Evento no Espaço Cultural Renato Russo marca início da parceria da Secretaria de Cultura com o Instituto Bem Cultural para dinamizar a ocupação deste importante centro de formação artística do DF

A Secretaria de Cultura do Distrito Federal lança, nesta sexta-feira (7), a Política Setorial do Teatro, último instrumento legal da série de seis portarias que compõem a Política Distrital das Artes do DF. O evento, a partir das 18h30, no Espaço Cultural Renato Russo, também marca um novo capítulo na história deste equipamento público: o início do modelo compartilhado de gestão, numa parceria entre poder público e sociedade civil.

A nova programação estreia com o Espetáculo “O Cano”, comemorando os 20 anos do Circo Teatro UdiGrudi (ingressos à venda no local ou pela plataforma Sympla).

A Política Setorial do Teatro estabelece diferentes estratégias coordenadas pelo governo local para fortalecer as atividades da cadeia produtiva das artes cênicas, em suas variadas linguagens, garantindo o respeito à liberdade de expressão do artista do Distrito Federal.

O objetivo principal é contribuir para posicionar o Distrito Federal como um importante polo de criação, produção, pesquisa, formação, inovação e difusão do segmento teatral, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico integrado da região e das cidades do entorno.

Entre as frentes de ação propostas estão: qualificação e aperfeiçoamento artístico e técnico continuado dos agentes atuantes no setor teatral; sensibilização de novos públicos, inserindo o teatro nos processos educacionais e facilitando o acesso a espetáculos; estímulo ao empreendedorismo, inovação e sustentabilidade da atividade teatral; manutenção e conservação permanente dos espaços públicos cênicos; e adoção de políticas inclusivas e afirmativas em todos os elos da cadeia produtiva do teatro.

As inovações trazidas pela Política de Teatro do Distrito Federal são direcionadas a atores, performers, diretores, dramaturgos, encenadores, cenógrafos, iluminadores, sonoplastas, produtores, grupos, companhias, coletivos, artistas de rua e de cultura popular, e todas as outras categorias de trabalhadores da cadeia produtiva da dramaturgia.

A Política de Teatro do Distrito Federal integra a Política Distrital das Artes, instituída para garantir que as especificidades de cada setor da cultura sejam atendidas por políticas públicas. Ao todo, são seis políticas setoriais: Estímulo e Valorização da Dança; Audiovisual; Leitura, Escrita e Oralidade; Música; Artes Visuais; e Teatro.

Nova gestão do Espaço Cultural Renato Russo – Nesta sexta-feira (7), o Espaço Cultural Renato Russo – um dos mais vibrantes centros de produção artística de Brasília – estreia a sua nova programação, planejada numa parceria entre Secretaria de Cultura e Instituto Bem Cultural (IBC).

Este novo modelo compartilhado de gestão, que segue as diretrizes do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC) e os princípios da Lei Orgânica de Cultura do DF (LOC), é o mesmo que já vem sendo empregado com sucesso em outros equipamentos públicos, como o Memorial dos Povos Indígenas e o Centro de Dança do DF.

Selecionado em um chamamento público, o Instituto Bem Cultural (IBC) vai coordenar e planejar, junto com a Secretaria de Cultura, a programação do Espaço Cultural Renato Russo nos próximos 12 meses. Para executar um plano de trabalho adequado ao perfil e características do equipamento, a instituição terá disponível um orçamento de R$ 800 mil.

Historicamente o Espaço Cultural 508 Sul sempre foi um lugar de formação artística, partilha de conhecimentos culturais e ponto de encontro da juventude. Por isso, a ideia é desenvolver uma programação que estimule a formação de artistas, técnicos, produtores e também de novos públicos ainda mais apreciadores e críticos da rica produção artística que emana das várias regiões administrativas do DF.

Para fazer frente ao desafio de manter uma programação diversificada e atrativa, o Instituto Bem Cultural vai desenvolver parcerias com outras entidades culturais e promover chamamentos públicos para ocupação dinâmica de todos os ambientes que compõem o Espaço Cultural Renato Russo. Os chamamentos e a programação estarão disponíveis no site www.espacoculturalrenatorusso.com.br a partir de 10.12.2018.

Instalações – Após cinco anos fechado por problemas de segurança após muitos anos sem manutenção adequada, o Espaço Cultural Renato Russo 508 sul foi devolvido à população de Brasília em junho de 2018, com instalações totalmente reformadas, mobiliário e equipamentos renovados.

O lugar abrange atualmente os teatros Galpão e de Bolso, renomeado agora como Robson Graia; o cineteatro Sala Marco Antônio Guimarães, as galerias para exposições Parangolé e Rubem Valentim; o ateliê de pintura; a Biblioteca de Artes Ethel Dornas, com gibiteca e musiteca; a Sala Multiuso para oficinas-espetáculos e ensaios; o Galpão das Artes (artes visuais), bem como a Praça Central e o Mezanino, destinados a atividades diversas, como exposições, shows e saraus.

Mais informações sobre o Instituto Bem Cultural: www.institutobemcultural.org.br

Programação

18h30 – Café de recepção ao evento
18h50 – Boas-vindas da diretora do Espaço Cultural Renato Russo, Johanne Madsen
19h – Apresentação da nova programação e dos editais de chamamento, por Leonardo Hernandes, do Instituto Bem Cultural
19h40 – Lançamento da Política Setorial de Teatro do Distrito Federal – secretário de Cultura, Guilherme Reis
20h – Apresentação do Espetáculo “O Cano”, comemorando os 20 anos do Circo Teatro UdiGrudi (ingressos: R$ 40,00 – inteira, venda antecipada pela plataforma Sympla ou no local)

Anterior Festival de Comédias Solidário no dia 16 de dezembro
Próximo Espetáculo Brincatividade passa a semana em cartaz pelo DF