Adria Grano Duro destaca receitas que transformam a cozinha em um espetáculo. Alla Norma, Alfredo ou Cacio e Pepe? Conheça a história dessas e de outras receitas mundialmente famosas

De acordo com teorias, o macarrão foi criado na China. Mas os cortes e preparações que conhecemos hoje e que fazem sucesso nas casas e restaurantes de todo o mundo surgiram e foram celebrizados na Itália. Cada região do país tem uma ou mais receitas originais e tradicionais. Para os italianos, o macarrão (“pasta”) é patrimônio cultural. Tanto que, em 1995, durante o 1º Congresso Mundial de Pasta, em Roma, foi criado o Dia Mundial do Macarrão, celebrado em todo o mundo em 25 de outubro.

Cada receita de massa tem sua própria história, que é cultuada pelos italianos e batizadas com criatividade, como os eventos históricos que as originaram. Você sabe onde surgiu o Spaguetti à Norma? E o Penne Alfredo? Outras receitas célebres, como Spaguetti Cacio e Pepe, o Spaguetti ala Putanesca e Spaguetti alla Carbonara também merecem ter suas histórias contadas. Embora o corte mais comum seja o Spaguetti, as combinações ficam ótimas com outros cortes longos ou curtos de massas secas.

Seja qual for a preparação, a massa seca que os italianos utilizam para pratos especiais é do tipo Grano Duro, feita com trigo cultivado apenas em regiões de clima frio e que contém mais glúten em sua composição. O resultado é uma massa mais firme e maleável, que não empapa. Cozida do modo certo, em água fervente e sal, durante o tempo indicado na embalagem, resulta no famoso ponto “al dente”, o preferido pelos chefs de cozinha.

A linha de massas Adria Grano Duro é produzida com trigo importado, para a perfeita preparação das clássicas receitas italianas. São nove diferentes cortes: Spaghetti, Penne, Fusilli, Farfalle, Bavette, Bucatini, Capellini, Gnocchi e Tortilhone. A versão integral está disponível em dois cortes, Penne e Spaghetti. E, para celebrar a data, Adria Grano Duro conta as histórias de cinco receitas célebres para você compartilhar com a família enquanto prepara o delicioso Spaghetti Alla Putanesca neste Dia Mundial do Macarrão. A receita é repleta de detalhes que tornam o ato de cozinhar um verdadeiro espetáculo!

Spaguetti à Norma: é uma receita típica da Sicília, ilha que faz parte do território italiano e é separada do continente pelo estreito de Messina, no Mar Mediterrâneo. O sol forte favorece a agricultura. Uma das estrelas da ilha é a Berinjela, legume saudável e muito apreciado em toda a Itália. O Spaguetti à Norma (ou Pasta alla Norma) é um dos pratos típicos e foi batizado em homenagem ao compositor Vincenzo Bellini, nascido na ilha e autor da ópera Norma, que estreou em 1831, no Scala de Milão. Além de berinjela, o prato leva ricota, cebola, alho, tomates frescos e manjericão. É feito também com massas curtas, como penne.

Fetuccine Alfredo: foi criado em Roma por um famoso chef de cozinha, Alfredo Di Lelio. Em 1908, ele preparou um prato revigorante para sua esposa, que havia ficado muito abatida após o nascimento do primeiro filho. Usou ingredientes simples, como manteiga fresca, parmesão e um corte longo de massa fresca, o Fetuccine. A esposa de Alfredo ficou tão satisfeita com o prato que sugeriu que ele o colocasse em seu restaurante. Muitas celebridades provaram a receita, que ficou famosa em todo o mundo e hoje é preparada também com cortes curtos de massa seca, principalmente o penne.

Spaguetti Cacio e Pepe: é uma das mais simples receitas italianas e foi criada no Lazio, região da capital, Roma. Cacio e Pepe não são nomes de pessoas e sim os ingredientes principais: Queijo Pecorino (Cacio) e Pimenta (Pepe). Conta a história que pastores de ovelhas saiam para o campo levando o pecorino, queijo produzido com o leite do animal, um corte de massa seca e pimenta do reino preta. Assim garantiam o almoço. Hoje existem variações do prato, com outros cortes de massas e queijo parmesão no lugar do Pecorino.

Spaguetti ala putanesca: o prato nasceu na ilha de Iscia, no golfo de Nápoles, e leva massa longa, tomates, aliche, alcaparras, azeitonas sem caroço, alho e pimenta vermelha. O nome do prato já causou muitas brincadeiras, inclusive de que teria sido criado por uma prostituta (puttana em italiano). Mas a versão mais aceita é que se origina da expressão “qualche puttanata (qualquer bobagem), como um improviso culinário que utilizou ingredientes locais sempre disponíveis nas cozinhas da região. Pode ser feito também com Bavette e Bucatini.

