Após a estreia do espetáculo digital ser apresentado pelos teatros distritais de São Paulo, o infantil É Nóis Na Xita 2 – Em Busca do Riso Perdido, do Grupo Namakaca terá duas exibições virtuais pela plataforma digital Teatro de Contêiner Mungunzá. As sessões acontecem dias 28 e 29 de agosto, sábado e domingo, às 16h, com ingressos gratuitos.

A montagem é uma continuação do primeiro espetáculo da trupe formada pelos artistas Cafi Otta, Du Circo e Montanha Carvalho, É Nóis na Xita, de 2004. Com direção de Marcelo Lujan e utilizando truques de malabarismo com objetos inusitados, monociclos, acrobacias, equilibrismo, chicote e muita palhaçaria, É Nóis na Xita 2 propõe recuperar o riso perdido em meio à ansiedade, à angústia, ao stress e ao medo ue tomaram conta da sociedade nos últimos anos. Com números inéditos, novos figurinos e cenários, e uma trilha sonora composta exclusivamente para a montagem, este novo espetáculo tem tudo para seguir o sucesso de sua versão inicial, usando muito circo, música e comicidade.

“Em 2004 o espetáculo mostrava o convívio de três amigos. Agora estes amigos se juntaram com um único objetivo: encontrar o riso perdido. Nestes anos todos de trajetória perceberam a importância da alegria para as pessoas. E, em tempos pandêmicos, o riso se perdeu. Mas o Grupo Namakaca está aí para ajudar nessa investigação,” fala Cafi Otta.

A busca pelo riso, conduzida pelos palhaços Cafi Otta, Du Circo e Montanha Carvalho, conduz a plateia por diversos conceitos relacionados ao riso, desde aspectos da ciência e suas descobertas sobre hormônios e bem-estar, até as mais simples, e por vezes, virtuosas desventuras circenses. Um espetáculo para toda a família, capaz de transformar qualquer espaço num verdadeiro picadeiro, até mesmo o virtual.

“A emoção causada pelo circo acontece independente do espaço onde ele se apresenta. O risco e o riso andam sempre juntos quando falamos de circo, e no espaço virtual a plateia vai sentir tudo isso em casa”, conclui Otta.

Sobre o Grupo Namakaca

O Grupo foi criado em 2004 para ampliar, contribuir e preservar, através de pesquisas contínuas, os horizontes da linguagem do palhaço e das artes circenses brasileiras. Em sua trajetória criou 7 espetáculos: É Nóis na Xita, Zé Preguiça, Besouro Mutante, O Omelete, Carlos Felipe em Apuros, Quebrando a Bacia e O Pavão Misterioso.

Com o espetáculo É Nóis na Xita, realizaram mais de mil apresentações, em 23 estados brasileiros. Agindo sempre nas fronteiras sociais, o grupo sempre buscou oferecer atrações com entrada gratuita para pessoas com pouco ou nenhum acesso a espetáculos circenses e teatrais. O Grupo Namakaca também se arriscou em outras praias, como no musical Noé, Noé, Deu a Louca no Convés, de Ivaldo Bertazzo; na ópera A Italiana em Argel, com direção de Hugo Possolo; e no longa-metragem O Contador de Histórias, de Luiz Villaça.

Fora do Brasil, se apresentaram em Hamamatsu, Japão; em diversas Convenções Europeias, como na Eslovênia, na Grécia e na Holanda; e em alguns dos mais importantes festivais de teatro da Espanha, como o FIT de Cadiz e o Festival de Teatro Clássico de Almagro.

Entre 2016 e 2017 gravaram a série Minha Vida É Um Circo, exibida pelo Canal HBO. A série trata sobre o circo e os circenses do mundo. O Grupo viajou por 8 países: Holanda, Espanha, França, México, Estados Unidos, Peru, Argentina e também o Brasil. Os 8 episódios começaram a ser exibidos pelo Canal HBO em 2018 e foram reprisados constantemente nos anos de 2019 e 2020. Também neste ano, a série ganhou o prêmio Telly Awards melhor documentário de TV pela Best Televison General.

Ficha técnica:

Roteiro: Grupo Namakaca. Direção: Marcelo Lujan. Elenco: Cafi Otta, Du Circo e Montanha Carvalho. Figurinos: Carol Badra. Cenário: Palhassada Ateliê. Trilha sonora: André Caccia Bava. Designer: Mariana Carvalho. Assessoria de Imprensa: Adriana Balsanelli. Produção Executiva: Cristiani Zonzini.

Direção e edição de vídeo: Diego Lajst. Iluminação: Rodrigo Bella Dona. Sonoplastia: Lays Somogi.

Serviço:

Grupo Namakaca apresenta É Nóis Na Xita 2 – Em Busca do Riso Perdido
Duração: 45 minutos.
Classificação etária: livre.

TEATRO CONTEINER MUGUNZÁ

Dias 28 e 29 de agosto de 2021 – Sábado e Domingo, às 16h.
Ingressos: Gratuito – On-line.
Transmissão: Youtube.com/teatrodeconteinermungunza

💬
ACESSE E DIVULGUE NOSSA PÁGINA DE FINANCIAMENTO COLETIVO DA REVISTA E SITE AQUI TEM DIVERSÃO 👇
BOTÃO DE APOIO 👇

Anterior Tartamudo, 🎤 banda brasiliense se inspira para novo clipe
Próximo O Bom Doutor, comédia tem estreia adiada para setembro