Inédito no Brasil, o filme sudanês aKasha, da mostra Cine África, é dirigido por hajooj kuka, preso no dia 17/9 em seu país, junto a outros quatro artistas e ativistas. A comunidade internacional de cinema e o Festival de Berlim pedem sua libertação

A série Cinema #EmCasaComSesc oferece a cada semana streaming gratuito de filmes em alta qualidade e sem necessidade de cadastro; para assistir, acesse sescsp.org.br/ cinemaemcasa

Há mais de três meses no ar e com mais de 650 mil visualizações, a série Cinema #EmCasaComSesc, realizada pelo Sesc São Paulo, disponibiliza gratuitamente ao público filmes em streaming pela plataforma do Sesc Digital. Nesta semana, além das estreias, a série exibe um título do Cine África e um curta-metragem.

Uma das estreias da semana é “O Despertar das Formigas”, com direção de Antonella Sudasassi Furniss. O longa-metragem foi a aposta da Costa Rica para disputar uma vaga no Oscar deste ano. Conta a história de Isabel, que é boa mãe, boa esposa e boa nora, mas quando sua família começa a pressioná-la a ter outro filho, ela terá que enfrentar a si mesma, seu ambiente e as pessoas à sua volta. O filme tem classificação indicativa de 14 anos. Outra novidade da semana é a ficção francesa “Party Girl”, com direção de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis. Inspirado na história real da mãe do diretor Samuel Theis, o filme conta com a própria família do realizador no elenco, interpretando a si mesmos. Angélique é uma hostess de 60 anos que ainda gosta de festa e de homens. Trabalhando em um cabaré perto da fronteira franco-alemã, ela recebe um dia um pedido de casamento inesperado. Vencedor do prêmio Caméra d’Or e da mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes, o filme tem classificação indicativa de 14 anos.

A semana também traz dois títulos nacionais. “Maria, Não Se Esqueça que Venho dos Trópicos”, de Francisco C. Martins, relata a vida e obra de Maria Martins (1984-1973), escultora, gravurista, pintora, desenhista e escritora brasileira, conhecida principalmente pelo seu talento aproximado ao surrealismo. Com entrevistas, o longa apresenta parte da trajetória de Maria desde seus estudos na Europa com Oscar Jespers, em Bruxelas, e sua relação amorosa e artística com Marcel Duchamp, quando foi erradicada nos EUA. Classificação indicativa: 10 anos. Tem também a animação “História Antes de uma História”, de Wilson Lazzaretti, que mostra como um desenho animado é criado, a partir de um menino e uma menina inspirados pelas formas da maçã e da jabuticaba, que ao lado de outros personagens acompanharão o Doutor K., numa sucessão de belas imagens em movimento. A classificação é livre.

Esta semana, o Cinema #EmCasaComSesc exibe também o curta-metragem brasileiro “Sem Asas”, da diretora Renata Martins. Em doze minutos, o filme mostra a história de Zu, um garoto de doze anos que vai à mercearia comprar farinha de trigo para a sua mãe e, na volta para casa, descobre que pode voar. Classificação indicativa: livre.

Cine África

O projeto Cine África, que traz filmes de países como Burkina Faso, Camarões, Egito, Etiópia, Nigéria, Quênia, Senegal e Sudão, direto na plataforma do Sesc Digital, exibe esta semana o longa-metragem sudanês “aKasha”, de hajooj kuka. Em uma área controlada por rebeldes no Sudão, vive Adnan, um guerrilheiro muito dedicado que passa seus dias ao lado de uma AK-47, sempre pronto para o ataque. No entanto, o jovem parece estar cada vez mais distraído graças aos seus sentimentos amorosos em relação a Lina. Nesse contexto caótico, dominado pela guerra civil, os dois iniciam uma inusitada história de amor, ignorando todas as possíveis consequências que estão por vir.

A classificação indicativa é livre. “aKasha” é o primeiro longa de ficção de hajooj kuka (como assina seus projetos), que estreou no cinema com o documentário de guerra Beats of the Antonov, vencedor do People’s Choice Award, no Festival Internacional de Cinema de Toronto 2014. Kuka participou do projeto Berlinale Talents, em 2016, e hoje é um dos nomes mais importantes do cinema sudanês, membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que realiza o Oscar. Preso em 17 de setembro deste ano, durante o ensaio de uma peça de teatro com seu grupo, ele é acusado de infringir a lei do país com poluição sonora, mas especula-se que a prisão tenha cunho político. Membros da comunidade internacional de cinema se mobilizam e pedem a libertação imediata do cineasta e seus amigos. Além do filme “aKasha”, o Cine África traz entrevista exclusiva com o diretor, antes de sua prisão.

O projeto Cine África tem realização do Sesc São Paulo e acontece de setembro a novembro de 2020, com exibições, entrevistas e curso. Para saber mais sobre a Mostra de Cinemas Africanos e o projeto Cine África, acesse: mostradecinemasafricanos.com .

PROGRAMAÇÃO

#EmCasaComSesc
Estreias 24/09

O DESPERTAR DAS FORMIGAS
(Dir.: Antonella Sudasassi Furniss, Costa Rica, Espanha, 2019, 94 min, Ficção, 14 anos)
Sinopse: Isabel é uma boa mãe, uma boa esposa, uma boa nora. Quando sua família começa a pressioná-la a ter outro filho, ela terá que enfrentar a si mesma, seu ambiente e sua família.

