Árvore de Histórias – Está lançado chamamento público a crianças, jovens e adultos, aspirantes a escritores, a enviarem textos autorais de escrita livre que serão espalhados em bibliotecas públicas de Águas Claras, Cidade Estrutural e Vicente Pires.

Paisagismo literário traz ludicidade a bibliotecas do DF

Interativas e lúdicas, três Árvores serão instaladas em bibliotecas e nas quais, ao lugar de frutos, brotarão Histórias. Criação de um artista plástico, estas árvores servirão de símbolos da criatividade e, como sementes, as histórias semearão sentimentos.

Interessados em participar deste projeto e ter seus textos lidos por frequentadores das bibliotecas de Águas Claras, Cidade Estrutural e Vicente Pires, precisam enviar seus escritos até 3 de junho de 2018. Os textos serão recebidos exclusivamente pelo e-mail arvoredehistorias@gmail.com.

Livres e sem temas pré-definidos, os textos autorais podem estar nos gêneros conto, crônica, poema, carta e relato pessoal. Com até 2000 (dois mil) caracteres, contados os espaços, pedem-se que sejam enviados em arquivo fechado (Word ou PDF), fonte de tamanho 12, com espaçamento simples entre as linhas e identificados com nome completo, idade e cidade de origem.

Uma dupla de curadores se encarregará de fazer a seleção dos textos que irão para as três árvores. Textos com conteúdo pejorativo, preconceituoso e com uso de palavras de baixo calão serão descartados. Os textos selecionados serão colocados em garrafas que serão penduradas nas árvores. Cada uma das três árvores terá 20 textos.

Anterior Visionária: o olhar da mulher negra na Caixa Cultural
Próximo Panelinhas do Brasil têm tapiocas e caldos para o lanche da tarde