Robertinho Silva, Patricia Bastos e Dante Ozzetti, Zé Geraldo e Sérgio Pererê se apresentam na série música #EmCasaComSesc

instagram.com/sescaovivo
youtube.com/sescsp

Prestes a completar três meses no ar, a série Música #EmCasaComSesc prossegue com novas apresentações entre os dias 20 e 23 de julho, sempre às 19h, no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube Sesc São Paulo . Mas antes, o público confere os shows de Elba Ramalho, hoje, relembrando seus grandes sucessos de mais de 40 anos de carreira, acompanhada por Marcos Arcanjo, se revezando entre violão e guitarra, e Rafael Meninão na sanfona; e Leci Brandão, no domingo, na voz, pandeiro e tan tan, acompanhada por Marcus Boldrini no violão e cavaquinho, e PH – Paulo Henrique Ambrósio na percussão.

Na segunda-feira, dia 20, rememoramos as noites do Instrumental Sesc Brasil com o percussionista e baterista Robertinho Silva. Com mais de 50 anos de carreira nacional e internacional, ele, que é um dos maiores nomes do segmento no Brasil, abre seu ateliê percussivo para partilhar ritmos, sons e histórias, com humor, criatividade e musicalidade. Estarão no set instrumentos como atabaque, pandeiro, berimbau, marimba, campanas, agogô, tamborim, kalimba e até mesmo frigideira, para apresentar ritmos e músicas como “Juazeiro” (Luiz Gonzaga), “Aquele Abraço” (Gilberto Gil), “Ponta de Areia” e “A Lua Girou” (Milton Nascimento). Robertinho Silva destacou-se no meio musical na década de 1960 com o grupo Som Imaginário, e acompanhou artistas consagrados da música brasileira e internacional, como Milton Nascimento (com quem trabalhou por 26 anos), João Donato, Tom Jobim, Wayne Shorter, Egberto Gismonti, Dori Caymmi, Sarah Vaughn, Gilberto Gil, João Bosco, Toninho Horta, Gal Costa, Nana Caymmi e Chico Buarque.

Na terça-feira, 21, Patricia Bastos e Dante Ozzetti apresentam o show Amazônia Live. Parceiros de longa data, a cantora amapaense Patricia Bastos e o músico, compositor e arranjador paulistano Dante Ozzetti, na voz e violão, apresentam um repertório que mescla músicas dos discos de Patrícia produzidos pela dupla, como Zulusa (2013) e Batom Bacaba (2016), que têm como temática os sons amazônicos. Também entoarão músicas de autoria de Dante Ozzetti em parceria com Luiz Tatit, e de outros compositores, como Zeca Baleiro e Joãozinho Gomes.

Quarta-feira, 22, Zé Geraldo comanda o show Canções e Prosa. Com mais de 30 anos de carreira e 15 discos lançados, o cantor mineiro apresenta clássicos do seu repertório, como “Milho aos Pombos”, “Senhorita” e “Galho Seco”, além de músicas de parceiros que foram consagradas em sua voz e violão, como “Cidadão” (Lúcio Barbosa) e “Aprendendo a Viver” (Renato Teixeira).

E na quinta-feira, 23, o cantor, compositor, multi-instrumentista, ator e produtor musical Sérgio Pererê se apresenta acompanhado pelo músico Acauã Ranne. Seu trabalho autoral é reconhecido pelo diálogo que estabelece entre a tradição e a experimentação, pela profusão de sonoridades – com destaque para as referências afro-latinas -, e pelo timbre peculiar de sua voz. No show, Pererê irá apresentar músicas de seu novo trabalho, Ravivências, em que faz releitura de canções de compositores que marcaram sua trajetória, e também canções de trabalhos anteriores que se tornaram referência para o seu público, como “Costura da Vida”, “Estrela Natal” e “Velhos de Coroa”. Sua poesia sofisticada entrelaça temas cotidianos a enunciados metafísicos e elementos do sagrado de matriz africana, como o culto à ancestralidade e aos orixás. Já se apresentou em várias regiões do Brasil e em países, como Canadá, Áustria, Espanha, Moçambique, China e Argentina.

Agenda 20 a 23 de julho, 19h

20/7, segunda: Robertinho Silva
21/7, terça: Patricia Bastos e Dante Ozzetti
22/7, quarta: Zé Geraldo
23/7, quinta: Sérgio Pererê. Participação de Acauã Ranne

+ Música #EmCasaComSesc

A programação de shows na internet do Sesc São Paulo está no ar desde 19 de abril com apresentações diárias de importantes nomes da música brasileira, nos mais variados estilos. Sempre às 19h, tem uma atração ao vivo e direto da casa do artista no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube Sesc São Paulo . Até aqui, já são mais de 80 shows realizados e uma audiência de mais de 3,4 milhões de visualizações.

