O jornalista Carlos Irineu lança guia É assim que eu voto sobre a importância do voto e combate às fake news em ano eleitoral

O guia tem o objetivo de municiar o eleitor com informações capazes de despertar o senso crítico, analítico e fiscalizador no direcionamento de seu voto.

De acordo com dados de 2019 do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o Brasil contabiliza 147,6 milhões de eleitores que, caso não haja alteração na data por conta da pandemia do novo Coronavírus, vão às urnas em outubro deste ano para eleger, democraticamente, vereadores e prefeitos dos 5.570 municípios do país.

Com o intuito de colaborar com a educação política dos brasileiros e de incentivar a leitura, principalmente dos mais vulneráveis que cada vez mais se distanciam das questões políticas do país, o jornalista e cientista político Carlos Irineu produziu um trabalho capaz de municiar o eleitor de informações que vão despertar o senso crítico, analítico e fiscalizador no direcionamento do seu voto.

O objetivo deste trabalho não é, em hipótese alguma, ditar regras nem mesmo influenciar a forma como o cidadão deve votar, apesar de o título ser passível de inúmeras interpretações.

O ‘’É assim que eu voto’’ percorre por caminhos curtos e objetivos, a fim de fazer com que o eleitor entenda como funciona o processo eleitoral, as funções dos parlamentares tanto do Poder Executivo como do Legislativo, como identificar fake news e as formas de combatê-la e quais as consequências do voto quando usado de maneira incorreta.

O jovem comunicador lançou a primeira versão do guia em 2018. Nesta edição atualizada, ele disponibiliza a versão on-line totalmente gratuita, além de estar organizando a agenda para visitar as comunidades e oferecer palestras aos eleitores pós-pandemia.

”Estou certo de que, após a leitura deste guia, você estará intelectualmente capacitado para transmitir ao grupo de amigos e familiares a forma como você vota, além de direcioná-los e orientá-los sobre a importância e o valor do voto dentro de uma democracia”, comenta.

Sobre

Carlos Irineu é Jornalista por formação, Pós-graduado em Ciência Política e estudante de letras – Língua portuguesa. Com passagens pelas assessorias de imprensa da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e Prefeitura de São Paulo. Em 2016 foi um dos selecionados pela Escola do Parlamento, da Câmara Municipal de São Paulo, para integrar o grupo do 9° módulo no Projeto Repórter do Futuro – Descobrir São Paulo, Descobrir-se repórter.

E em 2018 foi premiado, também pela Câmara Municipal de São Paulo, no Troféu São Paulo – Capital Mundial da Gastronomia, pela publicação de uma matéria sobre as sobras de alimentos que se transformam em boas receitas na periferia. Em 2019, foi um dos selecionados para o 1° Curso e Prêmio Ricardo Boechat – Jornalismo Político 2020 – promovido pela Câmara Municipal de Itapevi. Atualmente atua como revisor de textos no Grupo Boxnet; assessor de imprensa na Cla Cri Com e repórter colaborador na Revista D+.

Anterior Vinícius Mamute representa Brasília em UFC de Abu Dhabi
Próximo Filmes de animação são mais complexos do que parecem