Espetáculo solo interpretado por Débora Duboc é inspirado no livro ‘Pulmão de Aço’ de Eliana Zagui e promove o encontro do público com uma personagem instigante e emocionante. Agora em novo formato adaptado drive-in

O Centro Cultural Banco do Brasil Brasília apresenta, com patrocínio do Banco do Brasil, sessões do espetáculo teatral A Valsa de Lili, de 17 a 19 de julho, em novo formato, dentro da programação do Drive-In CCBB, festival multicultural em formato de drive in, adequado para os tempos de distanciamento social, um novo formato para continuar levando programação de qualidade ao público da capital: o Drive in.

Com sucesso de público e crítica, a peça A Valsa de Lili teve estreia no dia 5 de março no Teatro do CCBB, mas teve sua temporada interrompida por medidas de prevenção ao Covid 19. A peça será apresentada na nova estrutura montada na área externa, que contará com palco e duas telas de projeção, formato único dentre os projetos deste tipo na capital federal.

“Em tempos de distanciamento social, estamos trabalhando para promover o cenário cultural e, ao mesmo tempo, garantir a segurança dos artistas, do público e da equipe. Estamos tratando com muito cuidado das questões de segurança e recomendações da OMS em todas as fases do projeto, desde a concepção, em que nossa equipe está trabalhando em suas casas, até a efetiva realização do evento, que seguirá todos os protocolos de segurança. ”, diz Fábio Cunha, Gerente Geral do CCBB Brasília.

A comunicação e bilheteria do evento é totalmente digital, centralizada no hotsite www.driveinccbb.com.br, no qual o público terá acesso à programação, com datas e sessões, e também seus ingressos. No site também poderão ser conferidas todas as medidas adotadas para garantir a segurança, como a utilização de máscaras e equipamentos de segurança por todos os colaboradores, a higienização dos banheiros e do espaço após cada utilização, além de outras.

Sobre a Valsa de Lili

Sucesso de público e crítica em São Paulo, o texto de Aimar Labaki, encenado por Débora Duboc, dirigido por Débora Dubois, é inspirado no livro autobiográfico ‘Pulmão de Aço’, de Eliana Zagui (a Lili da vida real), e promove o contato da plateia com uma personagem única, que está fisicamente paralisada, mas encontra-se intelectual e emocionalmente livre.

As duas Déboras, a atriz e a diretora, unem-se para contar a história dessa mulher extraordinária que sofre de paralisia e movimenta apenas a cabeça. Aimar Labaki constrói de forma delicada e emocionante a história de Lili, que, tanto em vida quanto na narrativa, vive numa UTI há quase quarenta anos, desde os 2 anos de idade, por conta de uma poliomielite mal diagnosticada. Débora Duboc já levou para casa o Prêmio APCA de melhor atriz pela atuação na peça. E o espetáculo foi indicado ao Prêmio Aplauso Brasil Brasil nas categorias de melhor texto, melhor atriz e desenho de luz.

“Lili vive em uma condição muito singular, mas seus questionamentos, medos e verdades são os mesmos de qualquer pessoa na sua idade: a necessidade de amar e ser amada, a relação com a morte, o que fazer da vida, como conseguir o sustento com o trabalho. Lili e seus amigos são uma prova viva da máxima de Sartre: o importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós”, diz Débora Duboc.

“A luta de Lili para sobreviver em condições tão adversas, sem perder o humor e o amor, são a metáfora perfeita para os dias sombrios que vivemos, entre a violência e a desesperança”, completa o autor Aimar Labaki.

SINOPSE

Lili é uma pessoa extraordinária e única, e, ao mesmo tempo, é uma mulher com questões iguais às de qualquer outro ser humano: o amor, a perspectiva do envelhecimento e da morte, os limites sociais e físicos e a luta pela sobrevivência. A única coisa que a distingue é que só consegue mexer os músculos do pescoço e da cabeça. Em pouco menos de uma hora, ela conta sua história e de seus amigos, mas principalmente, narra a aventura de viver plenamente, transformando as tragédias e dramas do cotidiano.

FICHA TÉCNICA

Texto: Aimar Labaki
Intérprete: Débora Duboc
Direção: Débora Dubois
Cenário e figurinos: Márcio Vinicius
Iluminação: Aline Santini
Trilha Sonora: Débora Dubois
Assessoria Corporal: Doria Gark
Fotografia: João Caldas Fº
Assessoria de imprensa: Tato Comunicação
Produção Executiva: Fabrício Síndice
Direção de Produção: Edinho Rodrigues (Brancalyone Produções)

Serviço

A Valsa de Lili no Drive-in CCBB
De 17 a 19 de julho, às 21h
Ingressos R$ 50,00 por veículo
Pré venda clientes Ourocard: a partir de 06 de julho
Venda para o público geral: a partir de 10 de julho
Programação e ingresso pelo site www.driveinccbb.com.br
Endereço: SCES Trecho 2 – Brasília/DF Tel.: 61 3108-7600
Classificação indicativa – 12 anos

Anterior Festival Latinidades anuncia 13ª edição com atrações online
Próximo Quarentena é inspiração pra nova música do Pedro Miranda