A Forma e Arte da Cidade


Rodrigo Rosa – A Forma e Arte da Cidade, prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 7ª edição – Funarte. De 7 a 30 de abril, Museu Nacional do Conjunto Cultural da República

A mostra “Rodrigo Rosa – A Forma e Arte da Cidade” está em exibição no Museu Nacional Honestino Guimarães de 7 a 30 de abril, com entrada franca. O público vai fazer um passeio pelo percurso da obra de Rodrigo Rosa (31/12/1966 – 05/03/2014) e conhecer desenhos inéditos e o conjunto doado ao Museu Nacional da Republica Honestino Guimarães através do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 7ª edição – Funarte.

Rodrigo Rosa nasceu em Minas Gerais e viveu trinta anos em Brasília. Da cidade, herdou o gosto pelo espaço e geometria, pelos cubos e superfícies planas. Artista, educador e Bacharel e Mestre em Artes pela Universidade de Brasília (UnB), foi premiado e respeitado pela coerência, economia e rigidez de seu trabalho, que é de extrema relevância para o conjunto da arte contemporânea brasileira.

Sua trajetória vai das gravuras e pinturas com aplicação de finas camadas de pó de grafite até as grandes instalações e sites specifics. Através de dobras e linhas o artista cria a ilusão de passagens “que nos atiçam os sentidos, mas não é real”. Como costumava descrever o artista.

Em contrapartida, Rodrigo Rosa elabora volumes escultóricos em aço carbono, mármore, mdf ou argila onde faz as conexões do espaço físico com o ilusório. “O espaço como fundamento, o tempo como ferramenta” Rodrigo Rosa trabalha o dialogo entre ARTE, LUGAR e ESPECTADOR. O tempo fica no registro minucioso e gestual do acabamento de suas pinturas e nas oxidações.

Currículo do artista:

Exposições Individuais:
2013 – Puxadinho – Complexo Cultural Funarte – Brasília (DF).
2012 – Arquipelago Ferreo – GAP Galeria de Arte e Pesquisa – Vitória (ES).
2008 – Contorno – Palácio das Artes – Belo Horizonte (MG).
2007 – Transbordo – Galeria Homero Massena – Vitória (ES).
2007 – 0 Liberdade – Centro Cultural São Paulo – São Paulo (SP).
2006 – Reconcreto – Complexo Cultural da Funarte – Brasília (DF).
2006 – Através – Casa da Cultura da América Latina – Brasília
2002 – Rodrigo Rosa – Sem titulo – Museu de Arte de Brasília (DF)
2002 – Mar(é) – Casa da Cultura da América Latina – Brasília
2002 – Habitat – Biblioteca Central da UnB – Brasília
1999 – Galeria Funarte – Ministério da Cultura – Brasília
1998 – Litigio -Galeria Parangolé – Espaço Cultural 508 sul – Brasília

Exposições Coletivas:
2015 – O papel do Museu – Museu Nacional da Republica em Brasília (DF).
2015 – Museu espaço sensível – Museu Histórico e artístico Planaltina (DF)
2015 – Possibilidades Geométricas – Museu Nacional dos Correios (DF)
2014 – Entre copas – Arte brasileira 1950 a 2014 – MuN – Brasília (DF)
2013 – Seu Museu – Expoexperimento – Museu Nacional da República – Brasília
2013 – Acervos em movimento – Museu Nacional da Republica – Brasília
obras editadas para exposições In memoriam.
2012 – InvadeMaes – Museu de Arte do Espirito Santo – Vitória
2012 – Soy loco por ti América – Festival Latino Americano de Arte e
Cultura – Teatro Nacional – Brasília
2012 – Diálogos da Resistência – Museu Nacional – Brasília
2011 – X Prêmio de Arte Contemporânea – Museu Nacional – Brasília
2011 – Lugar Outro – Galeria de Arte e Pesquisa – Vitória
2010 – Aos Ventos que virão – Espaço Cultural Contemporâneo – Brasília
2010 – III Semana Fora do Eixo – Conjunto Cultural da Republica – Brasília
2008 – Semelhanças Desiguais – Museu Nacional – Brasília
2008 – Arte Brasileira: Desenhos e Gravuras – Galeria CAL – Brasília
2007 – Espaçadamente – Espaço Cultural Marcantonio Vilaça – Brasília
2006 – Lugar Plano – Espaço Cultural Contemporâneo – ECCO – Brasília
2006 – Intervenções Urbanas – Complexo Cultural da Funarte – Brasília
2006 – Provocações – Espaço Piloto – Universidade de Brasília – Brasília
2005 – Conexões MAB – Museu de Arte de Brasília – Brasília
2005 – Situações Brasília – Conjunto Cultural da Caixa – Brasília
2004 – ABC: Arte Brasiliense Contemporânea – Galeria da FAV – Goiânia
2003 – 3° Salão Nacional de Goiás – Goiânia
2003 – 1° Prêmio Linguagem Visual – Galeria da CAL – Brasília
2003 – 7° Prêmio de Arte Contemporânea do Iate Clube – Brasília
2002 – 27 anos de MAB – Museu de Arte de Brasília
1999 – Homenagem ao Dalai Lama – Mezanino Villa Lobos – Brasília
1998 – Panorama das Artes Visuais do DF – Galeria Athos Bulcão – Brasília
1998 – Panorama das Artes Visuais do DF – Academia de Tênis – Brasília
1998 – Ciem recuerdos para Lorca – Espaço Cultural 508 sul – Brasília
1998 – Salão Dulcina de Moraes – Conjunto Cultural da Caixa – Brasília
1997 – 1° Salão Universitário do Centro Oeste – Universidade de Brasília
1997 – Projeto Prima Obra – Funarte – Brasília
1996 – Núcleo de Gravura da UnB – Brasília – Galeria Parangolé – Brasília
1995 – Ateliê I – Galeria Rubem Valentim – Brasília
1993 – Ateliê de Pintura Percurso – Museu de Arte de Brasília

Formação:
Mestre em Arte – Instituto de Artes da Universidade de Brasília – Período: 2003 – 2005
Bacharel em Artes Plásticas – Departamento de Artes Visuais da Universidade de Brasília – Colação de Grau: 1998

Prêmios e bolsas:
2013 – Prêmio Funarte de Arte Contemporânea – Ministério da Cultura
2011 – Prêmio Bolsa Ateliê – Governo do estado do Espírito Santo
2011 – X Prêmio de Arte Contemporânea – Governo do Distrito Federal
2003 – Prêmio de Linguagem Visual – Casa da Cultura da America Latina
1997 – Salão Universitário do Centro-Oeste – Universidade de Brasília

Obras em Acervos:
Museu de Arte de Brasília
Museu Nacional da Republica
Casa da Cultura da America Latina

Serviço

Rodrigo Rosa – A Forma e Arte da Cidade – Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 7ª edição – Funarte
Local: Museu Nacional do Conjunto Cultural da República (Setor Cultural Sul, Lote 2)
Data: De 7 a 30 abril de 2016
Visitação: De terça a domingo, de 9:00 às 18:30
Entrada franca
Informações: (61) 3224-0559
http://rodrigo-rosa.sitepx.com/

Anterior Exposição sobre Mondrian
Próximo Prato da Boa Lembrança