Trabalhos selecionados de Araquém Alcântara, João Farkas e Luciano Candisani estarão expostos em um stand virtual entre 23 e 29 de novembro

Após o sucesso de sua participação na SP-Arte Viewing Room, realizada entre 24 e e 30 de  agosto, a iniciativa Documenta Pantanal leva três renomados fotógrafos – Araquém Alcântara, João Farkas e Luciano Candisani – para a próxima edição da SP-Foto Viewing Room. O evento, que é uma versão digital da Feira de Fotografia de São Paulo, ocorrerá entre 23 e 29 de novembro e o acesso aos trabalhos dos expositores – cerca de 50, entre brasileiros e estrangeiros – será  totalmente  on-line  no site www.sp-arte.com.

Com vasto acervo produzido no Pantanal, que é a maior área alagada do planeta em extensão contínua e foi afetada, neste ano, pelos piores incêndios de todas as épocas, cada um dos três fotógrafos selecionou seis obras para o evento, as quais estarão expostas no stand virtual do Documenta Pantanal e poderão ser admiradas e adquiridas por colecionadores de arte do mundo todo. Dessa forma, e por meio das Viewing Rooms, o público poderá navegar pelas imagens selecionadas para o evento e ter acesso, ainda, aos projetos expositivos exclusivos concebidos por galerias, editoras, coletivos e instituições focadas na arte fotográfica, interagindo com os expositores em uma modalidade totalmente inovadora em termos de imersão. As obras de João Farkas e de Luciano Candisani foram gentilmente cedidas pela Galeria Marcelo Guarnieri e pela Galeria de Babel, respectivamente.

A Documenta Pantanal ainda colocará a venda, na plataforma da SP-Foto, edições exclusivas de obras múltiplas, sendo um desses um conjunto abrigado num Box contendo 2 fotografias de cada um dos fotógrafos participantes da Documenta Pantanal, todas elas impressas em jato de tinta sobre papel Hahnemühle Photo Rag 308g, no formato final 24 x 30 cm, embaladas individualmente em papel transparente e acondicionadas em caixa em tecido, identificada com o logotipo do projeto. Também haverá a oferta de um Folder, que é uma pasta contendo 1 obra de cada um dos fotógrafos, igualmente impressas em jato de tinta sobre papel Hahnemühle Photo Rag 308g, mas no formato final 30 x 45 cm. As fotos são embaladas individualmente em papel transparente e acondicionadas em pasta em tecido, que também contém logotipo da iniciativa.

Vale ainda mencionar que a SP-Foto promoverá a live “Fotografia e mobilização: duas abordagens à questão pantaneira”, com João Farkas e Lalo de Almeida, sob mediação de Fernanda Feitosa. O encontro acontecerá no Lounge One do Shopping JK, e será transmito via plataforma Zoom, em link que será divulgado no site do evento. Na ocasião ambos irão comentar suas obras a partir de duas abordagens fotográficas distintas: o fotojornalismo, que utiliza a imagem com base para notícia – especialidade de Lalo de Almeida – e o documento, onde o enfoque está na profundidade oferecida por um ensaio fotográfico – área de João Farkas.

De acordo com a diretora executiva do Documenta Pantanal, Mônica Guimarães, a participação desses três profissionais contribui para ilustrar e exemplificar como a fotografia é importante na criação de um pensamento que estimule a preservação, ainda mais em um período tão delicado para esse importante bioma da Humanidade. “O olhar sensível de cada um deles para as variadas facetas da região pantaneira expõe, além da exuberante natureza desse ecossistema, sua fragilidade e chama a atenção para a necessidade de sua urgente conservação”, diz.

(Serviço)

SP-FOTO Viewing Room
Quando: 23 a 29 de novembro
Acesso: www.sp-arte.com

SOBRE O DOCUMENTA PANTANAL

Registrar, documentar e valorizar a cultura e a natureza pantaneiras por meio da promoção de atividades em prol da difusão do conhecimento e da preservação. A partir dessa proposta, a iniciativa ‘Documenta Pantanal’, após um ano de atuação, reafirma seu papel de contribuir para o desenvolvimento de ações multimídias (exposições, livros, vídeos e documentários, por exemplo) que, mais do que celebrarem a beleza e a biodiversidade desse ecossistema, pretendem chamar a atenção da sociedade para a urgência em conhecer e preservar este patrimônio da Humanidade. Ao apoiar pesquisas, compartilhar conhecimentos científicos e manifestações tradicionais da cultura do Pantanal, o Documenta busca contribuir para a adoção e a valorização de uma visão de desenvolvimento sustentável na agricultura, na pecuária e no turismo de qualidade. A iniciativa reúne estudiosos, empresários, artistas e produtores para, em conjunto, alertar a sociedade para as questões primordiais desse bioma.

http://documentapantanal.com.br/
https://www.instagram.com/documentapantanal/
https://www.facebook.com/documentapantanal/

PARTICIPANTES DO ‘DOCUMENTA PANTANAL’

ORGANIZAÇÃO

João Farkas – Mônica Guimarães – Sandro Menezes Silva – Teresa Cristina Ralston Bracher

Acaia Pantanal – Associação Onçafari – Agrotools – Araquém Alcântara – Bichos de Pantanal – Cenap – ICMbio – Chef Paulo Machado – Claudia Gaigher – Editora Vento Leste – Embrapa Pantanal – Fazenda Barraco Alto – Aquidauana /MS – Fazenda Fazendinha – Aquidauana/MS – Fazenda Figueiral – Corumbá/MS – Fazenda Santa Tereza – Corumbá/MS – Fazenda São Camilo – Corumbá/MS – Fazenda São Francisco do Perigara – Barão de Melgaço/MT – Fazenda Vera Lúcia – Aquidauana/MS – GreenBond – Instituto Agwa – Instituto Arara Azul – Instituto Delta do Salobra – Instituto Homem Pantaneiro – Jorge Bodanzky – Lawrence Wahba – Lucia Martins Coelho Barbosa – Luciano Candisani – Márcia Hirota – Marina Klink – Marina Lutz – Maurício Copetti – Miguel Milano – Moinho Cultural de Corumbá – Onças do Rio Negro – Panthera Brasil – Porto São Pedro – Corumbá/MS – Raquel Machado – Rede Nacional Pro Unidades de Conservação – Refúgio Ecológico Caiman – Miranda/MS – RPCSA – Rede do Amolar – Renato Roscoe – Silas Ismael – Sindicato Rural de Corumbá – SOS Pantanal – SOS Taquari – Sophia Rondon

Anterior Sagrado Mar aposta em drinques autorais e exclusivos
Próximo Show presencial e on-line de Antonio Nóbrega e Sexteto