Série teatro #EmCasaComSesc recebe espetáculos “Ex-Gordo” (18/11), “Prot{agô}nistas” (20/11) e “Dentro” (22/11) na semana em que completa 100 lives apresentadas

Programação alterna apresentações da casa de atores e atrizes com transmissões dos palcos das unidades, sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança, aos domingos, quartas e sextas, às 21h.

Na semana em que a série de Teatro completa a marca de 100 espetáculos transmitidos, na quarta-feira (18/11), o Sesc Ipiranga recebe “Ex-Gordo”, com o CaTI – Caxote Teatro Íntimo; sexta-feira (20/11), é a vez do elenco de “PROT{AGÔ}NISTAS” se apresentar diretamente do Sesc Santo Amaro, e no domingo (22/11), Laura Nielsen, do Teatro Inominável, apresenta o monólogo “Dentro”, transmitido de sua casa.

youtube.com/sescsp
instagram.com/sescaovivo

A programação de Teatro #EmCasaComSesc está em nova fase, com os atores e as atrizes ocupando os palcos das unidades do Sesc na capital paulista, além das apresentações transmitidas das casas dos artistas. Com a mudança, o Sesc São Paulo passa a acolher versões de espetáculos com estruturas maiores, contando com os recursos do palco para a transmissão. As exibições seguem sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança no horário das 21h. A série tem apresentações aos domingos, quartas e sextas.

O formato híbrido, com a manutenção das transmissões realizadas da casa dos artistas, permite que a série continue oferecendo encontros com nomes de outros estados e com atores e atrizes em condições de maior vulnerabilidade ao coronavírus. Com a possibilidade das transmissões nos palcos do Sesc, dá-se oportunidade a mais profissionais, ajudando a estimular o setor cultural. Com uma parcial e gradativa retomada das atividades do Sesc São Paulo, o início da programação nos palcos é um momento importante para a cultura e para uma retomada mais ampla no futuro.

Na quarta-feira (18/11), com transmissão do Sesc Ipiranga, o CaTI – Caxote Teatro Íntimo encena o espetáculo “Ex-Gordo”, com texto e direção de Fernando Aveiro, que também interpreta o protagonista, e codireção de Naiene Sanchez. Após fazer uma cirurgia bariátrica, um homem que vive isolado em seu minúsculo apartamento, no 48º andar, confronta figuras do passado com o objetivo de descobrir sua verdadeira essência. Ele convida um grupo de artistas para ir à sua casa e interpretar os personagens que habitam sua memória, na tentativa de se sentir parte de uma sociedade e de sair de seu caótico mundo particular. Em meio a uma atmosfera onírica e surrealista, o público também é convidado a adentrar na casa desse protagonista e a acompanhar uma espécie de sessão de psicodrama teatral. Nesta versão online, a ideia é que a poltrona da casa do espectador rompa a barreira espacial e o lance para dentro da arena do jogo. A montagem, que fez temporada no Sesc Ipiranga em 2019, é a terceira parte da “Trilogia da Evolução”, projeto do CaTI com reflexões sobre o despertar da consciência de indivíduos para processos sociais que os aprisionam e os moldam. Com Bárbara Salomé, Camila Biondan, Humberto Caligari e Murilo Inforsato. Classificação: 14 anos.

Para celebrar o Dia da Consciência Negra, na sexta-feira (20/11) – data em que a série Teatro #EmCasaComSesc completa 100 lives apresentadas -, o Sesc Santo Amaro recebe “PROT{AGÔ}NISTAS”, espetáculo que estreou em abril de 2019 no Festival Internacional de Circo de São Paulo FIC-SP. Com direção de Ricardo Rodrigues, o espetáculo circense reúne elenco formado por artistas negros da dança, da música e do circo. A partir da interconexão dessas linguagens, o grupo propõe uma reflexão sobre a arte e sua posição na sociedade. Com Renato Ribeiro (bateria, arranjos e palhaço), Dica L. Marx (baixo, voz e composição), Eric Oliveira (voz e palhaço), Jaqueline Silva (voz e pandeiro), Mariana Per (voz e flauta), Melvin Santhana (guitarra, voz e composição), Tô Bernado (trombone, djembê e arranjos), Vinicius Ramos (trompete, voz e composição), Diego Henrique (dança), Guilherme Awazu (perna de pau), Maíza Menezes (malabares com facas), Monique Costa (dança), Tatilene Santos (tecido acrobático), Zanza Monocova (contorção), Allyne Cassini e Marcos Silva (sonorização), Hilton Esteves (palco) e Danielle Meirelles (iluminação). PROT{AGÔ}NISTAS – O Movimento Negro no Picadeiro é um projeto que nasceu em 2019 a partir da união de artistas negros que trazem sua pluralidade artística técnica para resultar numa nova experiência sonora, discursiva e acolhedora. Classificação: 14 anos.

No domingo (22/11), Laura Nielsen, do Teatro Inominável, encena diretamente de sua casa, no Rio de Janeiro, o monólogo “Dentro”, com dramaturgia de Diogo Liberano e direção de Natássia Vello. A peça fala de Leonor, uma mulher de 40 anos que volta à casa que um dia foi de sua família para tomar um café com suas antepassadas mortas. A partir desse resgate de memórias, ela mergulha num processo de autoconhecimento, fazendo questionamentos sobre suas próprias escolhas e seu lugar no mundo hoje: reflexões sobre repetições de convenções e padrões já estabelecidos, sobre o vínculo – nem sempre visível – entre uma história pessoal e subjetiva e outra mais geral e objetiva, sobre os fatos e acontecimentos culturais, sociais e políticos do país são trazidas à tona. A protagonista abre espaço ainda para tratar de assuntos que também participam da história de suas ancestrais, como a escravidão, o racismo, a maternidade e a condição de subordinação da mulher em nossa sociedade. O trabalho, que estreou em 2019, marcou as comemorações dos 10 anos da Cia. Teatro Inominável. Classificação: 14 anos.

Agenda 

18/11, quarta-feira: CaTI – Caxote Teatro Íntimo – Bárbara Salomé, Camila Biondan, Fernando Aveiro, Humberto Caligari e Murilo Inforsato – em “Ex-Gordo”

20/11, sexta-feira: Renato Ribeiro (bateria, arranjos e palhaço), Dica L. Marx (baixo, voz e composição), Eric Oliveira (voz e palhaço), Jaqueline Silva (voz e pandeiro), Mariana Per (voz e flauta), Melvin Santhana (guitarra, voz e composição), Tô Bernado (trombone, djembê e arranjos), Vinicius Ramos (trompete, voz e composição), Diego Henrique (dança), Guilherme Awazu (perna de pau), Maíza Menezes (malabares com facas), Monique Costa (dança), Tatilene Santos (tecido acrobático), Zanza Monocova (contorção), Allyne Cassini e Marcos Silva (sonorização), Hilton Esteves (palco) e Danielle Meirelles (iluminação) em “PROT{AGÔ}NISTAS”.

22/11, domingo: Laura Nielsen, do Teatro Inominável, em “Dentro”

Saiba +: Sesc Digital

Anterior CINEfoot - Festival de Cinema de Futebol, começa na sexta
Próximo Jornal da Night, com Joel Vieira nas redes sociais