A iluminada noite de sexta-feira (21/09) será cheia de bossa no C’est si bon – Crêperie e Bistrô! As músicas que refletem o charme de Januária (de Chico Buarque) ou o ombro amigo de Carole King, numa prova de amizade em “You’ ve got a friend” (mais conhecida na voz de James Taylor) serão apenas algumas das lindas interpretações do Zíngaro Trio (Tico de Moraes, Leonel Laterza e Rogério Midlej) e Alexander Raichenok (pianista e saxofonista). O show começa às 20:30. As reservas podem ser feitas pelo 3272 1005.

Um pouco mais sobre os músicos

Considerado uma das maiores revelações vindas de Brasília, Leonel Laterza se destaca como cantor, num país de vozes essencialmente femininas, apresentando um trabalho maduro e consistente, e conquistando admiração dos amantes da música brasileira feita com cuidado e amor à arte.

O trabalho de Laterza resgata, não só qualidade vocal e interpretativa, mas também um repertório que, sempre muito bem construído, representa a alma e a essência do Brasil, em todas as suas vertentes, seja rítmica (trazida com o samba, a bossa nova o choro etc.) ou melódica, perceptíveis nas baladas e toadas que também estão sempre presentes em seus shows.

Dono de uma voz mansa e de emissão firme, Leonel Laterza tem o aval e admiração de importantes músicos nacionais que já estiveram ao seu lado nos palcos, Roberto Menescal, Simone Guimarães, Zé Luiz Mazziotti, Sueli Costa, Sérgio Santos e principalmente da cantora e compositora Rosa Passos de quem é afilhado musical.

Baiano de nascimento, Rogério Midlej estreou no palco no musical Noturno, dirigido em 1998 por Oswaldo Montenegro. Participou do programa Fama, da Rede Globo, em 2002, ano em que realizou seu primeiro show, na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, em Brasília.

Em 2005, lançou seu primeiro CD, Quintal Do Meu Mundo, com produção de André Vasconcellos, em show no Rio de Janeiro, com participação de Flávio Venturini. Apresentou-se em casas tradicionais cariocas, como Café Sacrilégio, Centro Cultural Carioca, Café Teatro Arena e SESC Ginástico, onde cantou com o Trio Esperança e os Golden Boys.

Esse encontro levou à gravação de um dueto com a cantora Evinha na canção Mais Do Que O Mar, em 2006, versão de uma canção francesa com letra de Midlej.

Em 2014, recebeu da Academia Brasileira de Honrarias ao Mérito a Soberana Ordem do mérito da Música e a Medalha Renato Russo, ano em que também foi vencedor do Prêmio Brasília Top Show na categoria “Melhor Cantor de MPB” (além de eleito pelo voto popular, o artista teve 17 dos 22 votos técnicos).

Reconhecido pela sua versatilidade e extensão vocal privilegiada, o cantor se apresenta atualmente no Ristorante Limoncello, com tributos a Frank Sinatra e Andrea Bocelli, além de cumprir a agenda de casamentos e eventos sociais da sua empresa Consultoria Musical.

Tico de Moraes é músico de Jazz. Seu repertório explora o grande songbook do Jazz Americano, especialmente no que diz respeito às memoráveis canções compostas por Cole Porter, George e Ira Gershwin, Irving Berlin, assim como às cantadas por Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan, Chet Baker e Harry Connick Jr.

Tico de Moraes iniciou sua trajetória artística aos 13 anos em Moçambique como violonista em uma apresentação da cantora Chude Mondlane. Em 2002, participou como músico e compositor do CD “Olhos d’Água da cantora brasiliense Muriel Tabb e, em 2005, produziu sua primeira apresentação como artista principal, no show intitulado “Mangaio”, nome de uma de suas composições.

Participou do Festival Internacional de Jazz de Guaramiranga (CE) em 2007. Em 2015, Tico lançou, de maneira independente, o seu primeiro EP “Just Thoughts”. Em 2016, participou de apresentação da Orquestra JK, regida pelo saxofonista Ademir Júnior e, em 2017, apresentou o show intitulado “NAT” na Casa Thomas Jefferson.

Ainda em 2017, Tico participou do programa “Um café lá em casa”, produzido pelo renomado guitarrista brasileiro Nelson Faria. Em 2018 Tico de Moraes lançou pela Tratore o álbum “Fine”, que traz standards do Jazz e sucessos da música pop. Tico tem produzido seu show “Jazz e Música Brasileira” em importantes casas de sua cidade, como o Clube do Choro e a Casa Thomas Jefferson.

O artista participou também do espetáculo “Chet Baker – Retratos Musicais”, um tributo ao renomado trompetista, produzido pela All of Mi Produção Musical e Design. Eecentemente fez o lançamento do seu 2º álbum, intitulado One Night of Bossa, no qual interpreta standards do Jazz e músicas autorais com arranjos em Bossa Nova.

Nos próximos meses Tico de Moraes lançará a música “Pas-De-Deux” em parceria com o cantor, compositor e letrista Gustavo Baião (música de Tico de Moraes, letra de Gustavo Baião e participação de Jane Duboc), gravado no Rio de Janeiro. Lançará também o seu 2º EP autoral: Barlavento.

Com uma agenda intensa, Tico vem se apresentando em Brasília, sempre acompanhado de músicos de grande prestígio na cidade como Moisés Alves, Paulo André Tavares, Oswaldo Amorim, Serge Frasunkiewicz, Genil Castro, entre outros, além de shows e eventos fora da cidade, tendo se apresentado em Fortaleza, Porto Alegre, Vitória, Pirenópolis e Rio de Janeiro.

Recentemente gravou com Jane Duboc e fez participação especial com Zé Luiz Mazziotti, um dos maiores intérpretes da música brasileira.

Serviço

C’est si bon apresenta: Zingaro trio
Com Leonel Laterza – voz, Rogério Midlej – voz e Tico de Moraes – voz e guitarra
Dia 21 de setembro, às 20h30
Couvert artístico: R$ 15,00
C’est si bon Crêperie e Bistro, 213 Norte, bloco A – 3272.1005
Classificação etária: Livre para todas as idades
www.cestsibon.com.brwww.facebook.com/cestsibon.creperia.bistro
Foto de divulgação: Cristiano Nunes

Anterior Primavera chegou, e com ela várias gostosuras floridas
Próximo Uma Noite em Havana no Teatro Brasília Shopping dia 23/9