Filha de um Povo Novo


Exposição no Instituto Cervantes celebra os 70 anos do Prêmio Nobel de Literatura da poetisa chilena Gabriela Mistral. Mostra traz 13 painéis informativos com fotos históricas e textos que percorrem toda a trajetória da escritora no âmbito da educação e da poesia

De 23 de novembro de 2015 até 9 de janeiro de 2016, o Instituto Cervantes de Brasília e a Embaixada do Chile no Brasil promovem a exposição Filha de um Povo Novo, em homenagem aos 70 anos do Prêmio Nobel de Literatura concedido a grande poetisa chilena Gabriela Mistral (1889-1957). A entrada é franca.

Criada em Santiago (Chile), a mostra é composta por 13 painéis informativos com fotos históricas e textos do poeta chileno Gustavo Barreira, que percorrem a trajetória de Mistral no âmbito da educação e da poesia. Todo o material pertence aos arquivos da Biblioteca Nacional do Chile, do Museu Gabriela Mistral e do Arquivo Histórico Geral do Ministério das Relações Exteriores do Chile. A exposição já passou por Trinidade e Tobago, Guiana, Estados Unidos, China e México.

Gabriela Mistral é o pseudônimo de Lucila de María del Perpetuo Socorro Godoy Alcayaga, nascida em Vicunha (Chile) em 7 de abril de 1889. Os temas centrais nos seus poemas são o amor, a maternidade, memórias pessoais dramáticas, mas também esperança.

Além de poetisa, Mistral foi educadora, diplomata e feminista. Trabalhou como professora primária em sua cidade natal e em 1914 venceu os Juegos Florales de Santiago pelos Sonetos de La muerte, já sob o pseudônimo de Gabriela Mistral. A escolha desse nome foi em homenagem aos seus poetas prediletos: o italiano Gabriele D’Annunzio e o provençal Frédéric Mistral. Em 1922 é convidada pelo Ministério da Educação do México a trabalhar nos planos de reforma educacional daquele país.

Brasil – Gabriela Mistral tem uma forte ligação com o Brasil, onde residiu, mais precisamente em Petrópolis (RJ) como membro do corpo diplomático chileno. A cidade foi o cenário de tristezas como a morte, por suicido, de um grande amigo seu, o austríaco Stefan Zweig, em 1942, juntamente com a sua esposa Lotte, e de Yin Yin, filho da poetisa, que se matou aos 18 anos. Mas foi também na cidade serrana onde ela recebeu a notícia de que fora agraciada com o Prêmio Nobel de Literatura, em 1945. Aliás, este é o primeiro Nobel de Literatura latino-americano.

A partir do Nobel, passou a ser convidada para atuar em missões diplomáticas por todo o mundo. Representou o Chile em comissões culturais das Nações Unidas e morreu em Hempstead, nos Estados Unidos, em 1957.

Conversando em espanhol: Gabriela Mistral – No dia 25 de novembro, quarta-feira, às 11h, o Instituto Cervantes promove uma palestra com a especialista Gilda Segóvia sobre a obra de Gabriela Mistral. Segóvia é licenciada em Pedagogia pela Universidade Tácnica de Santiago do Chile e Mestre em Lingua e Cultura Espanhola pela Universidade de Salamanca.

Serviço

Exposição Filha de um Povo Novo
Data: 23 de novembro de 2015 até 9 de janeiro de 2016
Horário: segunda a sexta-feira, das 9h às 20h/ Sábado, das 9h às 15h.
Local: Espaço Cultural do Instituto Cervantes de Brasília
(SEPS 707/907 Lote D – Asa Sul)
Telefone: 3242-0603
Entrada franca

Anterior Espetáculo Pentes
Próximo Bazar de Artesanato do Pier 21