Festival Taguatinga de Cinema


Estão abertas as inscrições para a 12ª Edição do Festival Taguatinga de Cinema. Mostra cinematográfica, competitiva e de âmbito nacional, com realização da Associação Cultural FAÍSCA e apresentação do FAC – Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Estado de Cultural do Governo de Brasília.

A edição 2017 do Festival acontece de 1º a 4 de novembro, no Complexo Cultural Teatro da Praça, em Taguatinga, e traz como tema central: “Nossa Porção Mulher”. As inscrições seguem abertas até o dia 23 de julho, somente no site do Festival.

Com inscrição gratuita, realizadores têm até o dia 23 de julho de 2017 para enviarem seus filmes, que serão selecionados para participarem da mostra competitiva nacional do Festival. Podem ser inscritos filmes de curta metragem (até 20 minutos), tendo sido finalizados a partir de 1º de janeiro de 2015, contanto que não tenham sido selecionados para outras edições. Quaisquer gêneros (documentário, ficção, animação…) e formatos de captação e de finalização são bem-vindos, no entanto, que estejam em consonância com o tema desta edição do Festival: “Nossa Porção Mulher”. Mais informações e ficha de inscrição em: festivaltaguatinga.com.br

Criado em 1998, sob o princípio de estimular a produção de filmes independentes e roteirizados em contextos de emancipação sociocultural, o Festival Taguatinga de Cinema chega à sua 12ª Edição com a proposta divulgar e discutir filmes que tratem dos valores ditos femininos, em toda a sua amplitude. Para Janaina André, uma das organizadoras do Festival, “esta edição pretende se alinhar ao espírito do nosso tempo, contribuir para o debate sobre equidade das relações de gênero e do direito à sexualidade”, e complementa: “com o tema ‘Nossa Porção Mulher’, buscamos dar luz à amorosidade e à comunhão, respeitamos o sagrado e valorizamos a natureza”.

Por conta da linha curatorial desta edição do Festival, a produção aposta nos encontros entre mulheres, homens e LGBT’s, público que será atraído em razão da exibição de produções que questionam a opressão de gêneros e etnias, de forma a construir um ambiente democrático para a desconstrução de sistemas opressores societários e para valorizar da sabedoria do feminino e fortalecimento da luta feminista. “A participação no Festival é aberta e gratuita, contudo, não serão tolerados machismo, racismo, LGBTfobia, gordofobia ou qualquer tipo de discurso de ódio”, avisa William Alves, idealizador do Festival.

Para a mostra competitiva, serão selecionadas 24 obras. A Seleção se dará em duas etapas: – Seleção de 4 obras por voto popular online (via internet, no “FESTIVAL TAGUATINGA DE CINEMA); – E outras 20 pela curadoria. Todos os filmes selecionados selecionados concorrerão ao Prêmio de Melhor Filme, pelo Júri Oficial, de R$ 5.000,00, Prêmio de Melhor Filme, pelo Júri Popular, de R$ 2.000,00, e Prêmio de Filme Mais Votado Online, R$1.000,00. O Júri Oficial será composto por pesquisadores e profissionais da área de cinema e vídeo.

Anterior Pra Sempre Vinícius
Próximo Circo Imperial da China