PARTY GIRL
(Dir.: Marie Amachoukeli, Claire Burger, Samuel Theis, França, 2015, 95 min, Ficção, 14 anos)
Sinopse: Angélique é uma hostess de 60 anos que ainda gosta de festa e de homens. Trabalhando em um cabaré perto da fronteira franco-alemã, ela começa a ver a clientela tornar-se cada vez mais rara. Mas Michel, seu cliente regular que sempre foi apaixonado por ela, um dia a pede em casamento. Inspirado na história da mãe do diretor Samuel Theis, o filme conta com a própria família do realizador no elenco, no qual interpretam a si mesmos. Filme de abertura da mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes 2014, vencedor do prêmio Caméra d’Or.

MARIA, NÃO SE ESQUEÇA QUE VENHO DOS TRÓPICOS
(Dir.: Francisco C. Martins, Brasil, 2017, 80 min, Documentário, 10 anos)
Sinopse: A vida e obra de Maria Martins (1984-1973), escultora, gravurista, pintora, desenhista e escritora brasileira, conhecida principalmente pelo seu talento aproximado ao surrealismo. Através de entrevistas, o longa apresenta parte da trajetória de Maria desde seus estudos na Europa com Oscar Jespers, em Bruxelas, e sua relação amorosa e artística com Marcel Duchamp, quando foi erradicada nos EUA.

HISTÓRIA ANTES DE UMA HISTÓRIA
(Dir.: Wilson Lazzaretti Brasil, 2014, 78 min, Animação, Livre)
Sinopse: Como um desenho animado aprende a andar? O que acontece quando uma personagem é criada sem um coração? O que animar primeiro: um ovo ou uma galinha? “A dúvida é sempre o princípio de tudo”, diz Doutor K., protagonista deste longa-metragem de animação, que em uma de suas jornadas parte da inquietação criativa ao encontro de instrumentos e conhecimentos necessários para desenvolver suas ideias e sua linguagem através dos desenhos animados. O filme mostra a criação de um novo universo, de um menino e uma menina inspirados pelas formas da maçã e da jabuticaba, que ao lado de outros personagens acompanharão Doutor K. numa sucessão de belas imagens em movimento.

CURTA-METRAGEM

SEM ASAS

(Dir.: Renata Martins, Brasil, 2019, 19 min, Ficção, Livre)
Sinopse: Zu é um garoto negro de doze anos. Ele vai à mercearia comprar farinha de trigo para a sua mãe e, na volta para casa, descobre que pode voar.

CINE ÁFRICA

[Disponível de 24 a 30/09]

AKASHA
(Dir.: hajooj kuka, Sudão, África do Sul, Alemanha, Catar, 2018, 78 min, Ficção, Livre)
Sinopse: Em uma área controlada por rebeldes no Sudão, vive Adnan, um guerrilheiro muito dedicado que passa seus dias ao lado de uma AK-47, sempre pronto para o ataque. No entanto, o jovem parece estar cada vez mais distraído graças aos seus sentimentos amorosos em relação a Lina. Nesse contexto caótico, dominado pela guerra civil, os dois iniciam uma inusitada história de amor, ignorando todas as possíveis consequências que estão por vir.

CINESESC

Um dos cinemas de rua mais queridos da cidade, o CineSesc iniciou seu funcionamento em 21 de setembro de 1979, no número 2075 da rua Augusta, na cidade de São Paulo, e se dedica à missão de fomentar a difusão do cinema de qualidade, exibindo obras que muitas vezes ficam fora do circuito comercial nas salas de cinema e plataformas online. Sua programação inclui grandes e pequenas produções do mundo todo.

Além de integrar o corpo de curadores em mostras especiais, o CineSesc também recebe festivais importantes do calendário cinematográfico paulistano, como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival Mix Brasil e o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, entre outros. O cuidado com a programação tem reconhecimento do público e da crítica, que o elegeu, por diversas vezes, a melhor sala especial de cinema na cidade de São Paulo.

Série Cinema #EmCasaComSesc

Desde o início de junho, o CineSesc realiza a série Cinema #EmCasaComSesc, em sua plataforma sescsp.org.br/cinemaemcasa, com estreias semanais. A iniciativa de oferecer filmes em streaming em sua nova plataforma digital reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir o cinema, a partir de grandes obras selecionadas, disponibilizadas online e gratuitamente.

Os filmes ficam disponíveis por um período determinado, com alterações e novas estreias semanais a cada quinta-feira (considerando a semana de cinema de quinta à quarta-feira). Há ainda possibilidade de prorrogação da exibição, conforme a demanda do público, além de sessões especiais por períodos menores (como 24h, por exemplo). A curadoria do Cinema #EmCasaComSesc conta com a experiência do CineSesc, que segue fechado desde o mês de março, por conta da crise causada pelo novo coronavírus.

SIGA O SESC NAS REDES:
Facebook/Twitter/Instagram

Fase Beta

As versões da plataforma do Sesc Digital encontram-se em fase beta, ou seja, novidades e melhorias serão implementadas a partir das interações que se desenvolverem entre o público e os recursos. Além disso, o catálogo será expandido periodicamente, englobando novas temáticas e linguagens.

+ SESC NA QUARENTENA

Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades serão previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Todas as 40 unidades do estado darão início a essa retomada gradual à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais.

Paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Mesa Brasil Tecido Solidário Teatro Música Dança Cinema Esporte Crianças Ideias SescTV Selo Sesc Edições Sesc São Paulo Youtube Sesc São Paulo Instagram Sesc Ao Vivo Portal Sesc SP

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: http://www.sescsp.org.br/sescdigital

Anterior Inhotim inaugura nova exposição botânica no Google Arts
Próximo Live sobre design colaborativo no Instagram @casapark