Série de transmissões de teatro pelo YouTube do Sesc São Paulo e o Instagram do Sesc Ao Vivo ocorre em quatro dias da semana, sempre às 21h30

youtube.com/sescsp
instagram.com/sescaovivo

Já são sete apresentações e uma audiência de 24 mil visualizações da série Teatro #EmCasaComSesc, que traz monólogos interpretativos apresentados diretamente da casa dos artistas, sempre às segundas, quartas, sextas e domingos.

Ainda nesta semana, é possível conferir a apresentação de Grace Passô em Frequência 20.20. A atriz, dramaturga e diretora encena um monólogo performático com trechos de três peças teatrais criadas por ela antes da pandemia: Preto, Mata Teu Pai e Por Elise. Frequência 20.20 tem trilha sonora de Mahal Pita e classificação indicativa de 16 anos.

Na sexta-feira, 29 de maio, Denise Weinberg, vencedora do Prêmio APCA 2017, na categoria Melhor Atriz, traz uma adaptação especial do texto “O Testamento de Maria”. A história apresenta Maria, mãe de Jesus Cristo, em sua busca por desvendar os mistérios ao redor da crucificação de seu filho. O público, que acessar o YouTube do Sesc São Paulo ou a página do Sesc Ao Vivo no Instagram, vai conferir uma mistura híbrida das linguagens teatral com a audiovisual. Parceria: Pentâmetro Produções. Classificação indicativa 14 anos.

E no domingo, 31, é a vez de Ailton Graça em Solidão. Para o Teatro #EmCasaComSesc, Graça e o diretor, Marco Antonio Rodrigues, fizeram um recorte significativo do espetáculo, do Grupo Folias, que busca inspiração no realismo e na história política recente para recriar uma América Latina mágica e dolorida.

Na apresentação, Ailton propõe cenas que traçam uma narrativa homogênea, mas que também podem ser compreendidas em suas potências individuais. O enredo conta como a chegada de um cigano imortal, que abre caminho para a vinda de uma onda de forasteiros, vai provocar mudanças irreversíveis na vida dos moradores de um vilarejo perdido no tempo e no espaço. Neste lugar, todos os acontecimentos, até mesmo a morte, obedecem a uma lógica muito particular. A dramaturgia é de Sergio Roveri, a partir da obra de Gabriel García Márquez. Solidão tem classificação indicativa de 16 anos.

Até aqui, o Teatro #EmCasaComSesc apresentou sete espetáculos a uma audiência somada que ultrapassa 24 mil visualizações. Já passaram pela série os artistas Celso Frateschi, interpretando, de sua autoria, Diana, Georgette Fadel em Terror e Miséria no Terceiro Milênio, de Bertolt Brecht, Sérgio Mamberti em Plínio Marcos, Um Homem do Caminho, Ester Laccava com Ossada, Jé Oliveira com, de sua autoria, Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens, Gustavo Gasparani em Ricardo III, de Shakespeare, e Lavínia Pannunzio com Elizabeth Costello.

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: sescsp.org.br

Anterior Landau regrava canção clássica da banda Rádio Táxi
Próximo Petiscos para delivery