Fruto de muita luta dos artistas da cidade, hoje o Complexo Cultural Samambaia é uma realidade. Agora, artistas e comunidade poderão desfrutar de mais um espaço para arte e cultura no DF.

Durante um ano, serão executadas atividades que estimulam a formação permanente e continuada de artistas e do público, estimulando a promoção e a difusão cultural ,a troca de informações e transmissão de saberes, além de intercâmbios e residências artísticas na cidade de Samambaia.

Criada no final da década de 80, a jovem região administrativa XXI inaugurou seu mais novo espaço cultural em dezembro de 2018. Construído em uma área de quatro mil metros quadrados, com área total de terreno de aproximadamente 14 mil metros quadrados, o Complexo Cultural Samambaia, localizado no Centro Urbano da cidade, conta com o cineteatro, espaço para a biblioteca de artes, cinco salas de oficinas e um galpão multiuso. A construção do Complexo foi articulada pela Secretaria de Cultura e Administração Regional de Samambaia, em parceria com a Companhia Urbanizadora Nova Capital (Novacap) e investimento de R$ 4,8 milhões do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal.

Complexo Cultural Samambaia

Já a gestão e programação do espaço serão feitas com a participação da organização da sociedade civil. A Associação Imaginário Cultural foi escolhida através de edital de chamamento público. A organização terá orçamento de R$ 550 mil para planejar e coordenar, em parceria com o governo, a programação do espaço durante 12 meses. Assim como o recém-inaugurado Complexo Cultural de Planaltina, o Complexo Cultural Samambaia faz parte das ações estruturadas pelo Lugar de Cultura, programa criado pela Secretaria de Cultura, através da Lei Orgânica da Cultura (LOC), que recupera, fortalece e requalifica os equipamentos culturais púbicos sob sua gestão.

A arquitetura moderna, multifuncional e sustentável fará do Complexo Cultural Samambaia um grande palco para diversas linguagens artísticas e trará um impacto positivo no segmento da economia criativa e na qualidade de vida da comunidade.

O movimento artístico local da cidade cresceu, tomou corpo, passou a ter cada vez mais adesões e participação em saraus, acampamentos e diversas ações em que se clamava pelo olhar, sensibilização e compromisso do poder público com a causa. A luta é antiga. Desde o começo dos anos 2000, artistas e comunidade discutiam possibilidades de implantação de um espaço artístico que atendesse aos anseios de todos. O Sarau Complexo, por exemplo, foi uma das ações que nasceram em prol do que um dia seria o complexo, de fato. Quando fui repórter do DFTV, uma das matérias falava justamente desse anseio:

CONHECENDO O COMPLEXO

O Complexo é uma realidade e oferece diferentes atrações ao público de Samambaia. A produção visa fazer do espaço um local de diversidade e pluralismo cultural, valorizando a cultura local, regional, nacional e internacional, contando com os seguintes espaços:

Cineteatro Verônica Moreno (528,61 m²) – O cineteatro lembra um anfiteatro, com a diferença de que possui cobertura de lona. O nome dado a ele é uma homenagem à atriz e diretora Verônica Moreno, que nos anos 90 e anos 2000 lutou pela juventude da cidade, usando o teatro como ferramenta de transformação sociocultural. Verônica morreu em 2005 e deixou um legado de artistas e professores de artes no DF.

Complexo Cultural Samambaia

Sala de leitura (185,25m²) – Espaço com portas de vidro de ponta a ponta e com colunas redondas na parte interna, este espaço pode ser utilizado também para exposições diversas.

Complexo Cultural Samambaia

Galpão Multiuso (218,75m²) – Espaço não possui porta, fica em local reservado com pé direito alto onde podem ser realizadas oficinas circenses, shows, espetáculos, roda de capoeira, encontros e ensaios diversos.

Complexo Cultural Samambaia

Sala Multiuso (63 m²) – Espaço com piso flutuante, com porta de madeira na frente e portas de vidro na lateral, com prateleiras na parede para organização de materiais diversos.

Sala para Teatro (63 m²) – Espaço com piso de madeira com porta da frente em madeira e portas de vidro na lateral, o espaço também possui prateleiras para organização de materiais diversos.

Sala para Dança (63 m²) – Espaço com piso de madeira, linóleo, barras, espelho e prateleiras para organização de materiais diversos.

Sala para Audiovisual (63 m²) – Espaço com piso de madeira possui prateleiras para organização de material, data show e tela de projeção.

Ateliê das Artes – 63 m² – Espaço com piso de madeira, prateleiras para organização de material, pia e duas mesas de trabalho grandes de madeira com tampo de vidro.

Complexo Cultural Samambaia

CONHECENDO A EQUIPE

Atualmente, a equipe o projeto “Cultura e Programação” do Complexo Cultural Samambaia, que é responsável pela gestão no período de um ano, é composta por artistas e produtores de diferentes áreas. Conheça quem faz essa máquina funcionar:

Coordenação de Programação e Atividades Formativas: Marília Abreu
Coordenação Administrativa e Financeira: Salvani da Silva
Produtora Executiva: Ana Paula Pereira
Supervisores de Programação: Alan Mariano e Tássia Aguiar
Secretárias: Milena Benigno e Suene Karim
Assessoria de Comunicação e Difusão: Josuel Junior
Assessoria de Imprensa e Web Designer: Caio Almeida
Designer Gráfico: Ramon Duarte
Registro Fotográfico: Davi Mello
Registro de Vídeo: 3º Andar

Complexo Cultural Samambaia

Para acompanhar tudo isso de perto, basta acessar as redes sociais do Imaginário Cultural e o site do Complexo Cultural Samambaia:
https://www.facebook.com/pg/ImaginarioCult
https://www.complexoculturalsamambaia.com
Endereço: Quadra 301 Conjunto 05 Lote 01 – Samambaia Sul
Contato de Produção: 61 98279-0507

Anterior Tyrol & Co reúne um leque de marcas infantins
Próximo LORELAY FOX CLAMA POR EMPATIA NO COMBATE À HOMOFOBIA