O Animal Collective lança seu novo EP Bridge to Quiet via Bandcamp. Ontem, a banda declarou:

Olá! Esperamos que esteja bem por aí! Nos últimos meses, houve muita coisa acontecendo conosco. Nossa quarentena (algumas sozinhas e outras com nossas famílias) contribuiu para algumas maneiras desafiadoras, porém gratificantes, pelas quais descobrimos ser criativas. Temos algumas coisas para compartilhar amanhã e queremos que saibam o que está acontecendo primeiro.

Amanhã, lançaremos um novo EP chamado Bridge to Quiet. Durante abril e maio, vimos algumas de nossas improvisações de 2019 e início de 2020. Nós as remixamos, colamos e as construímos em músicas, encontrando o caminho para Bridge to Quiet. Esperamos que você goste! Foi um processo divertido e catártico, que nos levou a iniciar um novo projeto da mesma maneira.

Juntamente com Bridge to Quiet, grande maioria da nossa discografia estará disponível em nossa nova página do Bandcamp a partir de amanhã, sexta-feira. Todos os nossos LPs estarão lá, bem como alguns deep cuts que não estavam disponíveis digitalmente até agora. No entanto, ao preparar nosso catálogo antigo para lançamento, há algumas coisas que consideramos importantes para resolver e corrigir.

A primeira é a arte da capa do nosso EP People. Não há como desculpar o uso de uma “mammy” em nossa capa, e por isso decidimos removê-la. Entendemos agora que o uso de um estereótipo racista causa mais danos do que uma explicação pode reparar, e pedimos desculpas. doaremos uma parte de nossos royalties desse registro para a Equal Justice Initiative.

O segundo é o nosso EP Meeting of the Waters. Brian e Dave gravaram samples da tribo Tatuyo no Brasil tocando para o programa Viceland “Earthworks”, que mais tarde foram incorporadas ao Meeting of the Waters. Quando lançamos MOTW no Record Store Day, organizamos uma parte dessas vendas para o IDESAM. Como éramos convidados em seu mundo, sentimos que é justo continuar demonstrando nossa gratidão. No futuro, doaremos uma parte de nossos royalties desse disco para o Cultural Survival.

Finalmente, temos que abordar o nosso LP Here Comes the Indian. Com o maior respeito aos povos indígenas, sentimos que ter a palavra índio em nosso álbum passa a mensagem errada, objetivando o povo índio americano, o que não é o que pretendíamos com a música. Como temos inúmeras inspirações dos povos indígenas da América e do mundo, avançando, doaremos uma parte de nossos royalties desse disco à Seeding Sovereignty e mudaremos o título para o título de trabalho original, Ark.

Essas alterações entrarão em vigor nos próximos dias em todas as plataformas.

Então, amanhã, no espírito de gratidão e apoio do movimento Black Lives Matter, separaremos uma doação de US$ 10.000, juntamente com todas as vendas do nosso Bandcamp em 7/3, para as seguintes organizações:

Cultural Survival
Equal Justice Initiative
Seeding Sovereignty
Southerners on New Ground (SONG)
The Okra Project

Obrigado a todos que estão lendo isso por tornar tudo isso possível. As ações que estamos adotando hoje não são o fim de nosso compromisso de abordar essas questões. É nosso desejo permanecer engajados nos problemas que nos cercam e continuaremos a encontrar maneiras de nos engajar e apoiar.A

Animal Collective

ANIMAL COLLECTIVE ONLINE

Website Facebook Instagram Twitter YouTube

Anterior Pizza de cogumelos com atum e requeijão + 2 receitas
Próximo IESB OUSA E LANÇA PÓS EM YOUTUBER