Festival Internacional da Novadança


Em sua 18ª edição, o Festival Internacional da Novadança acontece até 4 de março de 2016. A programação ocupa diversas estações do Metrô de Brasília, a Usina Centro de Arte e Entretenimento, e o Espaço Pé Direito. O Festival Internacional da Novadança se divide entre os estilos da Dança Contemporânea, da Novadança e da Dança Burlesca.

Trata-se de um projeto de comunicação e intercâmbio, formação de opinião e de aperfeiçoamento para dançarinos, coreógrafos, diretores e profissionais de dança. Durante os últimos anos este projeto está criando uma rede de comunicação entre profissionais brasileiros e estrangeiros, permitindo a reflexão, o desenvolvimento de pesquisas e o aprimoramento de trabalhos.

O Festival foi criado por Giovane Aguiar no ano de 1996 e desde então é o seu Diretor Geral. São vinte anos de pesquisa continuada. “Ao longo de todos estes anos o Festival tem proporcionado ao público brasiliense apreciar espetáculos de altíssima qualidade e aos profissionais da dança a oportunidade de aperfeiçoamento de seus trabalhos” Conta Giovane Aguiar;

Ao longo destes anos passaram pelos palcos do Festival os artistas David Zambrano, o espanhol Jordi Cortes Molina, o francês Jeróme Bel, a japonesa Hisako Horikawa, a holandesa Angélika Oei os norte-americanos Howard Sonenklar, Mark Tompkins, Katie Duck, Daniel Lepkoff, Lisa Nelson, Alito Alessi, Katie Duck e Karen Nelson, os brasileiros Tica Lemos, Cristina Moura, Cristian Duarte, as companhias Benvida Cia de Dança, a ASQ Cia de Dança, Basirah, Wlap e o Balangandança entre outros. O Festival distribuiu mais de três mil bolsas de estudos a dançarinos, coreógrafos, e interessados que participaram dos cursos e cerca de 60 mil pessoas assistiram às apresentações.

Além disso, o Festival foi pioneiro na difusão e no incentivo da produção da linguagem de filme conhecida mundialmente como Videodança no Brasil. Já em 1997 realizou a primeira mostra de filmes desse gênero e nos anos seguintes promoveu workshops e palestras entre cineastas e coreógrafos. Em 1998 realizou workshop com a holandesa Angelika Oei, que junto com coreógrafos e cineastas brasilienses desenvolveu vários projetos de videodança. Atualmente o Festival realiza a Mostra de Filmes Dançando para a Câmera e em 2006 o Festival realizou e financiou três curtas-metragens premiados na Mostra.

Ainda no ano de 1997 o Festival trouxe a Brasília os norte-americanos Alito Alessi e Emery Blackwell para a realização do projeto Danceability, pioneiro nos Estados Unidos no trabalho de dança com portadores de necessidades especiais, repetindo o feito em 2004.

No ano de 2005 o festival realizou o primeiro seminário “Toda Criança Dança”, de Brasília, com o foco na educação da dança para crianças.

Desde 2001 o Festival vem se afirmando como o Festival de dança do verão de Brasília, mas em comemoração aos dez anos de existência, em 2006 houve uma versão de inverno onde a temática foi dança e tecnologia.

No ano de 2007 o Festival foi o primeiro evento brasiliense a romper as fronteiras do Distrito Federal e realizar sua edição nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Em sua 14ª edição, em 2011, o Festival foi inteiramente dedicado à sexualidade e às questões de gênero. Espetáculos, workshops, mostras de vídeo, debates, performances embalados por temas como moralidade, padrões de beleza, padrões de comportamento, limites entre arte e pornografia e muito mais. Nesta edição, surgiu o Nostalgique Cabaret, com decoração e figurinos inspirados nos cabarés franceses dos anos 40 e 50, abriga apresentações de Dança Burlesca, Dança do Ventre, Dança Aérea, Pole Dance, Belly Dance, Striptease e várias outras formas de dança e arte que utilizam a sensualidade, elegância e respeito como linguagem de expressão do corpo.

Em 2012, durante sua 15ª edição, o Festival foi inteiramente dedicado à discussão dos limites do corpo. Com apresentações de Dança Aérea, Pole Dance, Dança de Rua, Contato Improvisação, Dança Contemporânea e Novadança.

Em 2013, durante sua 16º edição o Festival Internacional da Novadança refletiu sobre os limites entre o teatro e a dança. O Festival foi dividido em quatro estilos de dança: Dança Contemporânea, Nova Dança e Dança Burlesca.

Em sua XVIII edição o Festival estende-se por todo o país através da participação de profissionais de diversos estados brasileiros. A edição de 2014 está organizada da seguinte forma: A) Espetáculo, B) Performance, C) Workshop, D) Sala de vídeo, E) Mostra de Filme Dançando Para Câmera, F) Mostra de Vídeo e Dança No Celular, G) conversando com o artista (debates), H) Encontro Internacional de Criadores e Coreógrafos, I) Publicação de livro e J) 2ª Edição do Brasília Burlesque Festival.

A) Espetáculo
Espetáculos de artistas e companhias de reconhecimento nacional e internacional além de apresentações de companhias de dança.

B) Performance
Espaço reservado para sessões de improvisação e apresentação de Performances por parte dos dançarinos e coreógrafos selecionados para participarem do Festival. Esta mostra acontecerá nas estações do Metro na Ceilândia, Taguatinga, Guará, Águas Claras e Plano Piloto.

