Na sua quarta edição do Green Nation, a primeira fora do Rio de Janeiro, o Movimento ocupará cerca de 2.700 m²

Tratar de temas como água e sustentabilidade por meio de uma série de experiências interativas, sensoriais e emocionais, festival multimídia e momentos de diversão com o objetivo de despertar novas atitudes no cotidiano das pessoas. Em síntese, essa é a proposta do Green Nation, movimento brasileiro criado em 2012, que na sua quarta edição – a primeira fora da capital fluminense – ocupará a Vila Cidadã, área gratuita e aberta ao público dentro do 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, entre 17 e 23 de março.

As atividades trazem diversos olhares sobre a água que é rio, mar, gelo, mata ciliar, alimento, transporte, reciclagem, inovação e tecnologia. No total, serão apresentadas mais de 57 horas de atrações, num passeio pelas nove instalações do Green Nation, que ocupará cerca de 2.700 m² da Vila Cidadã, os visitantes levarão em média 1h10min de imersão sobre os temas propostos.

“Nós acreditamos que a sustentabilidade é uma atitude. Para entendê-la é preciso experimentar. Quem sente não esquece e muda seus hábitos porque entende que a sua vida e de outros depende disso. O Green Nation acredita que, para garantir o futuro do planeta agora, é preciso engajar pessoas através das emoções e das inovações. No Fórum Mundial da Água, nossa missão é mostrar a sustentabilidade em todos os sentidos”, destaca o diretor-geral do Green Nation, Marcos Didonet.

Sensações – No Espaço Green Nation na Vila Cidadã, os visitantes poderão conhecer e interagir com as seguintes instalações: Estação Antártica, Submarino, Nave, Asa Delta, Florestas do Mar, Falta Água!, Plante Água, PET Vira PET e Sabores e Sentidos. Também serão realizadas oficinas de cocriação, Festival Multimídia, Mostra de Cinema, oficinas maker, oficinas de design thinking para crianças, contação de histórias e muito mais.

Como destaques, na instalação “Submarino”, o público, por meio de um ambiente multimídia, irá imergir ao fundo do mar, tendo contato com as exuberantes fauna e flora marinhas, que sofrem com poluição, lixo e pescas predatórias. Já na “Asa Delta” – simulador em realidade virtual – os visitantes “voam” numa viagem emocionante a lugares no Brasil em que a água é protagonista no transporte, na alimentação, na geração de energia e muito mais. O público também conhecerá de perto como é a vida no frio extremo, por meio da instalação “Estação Antártica”, que reproduzirá o laboratório e a moradia dos cientistas.

Em Sabores e Sentidos, os participantes irão degustar diferentes sucos e descobrirão o segredo da embalagem dos ingredientes (que vai muito além da proteção ao alimento), tudo isso de olhos vendados. Por fim, os caminhos da reciclagem e as oportunidades para o reaproveitamento do plástico estarão presentes na instalação “PET Vira PET”, que mostra a importância da reciclagem de um jeito descomplicado e a sua relação com a economia de água e a redução do lixo no planeta, a partir de uma máquina de reciclagem de PET.

Camp e Contação de Histórias – O universo do empreendedorismo e das startups também não ficará de fora da programação. Nos dias 19, 20 e 21 de março o Green Nation receberá o “Camp de Ecoinovação: Desafio Água”, voltado a empreendedores que tenham ideias inovadoras sobre o uso da água. Já a área de contação de histórias, terá a participação de diferentes projetos e autores: Projeto Douradinho, Turma do Planeta e a escritora indígena Eliane Potiguara.

GREEN NATION – ESPAÇOS E ATIVIDADES

Estação Antártica – A estação mostrará como é viver no frio extremo, sentir a neve e compreender a importância da Antártica para o planeta, numa reprodução do laboratório e da moradia dos cientistas. Cada visitante poderá entender os impactos do aquecimento global na vida marinha, além de conhecer a realidade dos pesquisadores brasileiros na Estação Comandante Ferraz e a vida na Antártica.

Submarino – Ambiente audiovisual que simula a imersão em um mar com fauna e flora exuberantes formadas por baleias, tartarugas e muitos peixes. O ambiente, porém, também estará afetado por lixo, pesca predatória, redes de arrasto e poluição. Os “tripulantes” navegam conhecendo o fundo do oceano e compreendendo sua importância para os diversos ecossistemas.

Nave – Os visitantes perceberão a importância dos rios, viajando numa nave espacial cenográfica, que “sobrevoará” o Rio Guandu e a maior estação de captação de água do mundo, que ficam no Rio de Janeiro. A experiência mostra que a população cresce e o abastecimento da água para toda a cidade é um desafio. O público verá como é necessário respeitarmos cada gota disponível.

Asa Delta – Uma viagem em realidade virtual tendo como foco de abordagem o protagonismo das águas brasileiras. Os visitantes “voam” em uma asa delta em realidade virtual, numa viagem emocionante a lugares em que a água possa ser transporte, alimento, energia e entretenimento, como a usina hidrelétrica de Ilha Solteira, uma das mais importantes do Brasil, administrada pela CTG Brasil, uma das empresas patrocinadoras do Green Nation.

