Projeto Festival Maloca Urbana realizará quatro dias de atividades musicais, formativas, esportivas e de lazer gratuitas. Inscrições para oficinas culturais estão abertas até dia 30 e os ingressos para os shows já podem ser retirados online.

Um movimentado ajuntamento artístico e cultural irá ocupar a Casa da Cultura e o Teatro de Arena do Cave, no Guará II, durante os dias 2, 3, 9 e 10 de julho. É o Festival Maloca Urbana, que chega reunindo uma diversidade de artistas do rap, do samba, do pagode e de outras expressões da cultura urbana, periférica e negra do Distrito Federal.

O evento é dividido em quatro eixos, distribuídos nos dois fins de semana: Maloca Formativa, Maloca Musical, Maloca das Artes e Maloca do Lazer. A programação é inteiramente gratuita e aberta a todos os públicos.

Maloca é um termo indígena que se refere ao lugar onde as pessoas se juntam. Na vida urbana, o termo tomou uma conotação pejorativa e é de onde surgem os maloqueiros, pessoas marginalizadas pela sociedade. Ressignificando a palavra e afirmando identidades comunitárias, o Festival Maloca Urbana propõe ocupar a rua e os espaços públicos reunindo o povo onde o povo está.

A ideia é conectar públicos diversos para celebrar os saberes, fazeres, artes e memórias afro-brasileiras. O projeto é realizado pela Obi Produtora de Cultura e pelo músico e produtor Marcelo Café, com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF) e apoio da Budweiser e do Instituto Bancorbrás.

O primeiro eixo de ação do festival acontece nos dias 2, 3 e 9 de julho, na Casa da Cultural do Cave, com a Maloca Formativa. Com duração completa de 22h, serão ofertadas oficinas vivenciais para fortalecer a cena cultural, abordando os seguintes temas: composição musical no rap, elaboração de release e portfólio, marketing digital, mercado de streaming, ferramentas básicas de autogestão, direitos autorais e mercado fonográfico, produção musical e backstage. As inscrições para a Maloca Formativa ficam abertas somente até o dia 30 de junho, por meio de formulário online disponível no perfil de redes sociais @festivalmalocaurbana.

Os outros três eixos do festival acontecem no segundo fim de semana de julho. Nos dias 9 e 10, a Maloca das Artes irá ocupar o Teatro de Arena do Cave com feira de gastronomia, artesanatos e artes urbanas, incluindo grafite ao vivo e apresentação de break dance. Já no dia 10, a área externa do Cave recebe a Maloca do Lazer. Voltada ao público jovem e infantil, será composta por estações esportivas e abertas à livre prática de brincadeiras de rua, com acompanhamento de monitores que integram o Projeto Curumim.

E para fechar a programação celebrando as diversas maloqueiragens, o festival realiza, nos dias 9 e 10 de julho, a Maloca Musical. Também no Teatro de Arena do Cave, o line up reúne apresentações de DJs, músicos e coletivos de hip hop, samba, pagode e charme do Guará e de perifas do DF. Entre as principais atrações, estão o grupo de rap Tropa de Elite, o coletivo de trap criado no Guará Novin Mob, a sambista Teresa Lopes e o grupo de samba Elas que Toquem.

Os ingressos para a Maloca Musical são gratuitos, mas precisam ser retirados online, por meio da plataforma Sympla. O link para acessar os ingressos também está disponível na bio @festivalmalocaurbana.

O Festival Maloca Urbana é realizado pela Obi Produtora de Cultura e pela músico e produtor Marcelo Café, com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal, da Budweiser e da Bancorbrás.

PROGRAMAÇÃO – MALOCA FORMATIVA

Módulo I – 02/07
– Composição: A arte da rima no Rap – com MC L’ayó
– Elaboração de Release e Portfólio – com Luna Moreno (curadora do Coma)
РNo̵̤es de marketing digital para artistas e produtores (gerenciamento de redes sociais e cria̤̣o de branding) Рcom Priscilla Rocha (Gera̤̣o Y)
РMercado de streaming (distribui̤̣o digital, plataformas de streaming e pitching de m̼sicas), com Filipe Alemar

Módulo II – 03/07
– Ferramentas práticas de autogestão (Canvas, Trello, Drive, etc – com Moara
РDireitos Autorais: Mantendo a m̼sica viva Рcom Nereu Silveira (Gerente do Ecad)
– Introdução a políticas e instrumentos de fomento e captação de recursos na área cultural (público e privado) – com Naiara Lira
– Mercado Fonográfico – com Filipe Alemar

Módulo III – 09/07
РProdṳ̣o Musical: Home Studio Рcom Felipe Phyre
РProdṳ̣o Musical: Beatmaker Рcom Jojo Baby
– Backstage para eventos musicais – com Bruno Formiga

PROGRAMAÇÃO – MALOCA MUSICAL

Sábado – 09/07
– Tropa de Elite convida Fillipe Costa
– Novin Mob
– Medro
– Kashuu
РIsrael Paix̣o
– Atitude Feminina
– Vix Russel
– Show Obi

Domingo – 10/07
– Elas que Toquem
– 7 na Roda
– Teresa Lopes
РMarcelo Caf̩
– Crys

REALIZAÇÃO

Obi
A Obi é um selo e produtora de cultura Hip Hop do Distrito Federal, que se propõe a ser espaço de expressão e valorização da cultura e da juventude preta, por meio da arte. Com cerca de 20 profissionais, atua nas áreas de criação/composição artística, produção e direção musical, produção executiva e artística, design, engenharia de som, audiovisual e comunicação integrada.

Marcelo Café
Cantor, compositor, sambista e ativista cultural, nascido em Niterói (RJ) e morador de Ceilândia há mais de 30 anos. Seu premiado trabalho autoral movimenta a cena do samba no DF há mais de duas décadas. Sucessos como “A Revolução é Preta” destacam Café como um músico militante, que canta a valorização da estética, da história e da cultura afro-brasileira. Nesse caminho, busca também empoderar pessoas pretas e democratizar as artes nas cidades satélites do DF, concebendo e realizando projetos artísticos e culturais. Atualmente, cursa graduação em Letras Francês, pela UnB.

SERVIÇO

Festival Maloca Urbana
ONDE: Casa da Cultura e Teatro de Arena do Cave – Guará II
QUANDO: 2, 3, 9 e 10 de julho
ENTRADA: franca e livre
INGRESSOS E INFORMAÇÕES: www.instagram.com/festivalmalocaurbana