“Parado no Ar”, faixa com participação da banda Scalene, ganhou curta inovador dirigido por Ferreristico e João Gabriel Jack

Encerrando o projeto audiovisual do álbum “Sonora”, Capital Inicial lança o clipe da faixa “Parado no Ar”, que conta com a participação da banda Scalene. Esta é última canção do disco, composto por 11 faixas inéditas, a ganhar videoclipe. O curta, dirigido por Ferreristico, que já recebeu um prêmio das mãos de Tim Burton, e por João Gabriel Jack, aposta na técnica do Stop Motion.

Para ilustrar a canção, Ferreristico – que também dirigiu o clipe da faixa “Invisível”, e João Gabriel Jack usaram pequenos pedaços coloridos de papel, em formatos diversos. Quadro a quadro, os fragmentos se combinam e montam figuras que se relacionam com a letra e o ritmo da música. O vocalista Dinho Ouro Preto falou sobre a produção: “o resultado é uma leveza quase poética. O clipe é simultaneamente simples e complexo. Ele é inovador e corajoso. O Jack e o Ferreristico souberem apresentar algo singular”.

Dinho também falou sobre a trajetória audiovisual do disco: “o Capital fez um clipe para cada música do álbum ´Sonora´. Nunca tínhamos feito algo parecido em quase quarenta anos de estrada. É um desafio imenso por vários motivos. Na minha opinião, o maior deles é a criação. Como bolar 11 clipes diferentes? Como não se repetir? Como fugir do lugar comum? Descobrimos a reposta para essas perguntas procurando jovens novos talentos. Conhecemos vários diretores novos, cheios de ideias e entusiasmo. Acabamos sendo levados em direções inesperadas e surpreendentes”.

”Parado no Ar”, com composição de Dinho Ouro Preto, Flávio Lemos e Alvin. L, é a música que abre o álbum “Sonora”. A canção mostra, de cara, a frequência sonora que o disco segue, com a presença certeira da banda Scalene. Trata-se de um rock que, num primeiro momento, parece caminhar para a leveza, mas logo ganha intensidade e uma pegada pesada.

Ficha técnica do clipe de “Parado no Ar”

Diretor
Ferreristico, João Gabriel Jack

Diretor de Fotografia
Luiz Filipe Prado

Diretor de Arte
Ferreristico, João Gabriel Jack

Stop Motion
Ferreristico, João Gabriel Jack, Luiz Filipe Prado

Edição e Pós-Produção
Caetano Drumond

Produtores Executivos
Ferreristico, Joao Gabriel Jack

Agradecimentos Especiais
Santo Oficio

Brokolis do Brasil

Anterior Cia. teatral La Casa Incierta circula com dois espetáculos
Próximo Livraria Cultura do Iguatemi recebe a peça O Legado de Eszter