O Festival Cara e Cultura Negra conta com a apresentação de Luedji Luna que encerra a série de shows 

A série de shows do Festival Cara e Cultura Negra chega à reta final neste sábado (21/9), com Luedji Luna, Marcelo Café, Débora Valente e Haynna e os Verdes.

Natural de Salvador (BA), a cantora Luedji Luna volta a Brasília com as músicas do primeiro disco da carreira, “Um Corpo no Mundo”. Além das autorais “Asas”, “Dentro Ali” e “Acalanto”, a artista canta parcerias com François Muleka (“Eu Sou Uma Árvore Bonita”) e Emillie Lapa (“Banho de Folhas”).

A noite segue com o show “Valsa para a equilibrista”, em que Débora Valente interpreta as músicas do EP homônimo, como “Guardiã”, “I wish you wanted me” e “Procure saber”. A última é uma parceria de Débora com Arthur Sant’ana, que faz participação especial na apresentação.

Nascido em Niterói (RJ) e radicado em Ceilândia, Marcelo Café aposta em sambas e no samba-rock com letras sobre o cotidiano, amor e questões sociais. No Festival, ele canta “A revolução é preta”, “Angola Janga” e “Monalisa Negra”, entre outros temas de sua autoria.

O palco do Teatro Nacional Claudio Santoro ainda recebe Haynna e Os Verdes. Formado por Haynna (vocais), Michely Cardoso (guitarra), Rian Sodré (baixo), Jhonata Morais (bateria) e Daniela Vieira (teclado), o grupo aposta em um set list de composições próprias como “Louca”, “Retrato Falado” e “Love Song”.

O Festival

O Festival Cara e Cultura Negra deste ano começou no dia 9 e vai até 23 de setembro, ancorado em seis frentes de programação: shows, oficinas, bate-papos, saraus, exposições e mesas de debate. As atividades serão distribuídas entre o foyer do Teatro Nacional Claudio Santoro, o Cine Brasília e o Espaço Cultural Renato Russo. A programação completa está disponível no site do festival.

Serviço

Show com Luedji Luna, Marcelo Café, Débora Valente e Haynna e os Verdes

Data: 21 de setembro, sábado
Horário: Às 19h – Marcelo Café; às 19h40, Débora Valente; às 20h20, Haynna e os Verdes; e às 21h, Luedji Luna
Local: Foyer do Teatro Nacional Claudio Santoro (Setor Cultural Teatral Norte).
Entrada franca.
Classificação indicativa livre.

Anterior Drag Queens disputam melhor performance artística
Próximo Sextas musicais recebe os musicistas do Duo Ítaca