Até dezembro, o Encontro com Ilustradores promove a leitura, o livro e a literatura ao reunir artistas e público em Biblioteca Pública do DF. Os encontros têm por objetivo, além de demostrar o processo criativo da ilustração em diferentes linguagens, estimar o papel do ilustrador no mercado editorial.

Serão realizados encontros com caricaturista, quadrinista, ilustrador de literatura infantil, xilogravurista, especialista em ilustração científica e também ilustradora do universo indígena. Cada encontro, de três horas de duração, será precedido por exposição de livros ilustrados pelos artistas convidados.

Participam do projeto cinco artistas residentes do Distrito Federal – Clara Vida (ilustração científica), Jô Oliveira (Histórias em Quadrinhos), Kleber Sales (caricatura), Romont Willy (literatura infantil), Valdério Costa (Xilogravura), além de Ciça Fittipaldi (arte-indígena), paulistana que começou a desenvolver seu trabalho artístico em Brasília nos anos 1980.

A indicação dos ilustradores partiu da curadoria de Ana Paula Bernardes, fundadora do projeto Roedores de Livros. Ana Paula também foi responsável pela seleção de 20 obras literárias cujas ilustrações são, em sua maioria, de autoria dos artistas participantes do Encontro. Obras estas que serão doadas às bibliotecas onde os Encontros ocorrem.

Todos os encontros têm entrada franca, são abertos à comunidade local e com classificação indicativa livre para todos os públicos. O projeto está alinhado com o objetivo do edital de ocupação das bibliotecas públicas do DF, uma promoção do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do Distrito Federal.

Biblioteca Pública de Águas Claras
(Praça Coruja – Rua Ipê Amarelo, Lote 01
24/11 :: 9h30 :: Jô Oliveira
08/12 :: 9h30 :: Ciça Fittipaldi

Sobre os convidados

Ciça Fittipaldi (Arte-Indígena) :: Nasceu em São Paulo. Estudou Desenho e Plástica na Universidade de Brasília (UnB), onde começou a trabalhar como ilustradora no Jornal de Brasília. Mestre em Cultura Visual, professora de Ilustração e Design Editorial na Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás, recebeu por três vezes o Prêmio Jabuti de Ilustração, o prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, foi nomeada para o Prêmio Hans Christian Andersen em 1995, FNLIJ / IBBY e indicada para o Hans Christian Andersen Award – Illustration, 2015/2016.

Jô Oliveira (Histórias em Quadrinhos) :: pernambucano da Ilha de Itamaracá, estudou Artes gráficas na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro e Comunicação Visual na Hungria, onde permaneceu por seis anos. Publicou diversas histórias em quadrinhos no Brasil e no exterior, e ilustrou mais de 35 livros para várias editoras, nacionais e estrangeiras. Produziu 50 selos postais para os Correios e Telégrafos, com os quais foi premiado inúmeras vezes no Brasil, e duas vezes ganhou o Prêmio Asiago de melhor selo do mundo, na Itália. Suas ilustrações lhe renderam também vários prêmios, entre eles o título de Mestre dos Quadrinhos, dado pelo HQ-MIX, de São Paulo, em 2004.

Anterior “No Corre” de Vera Verônika destaca à superação dos desafios
Próximo Artistas de Brasília e São Paulo ocupam as galerias da CAL