Desafios do serviço público


DEMOS – Serviço Público com Propósito
DEMOS – Serviço Público com Propósito | Foto: Helio Montferre

Curso em Brasília leva propósito e inovação aos desafios do serviço público. Em formato de imersão, a escola criativa Perestroika usa a metodologia reconhecida para trabalhar impacto positivo, cooperação e a cultura da gestão pública. Inscrições estão abertas

A cultura burocrática e as dinâmicas estatais alinhadas com propósito e inovação. Para isso é preciso entender de colaboração, as mudanças necessárias na relação entre as pessoas e o Estado e o papel do serviço público no futuro do trabalho, da educação, da democracia e da política. Com programação elaborada em mais de três anos de pesquisa, a maior escola criativa do Brasil lança o Demos – Serviço Público com Propósito no início do mês que vem em sua sede de Brasília, na 512 sul.

Com lançamento marcado para 8 de novembro, o Serviço Público com Propósito é destinado a servidores de qualquer setor, área ou nível de experiência, gestores e líderes da administração pública e também equipes de gestão. O curso vai entregar ferramentas para engajar e promover colaboração, novas referências e formas de atuar com protagonismo, metodologias e caminhos para reconectar buscas profissionais e pessoais.

Em 10 encontros, os alunos vão ouvir profissionais do setor privado e público com atuação de destaque em todo o Brasil. São módulos sobre cooperação, mobilização civil e o contexto em toda a América Latina, desafios políticos e éticos, autonomia e inovação no serviço público, e como transformar o governo de dentro, entre outros. Ao final, cinco profissionais da administração pública que estão fazendo a diferença em seus ambientes vão compartilhar experiências com o olhar de quem conhece na pele as dores e os amores do serviço público.

Entre os 13 professores, a Perestroika Brasília traz figuras como Mayra Fonseca, mestre em Antropologia e Etnografia pela Universidade de Barcelona que trabalha com pesquisas comportamentais e culturais no Brasil e na América Latina, e é co-fundadora do portal Brasil com S e do projeto Brasis.vc. Rafael Poço fundou o Instituto Update, que promove a inovação política na América Latina. Advogado com experiência na defesa de direitos coletivos, já trabalhou no MP de São Paulo em áreas como a Promotoria Comunitária e o Núcleo de Políticas Públicas da Procuradoria-Geral de Justiça, e coordenou projetos socioambientais de organizações civis. Pedro Vilanova é um dos integrantes da Operação Serenata de Amor, projeto que desenvolveu um robô que analisa gastos públicos em busca de mais transparência e controle social.

O curso vai até 2 de dezembro, com horários de 20h as 23h durante a semana, e de 10h as 17h aos sábados, e inclui certificado. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo site www.perestroika.com.br/cursos/demos/#brasilia.

Perestroika

Autoproclamada a “pior escola do mundo”, justamente por não se enquadrar nos métodos tradicionais, a escola cria também oportunidades online para estudantes de todos os países. Entre os professores habituais, já tiveram líderes de empresas como Google, Spotify, Vice e Red Bull, além das nacionais Flagcx, Box1824 e Snack.

É na prática real e nos cases de sucesso apresentados pelas próprias testemunhas que a Perestroika investe para extrair o diferencial de cada caso. A escola cria também oportunidades online para estudantes de todos os países e exige dos palestrantes o compartilhamento de aprendizados, de onde nasce a experiência dividida.

DEMOS – Serviço Público com Propósito

Quando: 10 aulas, a partir de 8 de novembro. Durante a semana de 20h as 22h30, aos sábados de 10h as 17h
Onde: O Pavilhão – 512 sul bl. A lj. 33
Professoresehorários: www.perestroika.com.br/cursos/demos/#brasilia
Informações e inscrições:dario@perestroika.com.br – (61) 9 8493-2301

Anterior Medo Viral em Dezembro
Próximo Arriscadas missões de resgate