A história de Brasília ganha mais um capítulo na Embaixada do Brasil em Roma. Depois da exposição “Brasília – Da Utopia à Capital”, aberta ao público até o dia 6 de março, agora é a vez da pioneira Mercedes Urquiza lançar sua autobiografia “A Trilha do Jaguar: Na Alvorada de Brasília”, no dia 26 de fevereiro no Palazzo Pamphili.

No livro, ela conta a saga de sua viagem de 48 dias de Buenos Aires até Brasília em um Jeep em 1957, quando a cidade nem constava no mapa do Brasil, entre outras aventuras na época da construção da capital federal no Planalto Central.

Lançado em abril no Ministério da Justiça em Brasília, o livro – traduzido em inglês – foi um dos títulos apresentados pelo Brasil na Feira do Livro de Gotemburgo, em setembro de 2018, representando assim, uma homenagem ao premiado fotografo sueco Ake Borglund, falecido em 2012, cujas imagens exclusivas registradas em 1957, ilustram 45 páginas do livro e são hoje reconhecidas como referência histórica da construção de Brasília.

Durante o coquetel para convidados, que será oferecido pelo embaixador Hélio Ramos, a noite de autógrafo do livro também contará com a exibição do documentário “A Invenção de Brasília”, do cineasta Renato Barbieri, que conta com a narração de Fernanda Montenegro.

O lançamento do livro faz parte da série de homenagens pelos 60 anos da capital federal.

Anterior Bloco Gregos&Goianos estreia e convida o artista Piettro
Próximo Tati Zaqui com Tati Dias no videoclipe “Miga Solteira”