Ela, A Obra e o Olhar


Pode ser que, entre a razão e a sensibilidade, toda obra de arte se encerra em si.

Porém, é natural que, diante de um objeto artístico, nos sintamos obrigados a estabelecer parâmetros entre estilos, formas, composições, cores, expressividade etc; mas nada pode ser tão natural do que refinar a percepção formulando explicações entre essa ou aquela criação, mesmo que isso venha a se configurar, de maneira abstrata, o passo a passo da obra e assim elaborar uma história geográfica ou hierárquica entre o contemplador a obra e a figura romântica do artista.

Essa pode ser uma experiência autêntica e particularmente fruis pela qual podemos passar quando estamos, oportunamente, diante das criações do artista Ralfe Braga que, generosamente, permite e ainda nos instiga para um diálogo franco entre ele, a sua obra e o olhar. Impossível não ceder ao flerte e à clareza consciente de que fazemos parte dessa tríade alquímica que nos leva a pensar que, também e pretensiosamente, estaremos chancelando uma sensível parceria, contribuindo, assim, para potencialização da assinatura do artista.

Aberto a este intercâmbio, Ralfe Braga se apresenta com a exposição ELA, A OBRA E O OLHAR. Um sopro de poesia, delicadeza, cores em tons pastéis, linhas e curvas sinuosas e, por que não, maliciosas. Está aí uma grande oportunidade para perguntas e, certamente, as respostas; da construção de argumentos, de comprovar e reafirmar pontos de afinidades para, com isso e gentilmente, deixar nos seduzir pela sensorial troca de olhares entre nós e elas, na sua forma temática, impressas em técnica fineart deste artista singular.

Serviço

O que: Exposição “ELA, A OBRA E O OLHAR”
Onde: Galeria do Venâncio – Térreo (Entrada pelo Setor Hoteleiro Sul)
Quando: De 07 de março a 26 de março
Quanto: De graça
Mais informações: www.ralfebraga.com ou www.visitebrasilia.com.br

Anterior Como Sobreviver ao Casamento
Próximo Projeto Sunset no Rapport