“Eu sou confiável?” Em tempos de eleições e escolhas individuais e coletivas, de norte a sul do país, livro do psicólogo e palestrante Fauzi Mansur é um convite para uma reflexão profunda sobre o tema da autocorrupção.

Sou confiável? Não, se não me ocupar de mim mesmo, em termos da minha sombra, daquilo que está escondido e eu desconheço ou não quero conhecer”, esse é um dos aspectos debatidos em “Eu sou confiável – Reflexões sobre a autocorrupção (Tagore editora, 104 páginas, R$ 35,00), escrito pelo psicólogo, palestrante e bailarino, Fauzi Mansur, em parceria com a também psicóloga e escritora, Adriana Kortlandt. O livro será lançado em Brasília na segunda-feira (27/08), das 18h30 às 22h, no Carpe Diem Restaurante (104 sul).

Adriana Kortland trouxe a ideia do livro, sugestões de abordagens, Fauzi Mansur trouxe casos do consultório e das salas de aula, fazendo com que todo o livro fosse escrito a duas mãos.

Adriana Kortlandt
Adriana Kortlandt | Foto: Olaf Hensel

Porém ele segue como obra inacabada, aguardando que cada leitor vá gerando suas próprias contribuições, seus próprios contornos, para que esse livro seja não apenas uma aquisição física, mas que seja, principalmente, propriedade pessoal, instrumento que auxilie na construção de caminhos existenciais mais singulares, mais serenos e mais lúcidos.

O livro faz um roteiro necessário a todos, em especial aos que postulam pela primeira vez um cargo eletivo. “Usamos a psicologia como ferramenta de necessária reflexão sobre os nossos tempos e fatos ocorrendo ao nosso redor, envolvendo internet e posturas de vida das mais diferentes”, explica Fauzi Mansur.

Ele observa que “a proposta é a de buscarmos entender o que somos, o que nos move, com qual elegância nos sabotamos e desculpamos (ou, talvez, não queiramos conhecer nossos porões…) e, por fim, que recursos temos para lidar com um tema, ao qual somos expostos diariamente, nos causa tanta indignação e, principalmente, nos martela com a pergunta: como mudar isso? Reside na qualidade dessa reflexão, a confiabilidade”, instiga o autor.

Adriana Kortlandt diz que “quando acusamos alguém, apontamos o dedo indicador para a pessoa, sem nos darmos conta dos outros dedos nos apontando, diz o dito popular. Isso eu já fiz muito, e um dos meus objetivos de vida é olhar para os tais dedos, refletir sobre isso, mudar”, propõe “A pegada deste livro é simples: tiramos a palavra ‘acusação’ do ditado acima, substituindo-a por ‘responsabilização’ ou ‘convite à reflexão’, à ‘autorreflexão’.

Estrela guia das minhas é uma frase de Madre Teresa de Calcutá: ‘Mudar o mundo é simples. Eu me mudo, você se muda’. Do ponto de vista da psicologia, só posso dizer que esse é o caminho de ouro em tempos que nos parecem tão sombrios”, reflete Fauzi Mansur.

“Sou Confiável?”, é um convite à reflexão sobre a amplitude de nossas ações, pretensão magnífica, se pensarmos na máxima de Teresa.

Os autores

Fauzi Mansur é ex-bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e do ballet da Ópera de Zurique, na Suíça. É também doutor em psicologia e exerce tanto a atividade
de psicólogo clínico na abordagem humanista quanto de docente de psicologia.

Adriana Kortlandt é psicóloga clínica, especializada em terapia do trauma e escritora. Tem três livros publicados: Almagesto – Contos Anímicos, Fios da Memória – um guia para escrever de si (em parceria com Helena Silveira) e A Casa da Vida.

Serviço

O quê: Lançamento do livro Eu sou confiável – Reflexões sobre a autocorrupção (Tagore editora, 104 páginas, R$ 35,00)
Autoria: Fauzi Mansur ( psicólogo, palestrante e bailarino), em parceria com Adriana Kortlandt ( também psicóloga e escritora).
Quando: Segunda-feira (27/08), das 18h30 às 22h
Onde: Carpe Diem Restaurante (104 sul)
Editora: Tagore Editora
Páginas: 104
Valor: R$ 35,00

Anterior O Forró e suas "artes irmãs" em seis eventos gratuitos
Próximo Sallva celebra 2 anos com ação para os amantes do vinho