Sempre às 21h30, em quatro dias da semana, a série Teatro #EmCasaComSesc tem transmissão pelo YouTube do Sesc São Paulo e no Instagram do Sesc Ao Vivo

youtube.com/ sescsp

Em período de restrições de convívio social, o Sesc São Paulo vem oferecendo uma programação cultural diversa e de qualidade. É o #EmCasaComSesc, que conta com transmissões de shows, debates e apresentações cênicas com importantes nomes do teatro brasileiro. Sempre às segundas, quartas, sextas e domingos, às 21h30, são apresentadas peças que já foram realizadas, podendo ser na íntegra, trechos de obras, adaptações ou solilóquios.

Na sexta-feira, 22, Jé Oliveira está em Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens, obra tributária ao legado dos Racionais MC’s. Também dirigida e criada por Oliveira, a premiada peça retrata a experiência de ser homem negro na periferia de São Paulo. Para isso, foram realizadas diversas entrevistas, ao longo de um ano, sobre a construção de masculinidades negras, conferindo à peça a força e a veracidade de seus relatos, apresentados de forma falada e cantada. A peça tem na direção musical Fernando Alabê, na produção das bases gravadas Dj Tano – Záfrica Brasil e Gabriel Longhitano na guitarra e violão. Classificação indicativa: 16 anos.

E no domingo, 24, Gustavo Gasparani encena Reconstruindo Ricardo III. A casa do ator é sempre o primeiro palco, o lugar onde nascem os personagens. E foi, justamente, na sala da casa de Gasparani que surgiram as ideias e diretrizes que seriam adotadas posteriormente. A apresentação de Reconstruindo Ricardo III revela ao público o processo de adaptação da peça original de William Shakespeare, que resultou no trabalho de Gustavo com o diretor Sérgio Módena em 2014. Não recomendada para menores de 14 anos.

Até aqui, o Teatro #EmCasaComSesc apresentou quatro espetáculos com audiência que ultrapassa 10 mil visualizações. Já passaram pela série os atores Celso Frateschi, interpretando, de sua autoria, Diana, Georgette Fadel em Terror e Miséria no Terceiro Milênio, de Bertolt Brecht, Sérgio Mamberti em Plínio Marcos, Um Homem do Caminho, e Ester Laccava com Ossada.

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação.

O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: sescsp.org.br

Anterior Festival Digital solidário para estimular doação dos fãs
Próximo Plataforma registra aumento de 40% em publicações de livros