cultural, a cidadania e a celebração coletiva num ambiente de qualidade.

O conjunto de atrações da estréia do Fora do Eixo, inclui bandas e artistas brasilienses reconhecidos e com carreira consolidada, a exemplo da Brazilian Blues Band. A cultuada banda de blues candanga completa 25 anos de carreira e está com álbum novo na praça. O veterano Manassés de Sousa, conhecido e respeitado músico cearense residente há muito em Brasília também marca presença no projeto, além de Junior Tana, ex-integrante da lendária banda Nata Violeta. Por fim, o cantor e compositor Wagner Malta, um dos grandes expoentes da MPB feita em Brasília, é a outra atração do domingo.

Entre os shows musicais, o público vai ter a chance de assistir a filmes de curta-metragem produzidos no DF e premiados em festivais. Na estréia, os curtas “4”, de Vicente Sá, que fala de quatro referências musicais de Brasília: Clodo Ferreira, Liga Tripa, Zé Mulato e Cassiano e do fundador da banda Esquema 6, Tiãozinho; “Colorirá”, de Gabriele Fernanda, que trata do racismo na infância com a história de Bia, garota de dez anos discriminada na escola; e “Censurado” , premiado curta de Pedro Buson que revisita a época da ditadura militar para explorar a questão da censura durante aquele regime de forma bem-humorada.

Programação Candangolândia

Local: Praça dos Estados
Dia 26/01, sábado, a partir das 17h
-Batucada dos Raparigueiros
-Coisa Nossa
-Banda Bicho Grilo
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Dia 27/01, domingo, a partir das 17h
-Manassés de Souza
-Wagner Malta
-Brazilian Blues Band
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Núcleo Bandeirante-DF
Local: SIBS No Estacionamento do Lendários
Dia 02/02-Sábado, a partir das 17h
-Batucada dos Raparigueiros
-Coisa Nossa
-Bicho Grilo
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Dia 03/02, domingo, a partir das 17h
-Manassés de Souza
-Wagner Malta
-Junior Tanna
– Exibição de curtas-metragens entre os shows

Vídeos:

Curtas-metragens:

Anterior SAAZ, Johnny Santos Rock Band e DJ VoodooSound
Próximo Trupe Trabalhe Essa Ideia inaugura novo espaço com aulas