Transformar rock em funk é possível e a banda Earlier mostra essa mistura em “Sobre os efeitos do 150bpm”

Depois do lançamento de “Sobre os efeitos das tuas cores em mim”, em junho, a banda Earlier lança “Sobre os efeitos do 150bpm”. Nada mais, nada menos do que uma versão bem brasileira na batida do funk da música originalmente indie rock. A ideia veio do baixista Will Bortoleto, que em um momento de novos aprendizados durante a quarentena trouxe o novo estilo para a já então lançada música.

O single foi produzido e masterizado por Will, despretensiosamente, e acabou caindo no gosto dos integrantes da banda que levaram a mistura à sério. “O nosso baixista tem um gosto musical bem eclético e gosta de funk, então resolvemos produzir essa batida, achamos o resultado interessante e decidimos mostrar para a galera para ver o que eles achariam da forma de expressar através de outros gêneros a nossa música”, explica Danilo Abreu, baterista da Earlier.

A faixa estará disponível nesta sexta em todas as principais plataformas digitais e pretende fazer a galera dançar, diferente de sua versão original que trazia uma melodia de rock alternativo, com solinhos de guitarra e sintetizadores, além da letra romântica. “Sobre os efeitos do 150bpm” foi criada com a intuito de trazer material para o público da banda durante o período de quarentena.

Sobre a banda

Formada por Lucas Macedo (Guitarra e voz), Will Bortoleto (Baixo), Danilo Abreu (Bateria) e Clayton Pereira (Guitarra e sintetizador), a Earlier nasceu de forma intimista, com a ambição de externar os talentos dos músicos. A princípio, apenas como um projeto solo de Lucas Macedo, em 2015. Mas foi em 2018 que enfim a banda tomou corpo com os outros integrantes.

Com uma mistura na geografia do quarteto, a Earlier carrega integrantes de vários cantos: Danilo é o único brasiliense, morador de Brasília desde os 2 anos de idade, enquanto Lucas e o Will moram em Americana – SP e o Clayton de Volta Redonda – RJ. Os artistas garantem que essa distância não é um problema, pois sempre que precisam estar juntos, os músicos se reúnem seja para os shows, gravações e ensaios. “Com a tecnologia, tudo ficou mais fácil. A gente faz muita coisa pela internet. Não é nada de outro mudo não”, afirma Danilo Abreu.

Serviços:

Instagram: www.instagram.com/earlieroficial
YouTube: www.youtube.com/earlierproject
Streamings: https://backl.ink/143170991

Anterior Obra Tantãs da Eva Furnari é indicado ao Prêmio Jabuti 2020
Próximo Festival Internacional Cinema & Transcendência – ON-LINE