Alhocca lança clipe cinematográfico e distópico para “Sem Tempo Para Brincar”. Vídeo traz olhar social para faixa indie, MPB e pop

Alhocca busca a cura através da arte na poética “Sem Tempo Para Brincar”. Realizada como um modo de questionar padrões sociais, a faixa ganha novos contornos com seu vídeo, um registro urgente e grandioso que mostra uma sociedade distópica e opressora, onde só a solidariedade e a sororidade podem ser modos de superar as dores.

Ouça “Sem Tempo Para Brincar”: https://ditto.fm/sem-tempo-pra-brincar

“O vídeo apresenta um enredo que mergulha nos loopings caóticos que nos encontramos presos no dia a dia. Ele transmite a ideia de que as coisas estão se deteriorando e piorando gradualmente. O núcleo principal do enredo aborda as relações de poder, destacando as pessoas que entram em esquemas fragilizadas, aquelas que são usadas e prejudicadas constantemente por não conhecerem as regras do jogo, e as que, conscientes das regras, se apropriam de esquemas sujos sem se importar com as consequências”, reflete Alhocca. Na canção, ela envolve o ouvinte na eterna dualidade entre tristeza e alegria presente no cerne da música brasileira, com um olhar pop e lo-fi e retratando a realidade das periferias.

Natural de Brasília com raízes nordestinas, Alhocca é cantora, compositora, dançarina e modelo. Recentemente abriu nova fase em sua carreira com faixas como “Ela Humilha”, “Baile” e “Dancei na Lua”, que promovem liberdade e empoderamento.

Seu objetivo como criadora é transmitir mensagens poderosas de igualdade, superação e esperança, que Alhocca busca trazer no novo single “Sem Tempo para Brincar”.

“Perdi meu melhor amigo e foi difícil lidar com a partida dele, que era alguém tão querido. Senti uma mistura de tristeza, impotência e até mesmo culpa pois achei que poderia ter feito mais por ele. No entanto, lembrei que a música tem o poder de expressar emoções profundas que nos ajudam na cura emocional. Transformei minha dor em algo belo e significativo. Eu sei que essa experiência pode inspirar os ouvintes a valorizarem seus entes queridos enquanto estão presentes e a buscarem formas de ajudar aqueles que mais precisam”, reflete ela.

Com produção musical de RoggerMX e vídeo dirigido pela artista com Lennon Rabi, “Sem Tempo Para Brincar” está disponível em todas as plataformas de streaming e no canal do YouTube de Alhocca.

Ficha técnica

Perfomer, compositora e produtora: Alhocca
Produtor executivo e diretor musical: RoggerMX
Trompete: Haniel Tenório
Arranjador, Violão, Mixagem, Masterização: Ronchi
Gravadora: RBeats
Direção: Alhocca e Lennon Rabi
Diretor Executivo: Rogério Marques
Diretor de Fotografia, Captação e Edição: Yogue Alencar
Direção de Arte: Jackson Lemes
Roteiro: Alhocca e Lennon Rabi
Espa̤o: Matadouro РSobradinho
Produção: Alhocca
Assistente de Produção: Isa Bomfim
Figurino: Alhocca, Luciana Glapas e Patrícia Benedita
Fotógrafa Still: Angelita
Coreografia e preparação de elenco: Alhocca
Dançarinas e atrizes: Catarina Deusdará; Celeste Salvioni; Daniella Travassos; Gi Paz; Laíse Gomes; Lívia Ximenes;

Apoio

Bravo Action
Cerrado PaintBall
Grupo FAALYN

Letra

Sem tempo pra brincar
Pensou no meu nome
Um som vai tocar

Agora me lembro de cada segundo
São vários flashes milhões por segundo
Aquela conversa aquela sacada
Não tenho paz e isso me mata

É o nosso acordo total sigilo
Faz parte do jogo gain gain gain
Quando eu te olho e vejo o seu medo
Te compreendo que eu ‘tô’ sem freio

Da bagaceira não tem coleira
Flash, ela é a bonacera
Sabe o que fala postura da braba

Maquina calada
Executa na alta
Mira na cara atiradora
Sabe o que faz
Nunca foi trouxa

Desfila no tom
Chama atenção
Manda no som
Ah tá bom

Sem tempo pra brincar

Pensou no meu nome
Um som vai tocar
Poucas idéias mermão vigia
Poucas idéias mermão vigia

Consciente do plano vejo o momento
Da nossa falha e isso eu lamento
Tenho que agir passa por mim
Que eu vou te cobrir caralho eu cai

Eu ‘tô’ te vendo a vista embaçando
Tem muito sangue alguém tá morrendo
Acelera na curva é dia de chuva
Cenário de fuga que aventura

Sorte trocada bala perdida
A pele preta que erradia
Não é assim que eu queria viver
Não é assim que imagino você

Um plano comprido
Um corpo jazido
Somos peões
De um sistema falido

Sem tempo pra brincar
Pensou no meu nome
Um som vai tocar
Poucas idéias mermão vigia
Poucas idéias mermão vigia

Siga Alhocca:

https://www.instagram.com/alhocca/