A dança das borboletas de Ingrid Carrafa. Em seu terceiro livro “E quando borboletas carnívoras dançam no estômago”, a poeta descreve a crueza do cotidiano

Uma poesia atravessada por bêbados, prostitutas, mães, tias, amores e lágrimas, a escritora Ingrid Carrafa traz em seus poemas um retrato da condição feminina em diferentes realidades. Publicado pela Editora Maré, o livro “E quando borboletas carnívoras dançam no estômago”. 

“O livro é um apanhado de sentimentos. É a caixa de Pandora aberta, exposta, escancarada para o mundo. Quando Pandora abriu a caixa, borboletas carnívoras saíram dançando.”, conta a escritora Ingrid Carrafa.

Passando por temas como solidão, sexo, familia, amor, morte e vida, os poemas contam histórias íntimas, mas que podem estar presente na vida de qualquer um. Uma realidade crua, pintada em versos sem pudores e que fogem da lírica comum para dar lugar ao visceral.

Ingrid Carrafa também explora o autorretrato para expressar a sua poesia e seu trabalho pode ser acompanhado em sua rede social www.instagram.com/borboletas.carnivoras

O livro “E quando borboletas carnívoras dançam no estômago” tem a capa do artista Caio Cruz e prefácio de Bernadette Lyra. O livro conta com o apoio do Funcultura por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Espírito Santo (Secult-ES).

E quando borboletas carnívoras dançam no estômago
Capa do livro E quando borboletas carnívoras dançam no estômago | Foto: Ilustrativa

Poesia na Penitenciária

Uma das ações de contrapartida para o apoio da Secult-ES, será a doação de 100 livros para a Penitenciária Feminina de Cariacica – Bubu e a exibição de dois vídeos-poemas de textos que estão no livro, encenados por Ingrid Carrafa, com edição e imagens de Heitor Righetti.

Os vídeos também serão postados nas redes sociais da escritora e da editora Maré, como forma de divulgação da obra.

Trecho do livro

“Não desistir.
Teimar e enfrentar o mundo
Armada com poesia
Nesse tempo impróprio em que desnudar a alma
É um ato de coragem.”

Conheça a escritora

Ingrid Carrafa é escritora, atriz e atualmente se dedica à poesia. É autora dos livros “Entre rosas e abismos” (poesia – editora Penalux, 2015), “Não joguem pedras na Geni” (poesia – independente, 2016) e o mais recente “E quando borboletas carnívoras dançam no estômago” (poesia – editora Maré, 2021).

Ficha técnica

Lançamento do livro “E quando borboletas carnívoras dançam no estômago”
Editora: Maré
Páginas: 129
Valor: R$ 35,00

💬
ACESSE E DIVULGUE NOSSA PÁGINA DE APOIO DA REVISTA E SITE
AQUI TEM DIVERSÃO 👇
Anterior Viagens Extraordinárias, 🎭 três montagens teatrais no CCBB
Próximo Onda Boa com Ivete estreia dia 20 de janeiro na HBO Max

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
21 × 12 =