Canal Brasil exibe filmes premiados no Festival de Brasília. Sete longas-metragens entram na programação de aquecimento para a 56ª edição do evento

O tradicional Festival de Brasília do Cinema Brasileiro acontece de 9 a 16 de dezembro e, para entrar no clima do evento, o Canal Brasil exibe, entre sábado, dia 2, e sexta, 8, sete longas premiados na categoria melhor filme em edições passadas. A mostra vai ao ar sempre às 18h30 e, entre as produções selecionadas, está o inédito “Candango: Memórias do Festival”, de Lino Meireles, vencedor da edição de 2020. O documentário conta a história do Festival de Brasília através de entrevistas com diretores, atores e produtores como Helena Ignez, Ruy Guerra, Rodrigo Santoro e Maeve Jinkings, e encerra a programação especial.

Os outros longas exibidos serão “O Bandido da Luz Vermelha”, de Rogério Sganzerla, vencedor da quarta edição do festival, em 1968; “A Casa Assassinada”, de Paulo Cézar Saraceni, premiado em 1971; “A Hora da Estrela”, protagonizado por Marcélia Cartaxo e dirigido por Suzana Amaral, que ganhou o prêmio em 1985; “Santo Forte”, documentário de Eduardo Coutinho, o escolhido de 1999; “Lavoura Arcaica”, de Luiz Fernando Carvalho e com Selton Mello no elenco, vencedor de 2001; e “Branco Sai Preto Fica”, de Adirley Queirós, que ganhou o troféu em 2014.

Mostra Festival de Brasília

Horário: 02 a 08 de dezembro, às 18h30

2/12 РO Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rog̩rio Sganzerla
3/12 РA Casa Assassinada (1971), de Paulo C̩zar Saraceni
4/12 – A Hora da Estrela (1985), de Suzana Amaral
5/12 – Santo Forte (1999), de Eduardo Coutinho
6/12 – Lavoura Arcaica (2001), de Luiz Fernando Carvalho
7/12 – Branco Sai Preto Fica (2014), de Adirley Queirós
8/12 – Candango: Memórias do Festival (2020), de Lino Meireles – INÉDITO