A programação foi pensada a todos que apreciam a boa música brasileira, em tempos de isolamento social por conta do novo coronavírus e que levou ao fechamento das unidades em todo o Estado para evitar a disseminação da Covid-19.

Até aqui, já passaram pela série os artistas Zeca Baleiro, Chico César, a dupla Fernanda Takai e John Ulhoa da banda mineira Pato Fu, Roberta Sá, Paulo Miklos, João Bosco, Zélia Duncan, Hamilton de Holanda e Mestrinho, Rael, Mônica Salmaso e Teco Cardoso, Davi Moraes e Pedro Baby, Hélio Ziskind, Siba, Luciana Mello e Jair Oliveira, Marcelo Jeneci, Renato Braz, André Mehmari, Anelis Assumpção e Curumin, Ayrton Montarroyos e Edmilson Capelupi, Céu, Emicida, Dori Caymmi, Tulipa Ruiz e Gustavo Ruiz, Toninho Ferragutti, Ná Ozzetti e Dante Ozzetti, Josyara, André Abujamra, Luedji Luna e Zudizilla, João Donato, Joyce Moreno, Duo Siqueira Lima, Tiê, As Bahias e a Cozinha Mineira, Nilze Carvalho, Ava Rocha, Adriana Calcanhotto, Eduardo Gudin e Naila Gallotta, Hercules Gomes, Mariana Aydar, Lula Barbosa, Thaíde, Maurício Pereira e Chico Bernardes, Leila Pinheiro, Geraldo Azevedo, Cristian Bubu, Zé Renato, Filipe Catto, Edgard Scandurra, Teresa Cristina, Francis e Olivia Hime, Renato Teixeira, Ricardo Herz e Vanille Goovaerts, Badi Assad, Carlinhos Antunes e Gabriel Levy, Vidal Assis, Mahmundi, Toquinho, Rincon Sapiência, Manoel Cordeiro, Pepeu Gomes, Adriana Moreira, Daniela Mercury, a dupla Carlos Careqa e Mário Manga, Jards Macalé, Vanessa Moreno, Maíra Freitas, Ed Motta, Trio Virgulino, Yvison Pessoa, Letrux, Fafá de Belém, Tom Zé, Arismar do Espírito Santo, Sandra de Sá, Lô Borges, Lula Ribeiro, Breno Ruiz, Elza Soares, Sapopemba, Roberta Valente e Alexandre Ribeiro, Danilo Caymmi, Fabiana Cozza com Fi Maróstica, Arrigo Barnabé, Roberta Campos, Virgínia Rosa com Ogair Júnior, Margareth Menezes com Jackson Almeida, Duo Mitre, Paula Lima com Bruno Nunes, Rashid e Zezé Motta com Misael da Hora. As apresentações atingiram uma audiência de mais de 3,4 milhões de visualizações, somando as páginas do Sesc São Paulo e dos artistas que transmitiram as apresentações.

A série Música #EmCasaComSesc também tem sido uma oportunidade para promover o Mesa Brasil, programa que conecta empresas doadoras e instituições sociais para o complemento de refeições de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Criado há 25 anos pelo Sesc São Paulo e hoje em operação em diversos estados do país, a iniciativa está com uma campanha para expandir sua rede de parceiros doadores e ampliar a distribuição de alimentos, produtos de higiene e limpeza em meio à crise causada pelo novo coronavírus. Também engajados pela causa, os artistas têm aproveitado as transmissões on-line para convocar as pessoas, principalmente empresários e gestores, a integrarem a rede de solidariedade. Para saber como ser um doador, acesse o site mesabrasil.sescsp.org.br.

+ SESC NA QUARENTENA

Durante o período de distanciamento social, em que as unidades do Sesc no estado de São Paulo permanecem fechadas para evitar a propagação do novo coronavírus, um conjunto de iniciativas garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Mesa Brasil Tecido Solidário Fabricação Digital de Protetores Faciais Teatro Música Dança Cinema Esporte Crianças Ideias SescTV Selo Sesc Edições Sesc São Paulo Youtube Sesc São Paulo Instagram Sesc Ao Vivo Portal Sesc SP

+ SESC DIGITAL

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado.

Saiba +: Sesc Digital

Anterior Dia Nacional dos Avós: proteja quem você ama!
Próximo Thiago Lacerda, Darson Ribeiro e Ana Cristina Colla