Teatro da CAIXA recebe o espetáculo “Aux Pieds de la Lettre”


Companhia Dos à Deux
Companhia Dos à Deux | Silvio Pozatto

Caixa Cultural Brasília recebe nesta quinta (19) o espetáculo da premiada Companhia Dos à Deux

Pode-se dizer que um gesto, assim como uma imagem, vale mais do que mil palavras. Partindo dessa premissa, a dupla de atores-diretores brasileiros, André Curti e Artur Luanda Ribeiro, criou Cia. Dos à Deux com o objetivo de desenvolver uma linguagem de teatro gestual acessível a todos os públicos de qualquer lugar do mundo. Lá se vão 20 anos de trabalho e espetáculos que já rodaram o mundo com passagens por mais de 50 países da Europa, Américas, África e Ásia somando mais de 2000 apresentações.

Para o ano comemorativo de 20 anos da Cia., em junho de 2018 a Dos à Deux lançou o projeto “Dos à Deux em Repertório” e, desde então, a dupla de artistas não para de rodar o mundo e o Brasil com peças de seu valioso repertório. E é chegada a vez de Brasília assistir a quatro sessões de “Aux Pieds de la Lettre”. “Vai ser uma oportunidade de ver ou rever nosso trabalho e de entrar em contato com a pesquisa estética que desenvolvemos”, ressalta André. A Cia. Dos à Deux desembarca na Caixa Cultural Brasília, patrocinadora do projeto, onde se apresenta de 19 a 22 de setembro.

Além das sessões, o público de Brasília poderá participar de workshop sobre a pesquisa de teatro gestual desenvolvida pelos artistas e da palestra, na qual a dupla irá discorrer os diferentes fundamentos da pesquisa cênica da Cia. Após passagem pela Caixa Cultural Brasília, a Cia. Dos à Deux segue com seu repertório para Berlim.

Aos que ainda não conhecem o trabalho, os dois explicam que não é dança nem pantomima é teatro gestual, “a gente sempre partiu do desafio de contar uma história sem usar a palavra”, explica André. Artur Luanda Ribeiro e André Curti se conheceram durante um festival em Paris, em 1997, e decidiram começar juntos uma pesquisa teatral e coreográfica. Depois de mais de duas décadas morando na França, a Cia. Dos à Deux passou a ter uma segunda sede no Rio, onde a dupla reformou um cortiço, datado do ano de 1846 no bairro da Glória. O lugar vem se estabelecendo como um espaço para residências artísticas e oficinas.

Aux Pieds de la Lettre

Em um palco quase vazio, com apenas uma mesa de formas burlescas e mágica, surgem os atores-bailarinos da Cia. Dos à Deux, André Curti e Artur Luanda Ribeiro, onde dão início a uma expedição em busca de sonhos entre sobras, objetos e fragmentos de vida. Aprisionadas ao imaginário e à margem do mundo, uma personagem, com seus delírios místicos, obstina-se em escrever uma carta que precisa enviar ao mundo, e outra, vítima de suas obsessões, luta contra a poeira imaginária que suja seus pés.

Oscilando entre tragédia e comédia, o jogo cênico se apresenta entremeado de pequenas loucuras solitárias, delírios, manias e digressões, que ecoam através de uma gestualidade poética. Já a coreografia, descortina atuações que se amparam em movimentos cotidianos ao ritmo de uma musicalidade constante e uma surpreendente invenção teatral. Para a montagem de “Aux Pieds de la Lettre”, Artur Luanda Ribeiro e André Curti desenvolveram trabalhos artísticos no Instituto Psiquiátrico Marcel Rivière, a convite de Madeleine Abassade, responsável artística e cultural da instituição, o que lhes permitiu estar em contato tanto com pacientes como com os funcionários do hospital.

O espetáculo já percorreu o mundo, em mais 350 apresentações, e, em 2005, recebeu os prêmios de Melhor Espetáculo no Festival Internacional do Mindelo, de Cabo Verde, e no Festival Internacional do Kosovo.

Serviço

Espetáculo: Aux Pieds de la Lettre, da Cia. Dos à Deux
Gênero: Teatro gestual
Local: Teatro da Caixa Cultural Brasília
Endereço: SBS Quadra 4, Lotes 3/4 – Edifício Anexo da Matriz
Dias e horários: de 19 a 21 de setembro de 2019, às 20h, e dia 22, às 19h.
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia para estudantes, professores, maiores de 60 anos e funcionários e clientes Caixa)
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Capacidade do teatro: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência
Informações: (61) 3206-6456 – 3206-9448
Patrocínio: Caixa e Governo Federal

Ficha técnica

Dramaturgia, coreografia e direção: Artur Luanda Ribeiro e André Curti
Interpretação: Artur Luanda Ribeiro e André Curti
Criação musical original: Michel Musseau
Figurinos: Charlotte Leo
Iluminação: Artur Luanda Ribeiro e Raphael Keller
Cenário: Artur Luanda Ribeiro e André Curti
Criação mesa: Nicolas Cesbron
Visagismo e acessórios: Maria Adelia
Produção: Cia. Dos à Deux

Workshop: “O Corpo Poético”
Ao longo de oito horas-aula, divididas em dois dias (20 e 21/09), Artur Luanda Ribeiro e André Curti irão compartilhar a pesquisa, por eles desenvolvida desde 1997, sobre movimento, linguagem do gesto e sua teatralidade, intitulado: “Teatro Gestual”. O workshop tem como proposta explorar o próprio corpo e desenvolver um trabalho gestual a partir de uma situação ou temática.

A pesquisa se apoia na musicalidade do movimento onde o jogo do intérprete orquestra as emoções, as intenções e as situações das personagens, em um cruzamento entre dança e teatro. O workshop se divide em três etapas: Aquecimento; Introdução ao vocabulário técnico; e Composição de uma sequência de teatro gestual. Os participantes do workshop devem participar da palestra, que vai acontecer no Teatro da Caixa, dia 22 de novembro, domingo.

Dias e horários: sexta e sábado, 20 e 21/09, das 13h às 17h
Entrada franca
Capacidade: 20 pessoas
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos
Interessados devem enviar currículo para: dosadeux.workshop@gmail.com

Palestra: “A Utopia da Pesquisa”
Conduzida pelos diretores André Curti e Artur Luanda Ribeiro, a palestra tem por objetivo trocar e desvendar as diferentes direções, etapas da construção e fundamentos da pesquisa cênica da Dos à Deux. Para tanto, diversos pontos serão abordados utilizando suportes audiovisuais. Entre os pontos a serem discorridos estão: A musicalidade do movimento; A cenografia como fio condutor estético; A dramaturgia visual; e Iluminação como dramaturgia.

Nos momentos finais, após duas horas de palestras, o público poderá formular perguntas e trocar experiências. O encontro tem como público-alvo atores, diretores, bailarinos, artistas visuais, coreógrafos, marionetistas, iluminadores, cenógrafos, artistas circenses, entusiastas e público em geral.

Local: Teatro da Caixa
Dia e horário: domingo, 22/09, a partir das 15h
Entrada franca
Capacidade: 406 pessoas
Classificação indicativa: Não recomendada para menores de 12 anos
Senhas distribuídas na bilheteria do teatro, uma hora antes do início da palestra

Anterior Coleção de Primavera com as cores do arco-íris
Próximo A pintura como meio de comunicação com o mundo