Coletiva exibe, no Complexo Cultural da República, 17 obras inspiradas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Agenda 2030, da ONU

Está aberta a exposição “17 ODS para um Mundo Melhor”, no Complexo Cultural da República, em Brasília. A coletiva – que esteve em cartaz no Memorial da América Latina (SP), no ano passado, e nos Jardins do BNDES, no Largo da Carioca, no Rio de Janeiro – tem o objetivo de gerar interesse, reflexão e entusiasmo na população brasiliense, em prol de um mundo mais sustentável. Com patrocínio da empresa Novelis, a iniciativa tem idealização e realização da Toptrends, com apoio da Secretaria de Cultura, e do GDF.

Em 2015, líderes mundiais dos Estados-membros da Organização das Nações Unidas reconheceram que a erradicação da pobreza em todas as suas formas e dimensões, incluindo a pobreza extrema, é o maior desafio global. Percebendo que os indicadores econômicos, sociais e ambientais dos últimos anos eram pessimistas, a ONU propôs que seus 193 países-membros assinassem a Agenda 2030, um plano global composto por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas pra que esses países alcancem a sustentabilidade necessária, em todos os âmbitos, até 2030.

A exposição apresenta 17 globos terrestres, com 1,8m de altura cada, utilizados como suporte tridimensional para a criação artística. Tendo como disparador o plano global da ONU, um seleto grupo de artistas se apropriou da superfície dos globos para suscitar questões sociais, ambientais e econômicas, pautadas pelos 17 ODS. Entre as temáticas abordadas, estão Educação de Qualidade, Redução das Desigualdades, Igualdade de Gênero, Fome Zero, Agricultura Sustentável, Água Potável e Saneamento.
Artistas renomados, das mais variadas vertentes, foram convidados a utilizar os globos como suporte. Mundano, Beatriz de Carvalho, Fabiano Al Makul, Priscila Barbosa, Maramgoní, Fernanda Eva, Pomb, os arquitetos Marcelo Stefanovicz e Consuelo Cornelsen, Giovanna Nucci, Binho Ribeiro e o coletivo SHN estão entre os que assinam as criações.

Organizadora da mostra, Catherine Duvignau, acredita que “através de uma exposição artística vamos levar a população de Brasília a conhecer melhor os 17 ODS, essas metas tão importantes estipuladas pela ONU”.

A Agenda 2030 compreende que a cultura possui um papel fundamental para promover as mudanças sociais necessárias para a construção de um futuro melhor para o planeta. A Novelis, líder mundial em laminados e em reciclagem de alumínio, patrocina o projeto e avalia os 17 objetivos como imprescindíveis, reforçando a necessidade de trazer cada vez mais pessoas para debater o tema.

“É com muita alegria que estamos chegando à Brasília com essa exposição que significa muito para a Novelis. Por meio dela, levamos ao público, de maneira lúdica, a importância do olhar para as causas sustentáveis em seu mais amplo aspecto, como trazem as 17 ODS. E a arte tem o poder único de promover conexão. Nesse sentido, ampliamos nosso propósito de criarmos juntos um mundo mais sustentável para todos”, afirma Eunice Lima, diretora de comunicação e relações governamentais da Novelis.

Obras: Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

ODS 1 – Erradicação da Pobreza | Artista: Coma Cost
ODS 3 – Saúde e Bem-Estar | Artista: Fabiano Al Makul
ODS 4 – Educação de Qualidade | Artista: Pomb
ODS 5 – Igualdade de Gênero | Artista: Priscila Barbosa
ODS 6 – Água Potável e Saneamento | Artista: Giovanna Nucci
ODS 7 – Energia Limpa e Acessível | Artista: Cris Campana
ODS 8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico | Artista: Beatriz de Carvalho
ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura | Artista: Nando Zenari
ODS 10 – Redução das Desigualdades | Artista: Gabriele Rosa de Novaes
ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis | Artista: MARAMGONÍ
ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis | Artista: Mundano
ODS 13 – Ação Contra a Mudança Global do Clima | Artista: Fernanda Eva
ODS 14 – Vida na Água | Artista: Binho Ribeiro
ODS 15 – Vida Terrestre | Artista: Clara Leff
ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes | Artistas: Paola Lopes e Glauco Diogenes (GDS)
ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação | Artista: SHN

Sobre a Novelis Inc.

A Novelis Inc. é líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio. A Empresa opera em nove países, conta com aproximadamente 15 mil profissionais e receita de US$ 11.2 bilhões, referente ao ano fiscal de 2020. A Novelis fornece chapas e folhas de alumínio premium para os mercados de transportes, embalagens, construção civil e eletrônicos na América do Norte, Europa, Ásia e América do Sul. A Companhia é parte do Grupo Aditya Birla, um conglomerado multinacional sediado em Mumbai, na Índia. Para mais informações, acesse novelis.com e nos acompanhe pelo Facebook, em facebook.com/NovelisInc, e pelo Twitter, em twitter.com/Novelis.

Sobre a Novelis América do Sul

No Brasil, a Novelis possui atividades de laminação de alumínio em Pindamonhangaba e Santo André/SP. A operação local envolve cerca de 1.500 profissionais e alcançou receita da ordem de R$ 8 bilhões no último ano fiscal. A fábrica de Pindamonhangaba foi inaugurada em 1977 e conta com cerca de 1.600 profissionais. A unidade é considerada um dos maiores complexos de laminação e reciclagem de alumínio do mundo. A Novelis mantém 14 centros de coleta de sucata espalhados pelo país.

Sobre a Toptrends

A Toptrends é uma empresa referência em realizar projetos de arte de rua através de diversas exposições itinerantes. Detentora do licenciamento da CowParade Holding e dos direitos de realizar a versão brasileira do maior evento de arte de rua do mundo, a Toptrends tem conquistado o mercado brasileiro com sua expertise no desenvolvimento de projetos de marketing cultural. Desde 2005, já realizou 13 edições da CowParade em todo o Brasil. Também produziu diversas exposições itinerantes pelo país como a Rinomania, uma exposição de rinocerontes decorados em comemoração aos 60 anos da Duratex.

A Call Parade, que transformou 100 telefones públicos da capital paulista num suporte original para obras de arte a pedido da Telefônica/Vivo; a Big Heart Parade, que reuniu 78 corações customizados por arquitetos renomados da CASACOR 2013; a Mônica Parade, que homenageou, em 2014, os 50 anos da personagem, levando 50 esculturas às ruas de São Paulo, fruto de uma parceria entre a editora Panini e a Maurício de Sousa Produções, a exposição Reciclalata projeto desenvolvido em parceria com a Novelis para reforçar a importância da reciclagem das latinhas de alumínio e que passou por várias cidades entre 2015 e 2016; em 2018, a Happy Art Parade, uma exposição inédita que utilizou os emojis como suporte para arte e; mais recentemente “17 ODS para um mundo melhor”, exposição artística baseada nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU para um mundo melhor até 2030.

Serviço:

“17 ODS para um Mundo Melhor”
Abertura: 17 de Novembro até 17 de dezembro de 2020,
Local: Conjunto Cultural da República
Endereço: Setor Cultural Sul, Lt. 02. , Asa Sul,
Brasília – DF,
Aberto ao público

Anterior Receitas para a prevenção do câncer de próstata
Próximo A banda Gallena lança o seu novo single “Soma”