Festival Favela em Casa SP promove a difusão da arte e da ação cultural produzidas pelas periferias e favelas da Grande São Paulo. Na noite de abertura, show de Drik Barbosa será transmitido ao vivo pela série Música #EmCasaComSesc;

Idealizada e produzida por Andressa Oliveira, Marcelo Rocha e Coletivo Favela em Casa, programação é gratuita e reúne música, teatro, dança, literatura e audiovisual, permeados por uma série de conversas com convidados, em 12 horas de programação. Transmissões acontecem pelas redes sociais do Sesc São Paulo e do Festival Favela em Casa SP;

Iniciativa busca reconhecer e valorizar os espaços de produção e difusão artísticas, além de ativar coletivos, artistas e profissionais da cadeia da cultura que foram especialmente impactados pela crise sanitária atual.

O Festival Favela em Casa SP é uma iniciativa de dois jovens produtores culturais da Grande São Paulo, com o objetivo de promover a arte e a ação cultural nativas das periferias, e que utiliza a potencialidade dos meios digitais para divulgar a produção de artistas independentes em diferentes territórios, para além das bordas dos grandes centros urbanos. Idealizado por Andressa Oliveira, moradora do Campo Limpo, extremo sul da cidade de São Paulo, e por Marcelo Rocha, da cidade de Mauá, no ABC Paulista, o evento de múltiplas linguagens artísticas vai reunir mais de 35 atrações, entre músicos, artistas de teatro e dança, profissionais do cinema e da literatura, artistas visuais e pensadores, nos dias 18, 19 e 20 de setembro, em uma maratona de 12 horas de programação.

Comprometido com a democratização dos espaços de produção e difusão cultural e artísticas, o Sesc São Paulo direciona a estrutura de sua rede para realizar esse encontro entre o público e a produção de jovens que atuam nas periferias da Grande São Paulo, região afetada de maneira mais acentuada pela atual crise sanitária, e dar visibilidade à arte urbana e periférica, ampliando as condições de acesso aos conteúdos da cultura entre diferentes públicos. Com show de Drik Barbosa, a ação que marca a abertura do festival será transmitida ao vivo, no dia 18 de setembro, às 19h, pela série Música #EmCasaComSesc, exibida pelo Instagram Sesc Ao Vivo e pelo canal do Sesc São Paulo no Youtube. A apresentação será retransmitida pelo perfil no Facebook do Festival Favela em Casa, pelo Canal do Festival Favela em Casa no Youtube, além dos perfis no Facebook das unidades do Sesc Campo Limpo, Carmo , Itaquera, Ipiranga, Parque Dom Pedro II, Santana, Santo André, São Caetano e Vila Mariana. No show, a rapper apresenta sua sonoridade urbana, afro-brasileira e contemporânea. Acompanhada por Kelly Souza (backing vocal) e pelo DJ Faul, a cantora prepara um repertório com músicas de seu EP de estreia, “Espelho” (2018), e canções de seu primeiro disco, “Drik Barbosa” (2019), com referências que vão do pop ao rap.

As demais atrações serão exibidas pela página do Facebook do Festival Favela em Casa e pelo canal do Festival Favela em Casa no Youtub e, além dos perfis no Facebook de nove unidades do Sesc. São elas: Campo Limpo , Carmo, Itaquera, Ipiranga, Parque Dom Pedro II Santana Santo André , São Caetano e Vila Mariana.

“Em decorrência da pandemia, as desigualdades sociais e econômicas têm se agravado, e os artistas e coletivos culturais das periferias da Grande São Paulo, região que chegou a ser o epicentro em volume de contágios no país, foram dramaticamente atingidos por essa situação, na medida em que boa parte de suas iniciativas se realizam na ocupação da cidade, ruas, praças e outras áreas públicas destinadas ao encontro”, observa Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo. E complementa: “A ativação dessa gama de profissionais das amplas práticas socioculturais, que são nossos parceiros na consecução de nossa missão institucional, é uma medida indissociável da atuação do Sesc, porque diz respeito à nossa responsabilidade socioeducativa, enquanto fomentadores que somos, inseridos na cadeia produtiva da cultura no estado de São Paulo e no país como um todo”.

“O Festival Favela em Casa SP foi pensado para ser uma vitrine para artistas independentes de favela que estão fora da bolha do mainstream e também gerar renda. Criamos um festival para ser gerenciado e produzido por uma equipe composta, majoritariamente, por pessoas periféricas, pretas e independentes, protagonistas e responsáveis pela condução da narrativa que queremos compartilhar”, conclui Andressa Oliveira, idealizadora do festival ao lado de Marcelo Rocha, que complementa: “O festival surgiu do nosso sonho de movimentar e incentivar os artistas das nossas comunidades, especialmente nesse momento de pandemia. E esse nosso sonho se tornou maior com com a parceria do Sesc, que foi fundamental para a visibilidade dos nossos artistas e da nossa causa, que também passa pela sustentabilidade socioeconômica dos trabalhadores da cultura nas favelas”.

No line up, a presença de artistas das diferentes regiões da Grande São Paulo indica a diversidade de identidades e sotaques que compõem a programação, selecionada por um time de curadores atentos à multiplicidade de estilos e à inserção de trabalhos ainda não contemplados por outros editais de incentivo durante o período de pandemia. Com formato híbrido, as transmissões revezam-se entre performances ao vivo e gravações realizadas no Estúdio Curva, na capital paulista, e incluem, além de apresentações artísticas, uma série de bate-papos com convidados, dos quais participam a escritora Helena Silvestre, a curadora, poeta, escritora e ativista Abigail Santos Leal, o educador social Mestre Gildásio, e outros.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

• ABERTURA
18/9. Sexta, 19h

Transmissão: Instagram Sesc Ao Vivo | Canal Sesc São Paulo no Youtube | Perfil n o Facebook do Festival Favela em Casa | Canal do Festival Favela em Casa no Youtube | Perfis no Facebook das unidades do Sesc Campo Limpo, Carmo, Itaquera, Ipiranga , Parque Dom Pedro II, Santana, Santo André, São Caetano e Vila Mariana.

