Em continuidade a programação #EmCasaComSesc, Sesc São Paulo estreia série de teatro com apresentação de Celso Frateschi. As apresentações pela internet acontecem sempre às 21h30, em quatro dias da semana, e serão compostas de monólogos de 30 a 50 minutos

youtube.com/sescsp

Nesta sexta-feira, 15, às 21h30, o Sesc São Paulo dá início a uma série de transmissões de apresentações teatrais via internet com reconhecidos nomes das artes cênicas do país que sempre apresentam seus trabalhos nas unidades da instituição em todo o estado. Agora, em tempos de isolamento social por conta da crise causada pelo novo coronavírus, terão a experiência de levar seus trabalhos a um número ainda maior de pessoas por meio do canal do Sesc São Paulo no YouTube. É a programação “Teatro #EmCasaComSesc” que já traz para o fim de semana Celso Frateschi e Georgette Fadel.

Sempre às segundas, quartas, sextas e domingos, às 21h30, tem uma apresentação diferente no formato de monólogos interpretativos – e não leituras – de obras que já foram realizadas, podendo ser na íntegra, trechos de obras, adaptações ou solilóquios. As apresentações terão duração de até 50 minutos. Em tom intimista, os artistas também são convidados a fazerem comentários sobre o trabalho após a performance. Dentro desta linguagem, a vasta experiência do CPT – Centro de Pesquisa Teatral e de projetos como Dramaturgias possibilitam a expansão da atuação digital da instituição.

A iniciativa faz parte das diversas ações digitais que expandem a atuação da instituição no campo virtual, como a plataforma do Sesc Digital e a programação de transmissões musicais da série “Sesc ao Vivo”. “As artes, em todas as suas linguagens, têm sido altamente impactadas pelas restrições de convívio social e pela suspensão das contratações dos artistas e de toda a cadeia de criação e produção.

O desenvolvimento da Plataforma Sesc Digital expressa nossa preocupação com a expansão da atuação social do Sesc para o ambiente digital”, comenta Danilo Miranda, diretor do Sesc São Paulo. “Acreditamos ser possível, ainda que desafiadora, a experimentação de uma prática cênica, performativa, em novos formatos, gramáticas e suportes. Pretendemos contemplar outras linguagens artísticas em nossas transmissões ao vivo nos próximos dias”, conclui.

Inaugurando a programação, nesta sexta-feira, 15, às 21h30, Celso Frateschi apresenta Diana, peça de sua autoria já encenada em espaços de renome, como Teatro Ágora e Sesc Ipiranga. Desiludido com as relações humanas, um professor passa a se comunicar apenas com objetos. É dessa forma que ele se apaixona pela mulher da escultura “Depois do Banho”, do italiano Victor Brecheret, instalada no largo do Arouche, a quem ele batiza de Diana. A direção de atuação é de Rudifran Pompeu, e a peça não é recomendada para menores de 14 anos.

No domingo, dia 17, é a vez da apresentação de Georgette Fadel em Terror e Miséria no Terceiro Milênio. A partir do texto de Bertolt Brecht, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos cria uma reflexão cênica sobre os tempos atuais, que se traduzem na interpretação de Georgette. A peça possui classificação indicativa de 14 anos, e tem direção, dramaturgia e adaptação de Claudia Schapira.

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação.

O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: sescsp.org.br

Anterior Assista aqui e agora o documentário Cigarro do Crime
Próximo Confira As sete melhores praias do Brasil