Depois de dois anos entre elaboraçÔes, adaptaçÔes, ajustes e muita coragem, o multiartista Guilherme Machado lança seu livro, “72 poemas”. HaverĂĄ tambĂ©m versĂŁo impressa em braile.

A poesia chegou ao geĂłgrafo especialista em gestĂŁo cultural Guilherme Machado hĂĄ muito tempo. Acumulando mais de 15 anos de experiĂȘncia em diferentes projetos culturais, o autor realiza em fevereiro de 2023 o lançamento de “72 Poemas”, livro que traz muitos elementos que ajudaram na formação sensĂ­vel como criador artĂ­stico.

“72 Poemas” Ă© um livro que reĂșne poesias selecionadas pelo autor em um esforço de cura e reconhecimento das emoçÔes humanas. Os poemas que compĂ”em as 151 pĂĄginas retratam momentos de alegria, otimismo, mas tambĂ©m desĂąnimo e tristeza, aliĂĄs, o reconhecimento da fluidez das emoçÔes Ă© um ponto crucial na obra. Os sete capĂ­tulos vĂȘm acompanhados de ilustraçÔes de Lucas PacĂ­fico, convidado pelo autor, e a obra recebeu ainda comentĂĄrio de Sylvia Toledo, escritora, alfarrabista, professora de literatura e autora do livro “Vozes de OpiniĂŁo”.

Da infĂąncia, veio o hĂĄbito de sempre escrever seus pensamentos em pedaços de papel, guardanapos, cadernos e outras palavras soltas espalhadas pela casa e pela vida. Estimulado pelos versos de Renato Russo, ainda nos anos 1990, passou a compor mĂșsicas de violĂŁo a punho.

Chegou a participar de algumas bandas e parte de suas criaçÔes circulam por aí pelas vozes de outros artistas.

Mas hĂĄ o ritmo do papel, da leitura, algo que sĂł um livro alcança, e isso fez com que o autor sentisse a necessidade de fazer da escrita algo mais sĂłlido e coerente. Assim, passou a escrever metodicamente. Todos os dias, por volta das sete da manhĂŁ, descreveu o que sentia e isso se tornou a força que estruturou o livro. “72 Poemas” Ă© o resultado de um processo de criação, mas tambĂ©m de resgate de poemas antigos de Guilherme, que foram amadurecidos com o passar dos anos, por meio de parcerias.

“Primeiro tive a sorte de encontrar a Jacqueline Ortolan, que diagramou o livro de uma forma que me surpreendeu, ali jĂĄ “parecia livro”, uma sensação maravilhosa. Depois contatei um amigo da mĂșsica, de Taguatinga, e tambĂ©m ilustrador, que eu sentia que tinha sensibilidade pra entrar um pouquinho no poema e sair de lĂĄ com imagens. As ilustraçÔes do Lucas PacĂ­fico sĂŁo poesias a parte e engrandecem muito essa obra.”, conta o autor.

Com o livro quase pronto, hora de procurar editoras. A Tagore, jĂĄ admirada por ele , aceitou a parceria e o livro serĂĄ lançado com recursos do FAC – Fundo de Apoio Ă  Cultura do Distrito Federal. SerĂŁo produzidos tambĂ©m exemplares do livro em Braille em parceria com a Associação Brasiliense de Deficientes Visuais

“Tenho certa admiração pelas pessoas que, na falta de um de seus cinco sentidos, aprimoram os demais. Admiro como, por exemplo, a pessoa surda lĂȘ mais substĂąncia no mundo com os olhos. Como aquele que nĂŁo enxerga faz do som sua orientação, e dos aromas… Por isso me lancei tambĂ©m a esse pĂșblico, a versĂŁo braile do livro serĂĄ distribuĂ­da inicialmente na Biblioteca Braille Dorina Nowill, em Taguatinga, e a partir dali em outros lugares buscando esse pĂșblico que tanto admiro.”, reforça.

72 horas
Guilherme Machado

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Ă© poeta, mĂșsico e produtor cultural. Formado em Geografia pela Universidade de BrasĂ­lia, Ă© servidor do MinistĂ©rio da Cultura desde 2011 e especialista em gestĂŁo cultural desde 2013. HolĂ­stico e multifacetado, jĂĄ trabalhou desde assistente de palco, mĂșsico e fotĂłgrafo, passando por coordenador administrativo e produtor executivo, atĂ© gestor de projetos pessoais e de outras empresas e profissionais de BrasĂ­lia e do Brasil.

Pelo MinistĂ©rio da Cultura, trabalhou como Coordenador de Execução da Lei Rouanet, Coordenador de Monitoramento de ConvĂȘnios, Termos de Fomento e outros instrumentos com ampla gama de objetos culturais, como mĂșsica, literatura, audiovisual, cultura popular e diversidade.

Em 2020, o profissional passou a se especializar em avaliação de impacto de projetos culturais e em 2021 lecionou seu primeiro curso livre, compartilhando o que aprendeu, tanto nos anos de experiĂȘncia como gestor cultural, quanto em sua linha atual de pesquisa sobre impacto social de projetos culturais. Sobre os desafios da escrita de “72 Poemas”, conclui:

“Demorei a publicar o livro por certa insegurança. Eu nĂŁo li os clĂĄssicos, sei pouco sobre as mĂ©tricas e classes de poemas. Escrevo um ritmo que me soa bem e uma mensagem que me ajuda a levar a vida. NĂŁo tenho grandes pretensĂ”es, sĂł a obrigação de compartilhar com o mundo o que tenho de genuĂ­no, de natural, algo que nunca questionei, a poesia.”

PROGRAME-SE

Lançamento em Fevereiro de 2023

Dia 15/02/2023, Ă s 9h, na Biblioteca Braile Dorina Nowill – Teatro da Praça – Taguatinga Centro. A cerimĂŽnia contarĂĄ com uma roda de leitura que ocorre tradicionalmente na biblioteca. SerĂŁo entregues ao espaço dois 2 exemplares do livro em braile e com letra ampliada, alĂ©m da venda do e estarei tambĂ©m vendendo o livro.

LIVRO “72 POEMAS”Autor: Guilherme Machado de Oliveira

GĂȘnero: Poesia
Editora: Tagore
Produção: Guilherme Machado
Diagramação: Jacqueline Ortolan
Ilustrador: Lucas PacĂ­fico
GestĂŁo de MĂ­dias Sociais: Sarah Schmorantz
Assessoria de Imprensa: Josuel Junior

Para adquirir uma versão do livro, acesse o Instagram ou o Whatsapp do autor e consulte o valor: @poeta.guilherme / Whatsapp: 61 98107-2649

*Este projeto conta com recursos do Fundo de Apoio Ă  Cultura do Distrito Federal