O Museu Correios abre, a exposição “Do teu saudoso Oswaldo”, com fotos, vídeos e cenografia que revelam um lado mais íntimo e humano do cientista e sanitarista Oswaldo Cruz. A mostra traz itens de correspondências pessoais trocadas entre ele e sua mulher e filhos.

As linhas traçadas por Oswaldo em papéis de carta mostram como era o cientista – figura emblemática da saúde pública nacional –, para além dos laboratórios. O sanitarista revela-se um pai e marido amoroso, um viajante fascinado pela modernidade das metrópoles europeias e norte-americanas, em contraste com um Brasil assolado pela pobreza e por epidemias, e um homem que não hesitava em expor seus sentimentos e fragilidades.

As peças da mostra estão sob a guarda da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) e abrangem um período que se inicia em 1889 e se estende após a sua morte, em 1917, aos 44 anos. “Do teu saudoso Oswaldo” tem curadoria de Ana Luce Girão, Glauber Gonçalves, Heverton Oliveira, Nara Azevedo, Rodrigo Ferrari e Wanda Hamilton, e é uma realização da Folguedo, com gestão cultural da Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz (SPCOC) e apoio dos Correios.

A exposição fica em cartaz no Museu Correios (SCS Quadra 4 Bloco A – Edifício Apollo – Asa Sul, Brasília) até 15 de março de 2020. A visitação pode ser feita de terça a sexta-feira, de 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, de 14h às 18h. A entrada é gratuita.

Anterior Desfile das Virgens da Asa Norte na Orla da Ponte JK
Próximo O Último Desejo de Andrzej Sapkowski em Auti Books