C) Workshop
Curso de aperfeiçoamento e reciclagem durante uma semana, para dançarinos e coreógrafos brasileiros previamente selecionados.

D) Sala de vídeo
Nesta sala estudante e público em geral, assistem a espetáculos, documentários de Dança Moderna, Contemporânea e Nova Dança além de Vídeodança.

E) Mostra Internacional de Filmes Dançando Para Câmera
A MOSTRA tem como objetivo principal o incentivo à produção de filmes brasileiros que estejam em acordo com a linguagem do Videodança.

F) Mostra de Vídeo e Dança no Celular
Mostra de Vídeo e Dança no Celular é uma mostra de vídeo de movimento/dança feito por artistas utilizando câmeras de aparelhos celulares no intuito de captar fragmentos de pura arte traduzidos em vídeos de 60 a 120 segundos.

G) Conversando com o artista
Os artistas convidados e os coreógrafos envolvidos no projeto conversam com o público sobre seus trabalhos e o processo de criação.

H) Encontro Internacional de Criadores e Coreógrafos
Encontro de coreógrafos e novos criadores para discutir, experimentar e desenvolver novas formas de criação, aperfeiçoamento e reciclagem para coreógrafos brasileiros e estrangeiros previamente selecionados.

I) Publicação de Livro
Publicação de livro com fotografias que contam 20 anos de edição do Festival Internacional da Novadança.

J) 2ª Edição do Brasília Burlesque Festival
O Brasília Burlesque Festival é o primeiro festival de burlesco do Brasil e foi realizado em 2013 na cidade de Brasília, que contou com a atração internacional de Scarlett James diretora do Montreal Burlesque Festival. O BBF trata-se de uma mostra de arte burlesca com apresentações de burlesco.

Programação

18ª edição do Festival Internacional da Novadança e 2ª edição do Brasília Burlesque Festival

18 de fevereiro (quinta)
10h às 13h – Mostra de Vídeo para Celular – (Estações do Metrô Ceilândia Centro)
14h às 18h Sala de Vídeo – (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
17h às 18h – Workshop de Afro com Valdemar Piauí – Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
21h – Espetáculo “Cartas” da Cia Circo Navegador (SP) – (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
22h – Conversando com o Artista (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)

19 de fevereiro (sexta)
10h às 13h – Mostra de Vídeo para Celular – (Estações do Metrô Furnas)
14h às 18h Sala de Vídeo – (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
17h às 18h – Workshop de Afro com Valdemar Piauí – Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
21h – Espetáculo “Behind the Clothes” da Plataforma Shop Sui (SP) – (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
22h – Conversando com o Artista (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)

20 de fevereiro (sábado)
14h às 18h Sala de Vídeo – (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
21h – Espetáculo “Guarda Sonhos” de Tainá Barreto – (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
22h – Conversando com o Artista (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)

21 de fevereiro (domingo)
14h às 18h Sala de Vídeo – (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
21h – Espetáculo “Por um Triz” com Beatrice Martins da Cia Instrumento de Ver (DF) – (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
22h – Conversando com o Artista (Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)

26 de fevereiro (sexta) 2ª Edição Brasília Burlesque Festival
22h Noite Burlesca
Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento
Apresentações
– Cocktail Girl com Belle Winter (DF)
– Sailor Lover com Lily Angel e Monroe La Von Tease (DF)
– Flor do Oriente com Lola Montes (DF)
– Lolita com Mani Ly (DF)
– Tem Francesa no Morro com Aurora D´Vine (SP)
– Crazy Soldier com Vini (DF)
– Hooked on Classic com Sweetie Bird (SP)
– Indigo Blue com Triple Fan Dance (EUA)
– Cinema Italiano com Sete de Ouros (SP)
– Babaloo com Miss G (RG)

27 de fevereiro (sábado)
10h às 12h – Encontro de Criadores – Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
14h às 18h – Sala de Vídeo (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)
14h às 15h – Workshop Teatro de Revista (curso de dança sensual das vedetes brasileiras) com Aurora D´Vine – Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
15h às 16h – Workshop Sexy Dance (curso de dança sensual criada e utilizada pelo Nostalgique Cabaret) com Mani Ly Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
17h às 18h – Workshop Sensualidade Burlesca (breve introdução expositiva e exercícios práticos de movimentação) com Sweetie Bird Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
18h às 19h – Workshop Tassle Twirling (diferentes maneiras de girar os pasties) com Sweetie Bird Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
23h Festa Burlesca (By A Simetria e Nostalgique Cabaret)
Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento
Apresentações
– All About the Base com Delirious Fenix (RJ)
– Lady Vader com Black Rainbow (SP)
– Dirty Boys com Sherry Blondie (DF)
– Seven Nation Lady com Driele Vicondi (DF)
– Vortex Sisters com Lily Angel, Mani Ly e Belle Winter (DF)
– Miss Von Braun com Belle Winter (DF)

28 de fevereiro (domingo)
10h às 12h – Encontro de Criadores – Estúdio A (Usina Centro de Arte e Entretenimento)
14h às 18h – Sala de Vídeo (Foyer do Teatro Multiuso Yara de Cunto – Usina Centro de Arte e Entretenimento)

De 29 de fevereiro a 04 de março
16h às 18h – Workshop de Contato Improvisação com Giovane Aguiar– Espaço Cultural Pé Direito

Anterior "Eu Odeio Meu Chefe"
Próximo Novo stand up de Nany People