Falta Água! – A seca extrema já é realidade em várias partes do Brasil e do mundo. Nessa instalação, o visitante é convidado a imaginar sua vida sem água. Por meio de um jogo, serão propostos vários desafios que reforçam a importância da mudança de hábitos em relação à água que chega a nossas torneiras. Tema importante e conectado com a causa de AMA, água da Cervejaria Ambev que reverte todo o lucro para projetos de acesso à água .

Cocriando o Futuro – Nestas oficinas, os participantes desenvolvem novos olhares sobre atitudes que precisam mudar para construir uma sociedade sustentável e realmente nova. Cada um traz suas ideias, que serão trabalhadas com o desafio de se descobrir como colocá-las em prática.

Florestas do Mar – O público descobrirá a floresta de corais como os berçários dos oceanos, podendo ver muita vida, cores, peixes e belezas que estão escondidas. No entanto, no mergulho, nem só a beleza aparecerá, o visitante também perceberá como a atitude de cada um pode destruir esses berçários da vida marinha.

PET Vira PET – Instalação que mostra a importância da logística reversa e sua relação com a economia de água e a redução do lixo no planeta, de um jeito descomplicado a partir de uma máquina de reciclagem de PET. Comprar uma garrafinha é prático, mas qual é o caminho que ela faz depois que hidrata nosso corpo? Este ambiente reforçará a importância do cuidado com o descarte. O público conhecerá os caminhos da reciclagem e as oportunidades para o reaproveitamento do plástico.

Plante Água – O desmatamento afeta a água muito mais do que se possa imaginar. Neste ambiente, o visitante conhecerá e poderá adotar 15 espécies de árvores que serão plantadas e acompanhadas como legado da participação do Green Nation no Fórum Mundial da Água.

Sabores e Sentidos – De olhos vendados, os participantes irão degustar diferentes sucos e descobrirão o segredo da embalagem dos ingredientes, que vai muito além da proteção ao alimento. As embalagens dos sucos são da Tetra Pak, uma das empresas patrocinadoras do Green Nation.

Arduino Flamingo da Seca – Nesta oficina Maker, será criado o Flamingo da Seca, sensor de umidade a partir do uso de Arduino (plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única). Cada participante sairá com seu sensor para vasos ou pequenos jardins, que indicará quando as plantas precisam ser aguadas, otimizando o consumo.

Design Thinking para Crianças – Oficina Maker em que será vivenciado um processo de reflexões sobre o consumo de água nos ambientes mais próximos (casa, escola etc), além da prototipagem e da criação de soluções para reuso, reciclagem ou redução (3Rs) do consumo de água nesses locais.

Camp de Ecoinovação: Desafio Água – Tendo como ponto de partida a ecoinovação, empreendedores e startups apresentarão suas ideias criativas para o uso eficiente, reaproveitamento e reuso, redução do desperdício e despoluição da água nos setores público ou privado. Dias 19, 20 e 21 de março.

Contação de Histórias – O Projeto Douradinho convida crianças a sentirem, pensarem e agirem em defesa dos rios e matas ciliares a partir do livro “Amiga Lata, Amigo Rio”. O projeto Turma do Planeta lançará o livro da primeira aventura contando a história de “Como Tudo Começou” e, com o e-book “Fala Bia! “, mostrará como a turma limpou o seu rio. A escritora de origem étnica potiguara, Eliane Potiguara, também integra essa área da programação com o livro “A Cura da Terra”, história que fala sobre a natureza, os homens, a origem das coisas e a sabedoria dos ancestrais.

Mesa de Debates “Água na Mídia” – No dia 22 de março, entre 16h e 18h, em parceria com a TV Globo, autores de novelas e minisséries, mediados pela jornalista Sônia Bridi, abordarão o assunto sobre como a questão da água pode e deve ser tratada na dramaturgia e outros produtos audiovisuais, na arena da Vila Cidadã.

Mostra de Cinema – Exibição première da série “Manual de Sobrevivência para o Século 21”, episódio “Água que vem do céu”, com a presença do diretor João Amorim e do ator e apresentador Marcos Palmeira. A quarta edição da mostra oferece ao público olhares transversais sobre as várias questões da água. Dia 21 de março, às 18h30.

Esta edição do Green Nation na capital federal é apresentada pela AMA (água mineral da Ambev) e conta com o apoio da ONU Meio Ambiente e da CNC, parceria institucional do Ministério do Meio Ambiente, além dos patrocínios da CTG Brasil e Tetra Pak.

Serviço

GREEN NATION – VILA CIDADÃ – 8º FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA
Estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha
De 17 a 23 de março de 2018, das 09h às 17h
Entrada franca e livre para todas as idades

Site: www.greennation.com.br
Facebook: www.facebook.com/greennationbrasil/
Instagram: @greennationbrasil
Youtube: https://www.youtube.com/user/GreenNationFest

Anterior Em Brasília mostra de cinema Alemão no Goethe-Zentrum
Próximo Festival gastronômico em parceria com o Fórum da Água