A história de uma moça rica e mimada que ‘ganha’ um marido de presente do pai é o ponto de partida de “Maridinho de Luxo”, filme da semana do especial Cinédia apresentado pelo Curta!. Baseado na peça “Compra-se um marido”, de José Wanderley, o clássico conta com os atores Ana de Alencar e Olympio Bastos no elenco.

Olympio Bastos, mais conhecido como Mesquitinha, é considerado um dos principais atores brasileiros do teatro na década de 1930 e foi um dos mais célebres profissionais dos primeiros anos do cinema nacional. O longa é dirigido por Luiz de Barros, diretor com mais de sessenta anos de carreira e que conta com a maior filmografia do cinema nacional. Estreia na Quarta de Cinema, dia 2, às 21h30.

Episódio inédito de “Inhotim Arte Presente” revela o olhar integrado de Rirkrit Tiravanija

Nascido em Buenos Aires, com passagens por Nova York e outros destinos do mundo, o artista Rirkrit Tiravanija promove a simbiose entre arte e natureza para investigar identidade, territorialismo e colonização no “Pavilhão das Palmeiras”, instalado em Inhotim. O episódio inédito de “Inhotim Arte Presente” analisa a obra dele, abordando desde a influência da arquitetura até a coleção de objetos que sugerem um “sabor tropical”.

Ao longo do programa, acompanhamos um jantar preparado pelo artista — expoente da chamada “estética relacional” (termo cunhado pelo crítico francês Nicolas Bourriaud para se referir à arte comprometida com as relações humanas e sociais). Episódio inédito na Terça das Artes, 1º de janeiro, às 23h.

Segunda da Música – 31/12
20h – “Os Ímpares” (Série) – Episódio “Jards – Criolo e Nação”
A banda Nação Zumbi é convidada do programa para reler a canção “Revendo Amigos”, do álbum de 1972 de Jards Macalé. Criolo também participa do episódio com sua releitura de “78 Rotações”. Jards vai ao estúdio, acompanha a gravação de Criolo e conta um pouco da história do disco.

Diretores: Henrique Alqualo e Isis Mello. Duração: 27 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 1º de janeiro, terça-feira, 0h; 2 de janeiro, quarta-feira, às 8h; 5 de janeiro, às 20h10.
PROMO: https://youtu.be/lz85nc-D6qw

Terça das Artes – 1/1/2019
23h – “Inhotim Arte Presente” (Série) – Episódio “Rirkrit Tiravanija”
A produção do artista a partir do “Palm Pavillion” (Pavilhão das Palmeiras) instalado em Inhotim. Essa obra reúne, sob um projeto emblemático da arquitetura colonial, uma coleção de objetos que usam a imagem de palmeiras para evocar um “sabor tropical”, levantando questões sobre identidade pós-colonial e afirmando uma perspectiva periférica sobre a arte.

Ao longo do programa, acompanhamos um jantar preparado pelo artista — expoente da chamada “estética relacional”. Diretor: Pedro Urano. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 2 de janeiro, quarta-feira, às 3h; 3 de janeiro, quinta-feira, às 11h; 5 de janeiro, sábado, às 11h.
PROMO: https://youtu.be/PP3ZsNdTlCo

Quarta de Cinema – 2/1
20h – A faixa “A Vida é Curta!” traz uma retrospectiva com três curtas-metragens experimentais

A Deusa Branca (Documentário)
Em 1958, o polêmico artista plástico, arquiteto e escritor Flávio de Carvalho integra uma expedição à Região Amazônica. Seu objetivo é realizar um filme unindo pesquisa etnográfica e drama ficcional sobre uma menina branca que teria sido raptada por índios.

Valendo-se do precioso material filmado durante a expedição, “A deusa branca” resgata esse obscuro episódio da vida daquele genial artista. Diretor: Alfeu França. Duração: 30 min. Classificação: livre. Horários alternativos: 3 de janeiro, quinta-feira, à 0h; 4 de janeiro, sexta-feira, às 8h; 5 de janeiro, sábado, às 14h.

Ruby (Documentário)
Pequeno retrato de um artista outsider chamado Ruby, que vive sozinho em uma casa perto da praia. Diretores: Guilherme Soster, Jorge Loureiro e Luciano Scherer. Duração: 17 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 3 de janeiro, quinta-feira, à 0h31; 4 de janeiro, sexta-feira, às 8h31; 5 de janeiro, sábado, às 14h31.

Ofusca (Ficção)
Quatro pontos de vista, um triângulo amoroso e um carro. Duração: 12 min. Classificação: livre. Horários alternativos: 3 de janeiro, quinta-feira, à 0h50; 4 de janeiro, sexta-feira, às 8h50; 5 de janeiro, sábado, às 14h49.

21h30 – “Maridinho de Luxo”
Patrícia é uma moça rica e mimada. O pai faz todas as suas vontades, até quando resolve “comprar um marido”. O escolhido é Marcos, e o contrato estipula que, em troca de vultosa quantia, submeta-se a todos os seus caprichos.

Diretor: Luiz de Barros. Duração: 87 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 3 de janeiro, quarta-feira, às 1h30; 4 de janeiro, sexta-feira, às 9h30; 5 de janeiro, sábado, às 4h.
PROMO: https://youtu.be/TfiyfQjDsUk

23h30 – “Nós, documentaristas” (Série) – Episódio “Aly Muritiba”
No episódio, Aly Muritiba, diretor de “A Fábrica”, “Pátio” e “A Gente”, explica como o fato de ter trabalhado por anos como agente penitenciário influenciou a sua filmografia. Em 2018, ele foi o grande vencedor do Festival de Gramado com “Ferrugem”. Diretora: Susanna Lira. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 3 de janeiro, quinta-feira, às 3h30; 4 de janeiro, sexta-feira, às 11h30; 5 de janeiro, sábado, às 20h45.
PROMO: https://youtu.be/3PhaUhdZ5jQ

Quinta do Pensamento – 3/1
23h – “Esse Negócio de Livro” (Série) – Episódio “Ofício de editor”
Neste episódio, a figura muitas vezes nebulosa do editor de livros ganha contornos mais definidos. Profissionais experientes explicam as atribuições cotidianas de um editor e falam dos muitos desafios dessa função, incluindo casos curiosos.

Diretoras: Adriana Borges e Lúcia Tupiassú. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 4 de janeiro, sexta-feira, às 3h; 5 de janeiro, sábado, às 21h15; 6 de janeiro, domingo, às 10h30.
PROMO: https://youtu.be/WAI_H5vzOh8

Sexta da Sociedade – 4/1
23h – “Imagens do Estado Novo” (Versão seriada) – Episódio “1937-45”
Imagens oficiais e registros de família, o diário de Getúlio Vargas e músicas de época são as fontes históricas usadas na série “Imagens do Estado Novo – 1937-45”. O primeiro episódio narra a consolidação do regime autoritário até as vésperas do golpe que dá início ao Estado Novo, com a suspensão dos direitos constitucionais, censura à imprensa e intensificação do anticomunismo no Brasil e no mundo.

Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 5 de janeiro, sábado, às 3h; 6 de janeiro, domingo, às 23h; 7 de janeiro, segunda-feira, às 17h.
PROMO: https://youtu.be/BB7zlK3fKJ0

Anterior MAX B.O. anuncia álbum e mostra single inédito “Agradecer”
Próximo Confira os melhores filmes que chegam ao Looke em janeiro