Spaguetti alla Carbonara: é uma receita tão famosa que, além de ser homenageada no Dia Mundial do Macarrão, é lembrada no Carbonara Day, em 6 de abril, criado em 2017. Mas ninguém sabe ao certo sua história. Uma das versões é de que a receita seria uma variação do Cacio e Pepe criado por soldados norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Além do macarrão, queijo pecorino e pimenta, os soldados adicionaram dois dos mais apreciados ingredientes na Terra do Tio Sam: ovos e bacon, trocando o último pela pancetta típica da Itália.
Spaghetti Alla Putanesca

Ingredientes:

1 embalagem de Spaghetti Adria Grano Duro
3 colheres (sopa) de azeite
2 dentes de alho, picados
8 tomates maduros, sem pele e sem semente, em cubos
pimenta calabresa a gosto
80 g de filés de anchovas em óleo, picados
1 colher (sopa) de alcaparras
2 colheres (sopa) de salsinha, picada
Sal

Modo de Preparo:

– Comece preparando o molho alla putanesca. Em uma frigideira de fundo largo, aqueça o azeite e refogue o alho.
– Junte os tomates e deixe cozinhar por 3 minutos.
– Acrescente as anchovas, as azeitonas, as alcaparras e refogue por mais 2 minutos.
– Acerte o sal, tempere com a pimenta calabresa, a salsa e reserve.
– Em uma panela grande ferva 5 litros de água com sal e cozinhe a massa.
– Para isso, coloque a massa e mexa de vez em quando, até que a água volte a ferver.
– Deixe cozinhar de acordo com o tempo indicado na embalagem ou até que fique “al dente”, ou seja, macia, porém resistente à mordida.
– Escorra a massa, acomode em um refratário grande, acrescente o molho alla putanesca, envolva tudo com a ajuda de dois garfos grandes e sirva a seguir.

Rendimento: 6 porções
Tempo de Preparo: 20 minutos

Toque do Chef: O molho alla putanesca é preparado com uma combinação de ingredientes mais salgados, saborosos e aromáticos. Para evitar que o molho fique salgado, experimente antes e se necessário acerte o sal.

Acesse também o site www.adria.com.br e siga a marca nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/adriaalimentos
Instagram: www.instagram.com/adriaalimentos
Youtube: www.youtube.com/channel/UCDZrwAxD6sbd-maqGR9P00Q

Sobre a Adria

A Adria é uma das principais marcas de massas, biscoitos e torradas do país. Pertencente ao portfólio de marcas da M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos, atua principalmente na região Sudeste. Presente no mercado brasileiro desde 1951 possui mais de 80 tipos de produtos (massas, biscoitos e torradas) e linhas reconhecidas pelo consumidor final como Grano Duro, Tortinhas, Plugados e Adria Plus Life.

Sobre M. Dias Branco S. A. Indústria e Comércio de Alimentos

Contando com mais de sessenta e cinco anos de existência, a M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos é uma empresa do setor de alimentos com ações negociadas no segmento do Novo Mercado na B3. A Companhia produz e comercializa biscoitos, massas, farinha e farelo de trigo, margarinas e gorduras vegetais, snacks, bolos, mistura para bolos, cobertos de chocolates e torradas. Sediada em Eusébio (CE), a empresa é líder de mercado em biscoitos e massas no Brasil, é a sexta maior empresa de massas e a sétima de biscoitos no ranking global por faturamento. Suas operações geram mais de 17 mil empregos diretos em diferentes regiões, refletindo o seu compromisso com fatores importantes para o desenvolvimento econômico e social do país.

Sua história começou ainda na década de 40 quando o comerciante e imigrante português, Manuel Dias Branco inaugurou a Padaria Imperial, em Fortaleza (CE). Atualmente, a M. Dias Branco possui um moderno parque industrial com equipamentos de última geração, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade, operando com um modelo de integração vertical que permite a produção de suas mais importantes matérias-primas, a farinha de trigo e a gordura vegetal, utilizadas no processo de produção. Suas marcas são sinônimo de tradição e qualidade, estabelecendo um vínculo de confiança e respeito com o consumidor. A estrutura operacional da M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos, com sede no Estado do Ceará, conta com 15 unidades industriais e mais de 35 filiais comerciais distribuídas em diferentes Estados do País, garantindo uma cobertura nacional que possibilita a presença de suas marcas em todo o território nacional, assim como em mais de 30 países em todos os continentes.

Anterior Dudu Bar Asa Sul reabre as portas e conta com novidades
Próximo O músico Saulo von Seehausen lança o single “puxa o fio”