1ª Mostra de Teatro On-Line APTI segue com Diário de Um Louco (de Gogol) e Aviso Prévio (de Consuelo de Castro), dias 29 e 30/5

A 1ª Mostra de Teatro On-Line APTI segue com mais dois espetáculos que ficarão disponíveis on demand durante o final de semana. Diário de Um Louco, com Rainer Cadete, tem direção de Elias Andreato e Aviso Prévio, com Fernanda Couto e Kiko Vianello e direção de Clara Carvalho podem ser conferidos nos dias 29 e 30 de maio, sábado e domingo.

Diário de Um Louco celebra os 18 anos de carreira do ator Rainer Cadete. O texto de Nikolai Gogol (1809-1852) foi encenado em 1980 por Elias Andreato, também, tendo sido seu primeiro trabalho solo. Na peça, o personagem se perde na cronologia dos dias e, através de seu emprego numa repartição e da paixão pela filha de seu chefe, expõe seus pensamentos, anseios e percepções do mundo por meio de uma ótica de clausura e solidão de quem não é notado.

Escrito no século 19, o monólogo antecipa a fase áurea do realismo russo, com prenuncio do que viria a ser o surrealismo. “Neste momento, trazer à cena um texto clássico sob uma perspectiva permeada pela realidade do século é 21 é, ao mesmo, desafiador e necessário, pois apresenta a estética da linguagem e costumes da época de uma maneira crível e pertinente aos dias atuais”, diz Rainer.

Já Aviso Prévio, o texto da dramaturga mineira Consuelo de Castro (1946-2016), apresenta um casal, vivido por Fernanda Couto e Kiko Vianello, que vivem na iminência da separação.

A peça aborda diversos temas como a relação a dois, os múltiplos papéis sociais, a condição feminina, loucura e sanidade, sonhos e finitude, a efemeridade da vida, e marcou a ruptura da autora com o teatro realista, apresentando, de forma lúdica, diversas situações e crises do casal Ela e Oz. A peça foi montada pela primeira vez em 1987, com Nicette Bruno e Paulo Goulart e direção de Francisco Medeiros.

A montagem de Clara Carvalho (vencedora dos prêmios APCA, Aplauso Brasil e Shell) prioriza o teatro essencial, onde o jogo cênico não ilusionista se alicerça na relação entre o texto e os atores. “O diálogo de Consuelo é denso, mas ágil, teatral, construído por recortes. Pesquisamos os contrastes entre uma cena e outra justapondo registros de estilos, como pequenos mosaicos”, explica a diretora.

A iniciativa é da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes para arrecadar dinheiro para o Fundo Marlene Colé, que vem apoiando os profissionais das artes cênicas. Todo o valor da bilheteria será usado para auxiliar as mais de 30 mil famílias de profissionais da cultura, do Estado de São Paulo, afetados pela pandemia.

Serviço:

1ª Mostra de Teatro On-Line APTI
Dias 29 e 30 de maio – On Demand
Diário de Um Louco
Texto: Nikolai Gogol. Adaptação e Direção: Elias Andreato.
Com Rainer Cadete.

Aviso Prévio
Texto: Consuelo de Castro. Direção: Clara Carvalho.
Com Fernanda Couto e Kiko Vianello.

Ingressos: R$25, R$50 e R$100 (o cliente escolhe quanto quer pagar)
Vendas: www.apti.org.br/mostra-de-teatro

Informações: www.apti.org.br
Instagram: @apti_sp

Sobre Marlene Colé

A carreira de Marlene Colé nas artes começou cedo. Ainda jovem integrou o Grupo de danças folclóricas de Solano Trindade, fundado nos anos 70 em Embú das Artes, e mais adiante se tornou cantora da noite, tendo participado do show da inauguração do Teatro Nacional em Brasília.

De origem humilde, com o passar dos anos, para se sustentar começou sua carreira como camareira e nessa atividade trabalhou para uma legião de atores, atrizes e produções teatrais pelo Brasil a fora.

Quando morreu, em 2016, fazia parte da equipe de camareiras do Teatro Municipal de São Paulo, além de trabalhar em outras produções.

Marlene Colé não tinha parentes. E quando faleceu tinha alguns recursos em sua conta bancária, fruto de suas economias. Um grupo de amigos solidários de Marlene, entre artistas e técnicos que conviveram com ela, resolveu criar, com esses recursos o FUNDO MARLENE COLÉ, para apoiar artistas e técnicos que estivessem passando por necessidades, honrando assim o nome de Marlene que sempre foi muito preocupada em ajudar o próximo.

Atualmente A gestão do Fundo Marlene Colé está a cargo da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes, com sede na Capital Paulista e conta com as instituições SATED-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo), Cooperativa Paulista de Teatro e Coletivos de Circo, a parceria com a APTR (Associação de Produtores Teatrais) e o apoio do Artigo 5º, Sympla, Lista Fortes Brasil e Unibes.

CLIQUE ABAIXO E ACESSE + CONTEÚDOS SOBRE 👇
  #MÚSICA   #TEATRO&DANÇA   #GASTRONOMIANODF   #RECEITAS  
#ARTESVISUAIS   #FILMES   #SÉRIES   #TVABERTA&ASSINADA
 #LITERATURA   #TURISMO   #EVENTOS

SIGA E CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS
  FACEBOOK/DIVERSAOAQUITEM   INSTAGRAM/DIVERSAOAQUITEM
TWITTER/DIVERSAOAQUITEM

Anterior Dia do Hambúrguer: Saiba onde comemorar na cidade
Próximo Ilha de Toque Toque Eco Boutique Hotel & SPA em SP