Polanski, Natalie Portman, Esther Williams e Michael Caine no cardápio da semana! Além do catálogo cheio de filmes incríveis, plataforma traz estreias toda semana e tudo por apenas R$ 9,90 por mês

No À La Carte, o clássico e o contemporâneo se encontram através de filmes, diretores, astros e estrelas que todos amam! Veja quem está chegando nesta quinta:
Roman Polanski, com seu primeiro longa; Natalie Portman em sua estreia como diretora; Esther Williams, a eterna “sereia da América”; e o vencedor do Oscar Michael Caine!

Vamos aos filmes: “A Faca na Água” (1963), “De Amor e de Trevas” (2015), “Escola de Sereias” (1954) e “O Último Amor de Mr. Morgan” (2014).

“A Faca na Água”: Depois que o filme se tornou conhecido nos Estados Unidos, Roman Polanski recebeu a proposta de refilmá-lo em inglês, com atores conhecidos de Hollywood, mas ele recusou porque não queria “se repetir”. Esta foi a estreia de Polanski como diretor, e o único filme que ele fez em sua Polônia natal. Primeiro longa polonês a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

“De Amor e de Trevas”: Filme de estreia de Natalie Portman como diretora. Os produtores queriam que a adaptação fosse filmada em inglês, mas Natalie Portman, que nasceu em Jerusalém e é de família judia, lutou para que ela permanecesse em hebraico, como o livro. A roteirista e diretora Natalie Portman se interessou pelos direitos do livro em 2007, depois de conversar com o autor Amos Oz e sua esposa durante um chá

“Escola de Sereias”: Na época de seu lançamento, “Escola de Sereias” foi o terceiro filme de maior bilheteria da MGM, depois de “Ben-Hur” (1925) e “… E o Vento Levou” (1939). Este foi o primeiro papel de Esther Williams (1921–2013) em um filme de natação, uma produção simples se comparada com seus trabalhos posteriores, como “A Rainha do Mar” (1952), um novo estilo que a levou a ser chamada de “Sereia da América”, pela sua incomum capacidade de ficar muito tempo sob a água. Esther Williams se aposentou da indústria do cinema na década de 1960

“O Último Amor de Mr. Morgan”: O protagonista Michael Caine já foi indicado ao Oscar por seis vezes e saiu vencedor em duas delas, como Melhor Ator Coadjuvante, por “Hannah e suas Irmãs” (1986) e “Regras da Vida” (1999). Jane Alexander já foi quatro vezes indicada ao Oscar. A diretora e roteirista alemã Sandra Nettelbeck se tornou internacionalmente conhecida pelas comédias românticas “Simplesmente Martha” (2001) e “Sem Reservas” (2007)

A FACA NA ÁGUA

(Knife in the water)
Polônia, 1962, p/b, 94 min., suspense, idioma: polonês (legendado), 14 anos.
Direção: Roman Polanski
Elenco: Leon Niemczyk, Jolanta Umecka e Zygmunt Malanowicz.

Um casal dirige rumo à marina quando um mochileiro surge, quase sendo atropelado. O jovem precisa de uma carona e acaba sendo convidado a velejar com o casal, dando início a uma velada competição entre os dois homens pela atenção da mulher.

DE AMOR E DE TREVAS

(A tale of darkness)
Israel, 2015, cor, 95 min., drama, idioma: hebraico (legendado), 14 anos.
Direção: Natalie Portman
Elenco: Natalie Portman, Gilad Kahana e Amir Tessler.

A vida de um garoto que cresce durante a guerra em Jerusalém. Aos doze anos, sua mãe comete suicídio, mudando a vida da família para sempre. Após a tragédia, ele começa a trabalhar como escritor, participando ativamente da vida política do país.

ESCOLA DE SEREIAS

(Bathing beauty)
EUA, 1944, cor, 101 min., comédia musical, idioma: inglês (legendado), 14 anos.
Direção: George Sidney
Elenco: Red Skelton, Esther Williams e Basil Rathbone.

Um mal-entendido artificial leva à separação de um compositor e sua noiva. Ela volta a trabalhar como professora de ginástica em uma escola só para meninas, mas uma lacuna legal permite que o homem se matricule como um de seus alunos.

O ÚLTIMO AMOR DE MR. MORGAN

(Mr. Morgan’s Last Love)
França/Dinamarca, 2014, cor, 116 min., drama, idioma: francês e inglês (legendado), 14 anos.
Direção: Sandra Nettelbeck
Elenco: Michael Caine, Clémence Poésy e Gillian Anderson.

Por mais que more em Paris há bastante tempo, Matthew Morgan não conhece a língua local. Muito graças à sua esposa, Joan, que sempre foi sua intérprete pelas ruas da capital francesa. Entretanto, Joan faleceu há três anos e, desde então, Matthew vive triste e solitário, ocupando seu tempo com aulas de inglês ocasionais. Um dia, ele é ajudado no ônibus por Pauline, uma simpática professora de dança. Não demora muito para que eles se tornem amigos, já que ela lembra a esposa de Matthew e ele lembra o pai de Pauline. Entretanto, tudo muda quando a tristeza fala mais alto e Matthew tenta o suicídio.

Serviço:

Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.
Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90
Super Lançamentos: Com valores variados, a sessão ‘super lançamentos’ traz os filmes disponíveis no cardápio para aluguel
Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.
Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup
Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone e Apple TV. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.

Petra Belas Artes À LA CARTE:

Com acervo com curadoria, pensado para quem ama uma programação de qualidade o Petra Belas Artes À LA CARTE é uma plataforma de streaming criada no final de 2019, e que ganhou muita força, em abril de 2020, quando após 5 meses do seu nascimento, passou a oferecer um mês de gratuidade aos cinéfilos, durante a Pandemia. Desde em então, a plataforma criada pelo Belas Artes Grupo passou a ter um crescimento de pelo menos 40% ao mês, ganhando cada vez mais espaço no dia a dia dos cinéfilos.

A ideia inicial sempre foi poder levar para todo o Brasil aquilo que os cinéfilos de São Paulo tinham no Cine Petra Belas Artes, ou seja, uma programação de qualidade, com curadoria, e que tenha em seu catálogo de forma permanente, filmes que não são encontrados nas plataformas globais. Ou seja, filmes de grandes diretores, de vários países do mundo, e que fazem parte da história do cinema. Além disso, toda semana quatro novos filmes entram no “cardápio” do Petra Belas Artes À LA CARTE e não saem do ar, ou seja, eles ficam durante muito tempo disponíveis para que os assinantes possam ver e rever seus filmes preferidos.

No Petra Belas Artes À LA CARTE o assinante encontra os filmes divididos em categorias singulares e criativas com classificações como: “cults incríveis”, “mulheres maravilhosas”, “hahaha”, “para roer as unhas”, “o que todo cinéfilo precisa ver antes de morrer” e “novo no cardápio”, entre várias outras. Além disso, a plataforma também lança filmes de forma inédita e exclusiva como foi o caso do lançamento de “Apocalypse Now – Final Cult”, “O Hotel às Margens do Rio” de Hong Sang Soo, o brasileiro “Partida”, de Caco Ciocler, entre outros.

Anterior Ataque com ácido é gancho de romance policial
Próximo Vídeo-performances da Casa de Teatro de Porto Alegre