Show com Drik Barbosa pela série Música #EmCasaComSesc

A rapper apresenta sua sonoridade urbana, afro-brasileira e contemporânea. Acompanhada por Kelly Souza (backing vocal) e pelo DJ Faul, Drik prepara um repertório com músicas de seu EP de estreia, “Espelho” (2018), e canções de seu primeiro disco, “Drik Barbosa” (2019), com referências que vão do pop ao rap.

• PROGRAMAÇÃO

18 a 20/9. Sexta, 20h às 23h. Sábado, 19h às 23h. Domingo, 15h às 19h.

Transmissão: Perfil no Facebook do Festival Favela em Casa | Canal do Festival Favela em Casa no Youtube | Perfis no Facebook das unidades do Sesc Campo Limpo, Carmo, Itaquera, Ipiranga, Parque Dom Pedro II, Santana, Santo André, São Caetano e Vila Mariana.

MÚSICA
Caue Gas | Wera Guarani | Sóbatuke | Emcee Lê | Jota Pê | Os Ferrais | Marabu | Ôbigo | Tasha e Tracie | Red Lion | Bia Doxum | Xote das Mina | Nayra Lays | Tonyyymon | Rap Plus Size | Nina Oliveira | Mc Poneis

DANÇA
Aline Constantino (Afrobreak) | Babiy Querino | Djalma Moura | Vanessa Soares | Keyson IDD | Débora Regi

LITERATURA
Kimani | Felipe Marinho | Igor Chico | Jessica Campos | Roberta Estrela D’Alva / Slam Blues | Eleilson Leite | Elizandra Souza | Débora Garcia

TEATRO
Grupo Identidade Oculta | Willian Sampaio | Icaro Pio

CONVERSAS
Encontros com duração de 20 minutos, gravados pela plataforma zoom. Versões mais enxutas e editadas serão veiculadas no Festival. As versões completas (cerca de 1h de duração) ficarão disponíveis posteriormente no canal do Festival Favela em Casa no Youtube, bem como toda a programação.

– Quebrada do Futuro – Quem Guarda nossas Memórias? Um diálogo intergeracional sobre a construção de acervo e memória das periferias. Com Marcelino Melo, Mestre Gildásio e Abigail Campos Leal.

– Juventudes e Trajetórias Compartilhamento de experiências sobre carreira e perspectivas a partir da realidade periférica. Com Anike Pelegrini, Eric Oliveira e Nego Bala.

– Arte, Literatura e Lutas Sociais Uma perspectiva sobre produções artísticas, literárias e históricas que documentam as narrativas periféricas. Com Helena Silvestre e Heloisa Hariadne.

FESTIVAL FAVELA EM CASA SP

Idealização e produção: Andressa Oliveira, Marcelo Rocha e Coletivo Favela em Casa
Apoio: UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo
Realização: Sesc São Paulo
18 a 20 de setembro. Sexta e sábado, 19h às 23h. Domingo, 15h às 19h
Classificação indicativa: Livre
Tradução em Libras disponível para todas as atrações

• Abertura: Show com Drik Barbosa pela série Música #EmCasaComSesc

Transmissão: Instagram Sesc Ao Vivo Canal Sesc São Paulo no Youtube | Perfil no Facebook do Festival Favela em Casa | Canal do Festival Favela em Casa no Youtube | Perfis no Facebook das unidades do Sesc Campo Limpo, Carmo, Itaquera, Ipiranga, Parque Dom Pedro II, Santana, Santo André, São Caetano e Vila Mariana .

• Programação Transmissão: Perfil no Facebook do Festival Favela em Casa | Canal do Festival Favela em Casa no Youtube | Perfis no Facebook das unidades do Sesc Campo Limpo, Carmo, Itaquera , Ipiranga, Parque Dom Pedro II, Santana, Santo André, São Caetano e Vila Mariana.

• Mais informações: sescsp.org.br/ festivalfavelaemcasasp

SOBRE O FESTIVAL FAVELA EM CASA SP

Projeto inteiramente online, multilinguagem e gratuito que tem por objetivo reunir e promover as várias produções artísticas urbanas provenientes das periferias e favelas, com apresentações em música, literatura, dança, audiovisual, teatro e conferências curtas diárias. Protagonizado por artistas e produtores periféricos, o festival destaca a diversidade das diferentes identidades e a democatização dos espaços de produção e difusão artística e cultural. Saiba +

+ SESC NA QUARENTENA

Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades serão previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Todas as 40 unidades do estado darão início a essa retomada gradual à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais. Em paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Mesa Brasil | Tecido Solidário | Fabricação Digital de Protetores Faciais Teatro | Música | Dança Cinema Esporte Crianças Ideias | SescTV | Selo Sesc Edições Sesc São Paulo | Youtube Sesc São Paulo | Instagram Sesc Ao Vivo | Portal Sesc SP

SOBRE O SESC SÃO PAULO

Com 74 anos de atuação no estado e 40 unidades operacionais, o Sesc São Paulo (Serviço Social do Comércio) desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nos âmbitos da cultura, esporte, saúde, alimentação, desenvolvimento infanto-juvenil, idosos, turismo social, entre outras frentes de ação.

As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. Saiba+

Anterior Novidades no Belas Artes À LA CARTE a partir desta quinta
Próximo Circo Zanni em Rede apresenta o espetáculo Vizinhos