O Cinema Total de David Lean


Com o patrocínio do Banco do Brasil, a mostra “O Cinema Total de David Lean” estreia no Centro Cultural Banco do Brasil – Brasília de 9 de dezembro de 2015 a 4 de janeiro de 2016 com uma ampla programação que traz uma retrospectiva dedicada a um dos cineastas mais importantes da história da sétima arte.

O público vai conferir a obra completa deste importante realizador britânico. De Brasília, “O Cinema Total de David Lean” segue para o CCBB de São Paulo, de 16 de dezembro de 2015 a 11 de janeiro de 2016 e para o CCBB do Rio de Janeiro, de 27 de janeiro a 15 de fevereiro de 2016.

“É muito importante que uma retrospectiva completa do cineasta David Lean seja realizada pelo Centro Cultural Banco do Brasil, pois além de ser talvez a maior referência do cinema épico, David Lean é um cineasta que, pela sua grande complexidade, merece ter a obra apreciada a partir de filmes menos conhecidos pelo grande público, como sua fase inicial inglesa, onde o cinema intimista e particular do filme ‘Desencanto’ surge como um contraponto à grandiosidade de realizações como ‘Lawrence da Arábia’ ou ‘Doutor Jivago’, o que me parece confirmar a genialidade dele como diretor. ” Conta o curador José de Aguiar.

Trata-se de uma rara oportunidade de acompanhar toda a trajetória de sua obra. Na tela, traços de uma Hollywood clássica com toda a sua pujança em uma programação para agradar cinéfilos de todos os gostos e idades.

A programação contempla trabalhos desde o início da formação do cineasta. Ao longo de quatro semanas, a mostra “O Cinema Total de David Lean” vai destacar a obra completa deste seminal realizador britânico e será exibida em película e suporte digital.

A programação conta com 18 filmes, com 16 longas dirigidos por David Lean, um filme que não recebeu o crédito pela direção e um filme que assina como montador. Um debate, aberto ao público acontece no dia 16 de dezembro (quarta), às 19:30, com as presenças dos críticos de cinema Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida e Raul Arthuso e mediação do curador José de Aguiar.

Sobre David Lean

David Lean deu início a sua carreira nos anos do florescente cinema inglês dos anos de 1930, quando trabalhou como montador de peso, para cineastas como Michael Powell. Em 1941 dirigiu seu primeiro longa metragem em uma parceria com o dramaturgo Noel Coward, que ao longo de quarto filmes, culminaria no filme “Desencanto” (Brief Encounter), de 1945. David Lean esperava por dias pelo pôr do sol perfeito e acabou por reinventar a noção de épico no cinema de Hollywood. Para ele, a realidade deveria ser dramatizada e o papel do realizador era justamente apagar os traços da técnica.

O cinema de David Lean prescinde de um conhecimento profundamente técnico, onde o realizador se mostra interessado sobretudo em contar uma história e comunicar sentimentos. Sua visão de mundo vai ao encontro do exercício de uma profunda liberdade, algo raro no cinema hollywoodiano daqueles tempos. O diretor construiu um estilo e uma visão de mundo únicos, que o tornaram um realizador icônico. Lean desenvolveu uma linguagem de planos gerais épicos, elaborados movimentos de câmera e grandes planos sequências onde os diálogos ocorrem sem interrupções da montagem. Perfeccionista ao extremo, lutava para fazer seus filmes a seu modo e sem interferências, na busca para extrair o máximo de cada plano.

Lean alcançou uma liberdade que poucos outros diretores conheceram dentro do sistema dos grandes estúdios, e talvez seja o cineasta mais exemplar no que diz respeito a narrativa transparente que caracteriza o cinema clássico americano. Mais do que isso. As imagens e arquétipos através das quais Lean conta suas histórias e comunica sentimentos e pontos de vista, configuram um estilo e uma visão de mundo consistentes e pessoais.

Filmes de David Lean que integram a mostra

Como Diretor
– Passagem para a Índia (A Passage to India, 1984)
– A Filha de Ryan (Ryan’s Daughter, 1970)
– Doutor Jivago (Doctor Zhivago, 1965)
– A Maior História de Todos Os Tempos (The Greatest Story Ever Told, 1965) *
– Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia, 1962)
– A Ponte do Rio Kwai (The Bridge on the River Kwai, 1957)
– Quando o Coração Floresce (Summertime, 1955)
– Papai É do Contra (Hobson’s Choice, 1954)
– Sem Barreira no Céu (The Sound Barrier, 1952)
– O Grito da Carne (Madeleine, 1950)
– A História de uma Mulher (The Passionate Friends, 1949)
– Oliver Twist (Oliver Twist, 1948)
– Grandes Esperanças (Great Expectations, 1946)
– Desencanto ou Breve Encontro (Brief Encounter, 1945)
– Uma Mulher do Outro Mundo (Blithe Spirit, 1945)
– Esta Nobre Raça (This Happy Breed, 1944)
– Nosso Barco, Nossa Alma (In Which We Serve, 1942)

* Não recebeu o crédito de diretor

Como Montador
– Invasão de Bárbaros (49th Paralell, 1941)

Sobre o curador José de Aguiar

Mostras: José de Aguiar atua há 4 anos como curador, coordenador geral e produtor executivo de mostras de cinema em diversos centros culturais, como as retrospectivas dos cineastas americanos Abel Ferrara, Samuel Fuller, Oscar Micheaux, Francis Ford Coppola e ainda outras mostras temáticas como o Novo cinema Pernambucano, Dogma 95 e Surrealismo e Vanguardas, todas elas realizadas no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, em 2012, 2013, 2014 e 2015. Além disso realizou mostra em outros centros como CineSesc, Caixa Cultural, Cine Odeon e Cine Brasília, tais como Cinema Boliviano e A Vanguarda de São Francisco.

Cinema e TV: José de Aguiar é diretor de arte, diretor e produtor de cinema e TV há mais de 10 anos. Possui uma produtora de cinema e TV no Rio de Janeiro há 5 anos chamada Firula Filmes. Assina como diretor de arte os curtas metragens “Satori Uso”(2007), “Booker Pittman”(2008), “Haruo Ohara”(2010) e “Menino Peixe”(2012). Realizou também como diretor de arte o longa metragem Leste-Oeste, com direção de Rodrigo Grota, rodado no final de 2014, com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2015. Como melhor direção de arte já ganhou prêmio no Festival de Gramado, Santa Maria e Festival do Júri Popular. Desde de 2012 é diretor e produtor do Programa “Esquinas” no Canal Brasil, série de documentários inspirados em pautas da revista Piauí que teve três temporadas. Produziu em 2015 dois filmes, um longa metragem documentário chamado Tokio Mao, em processo de finalização, e um doc para o canal de TV ESPN intitulado Irmãos Grael, com exibição prevista para dezembro de 2015.

Site Produtora – www.firulafilmes.com.br

Direção

Sparring – https://www.youtube.com/watch?v=R687H-Zt4Y4
Faz Parte do Meu Show – https://www.youtube.com/watch?v=DbUMsF4Kibg
Wagner Responde – https://www.youtube.com/watch?v=tuVru22GHx8
Versailles – https://www.youtube.com/watch?v=A-ooa79BOfg

Direção de arte:

Satori Uso – http://www.youtube.com/watch?v=8dVdEv6twlI
Booker Pittman – http://www.youtube.com/watch?v=w6CSZ69GkyQ
Haruo Ohara – http://www.youtube.com/watch?v=mnXXqCXkRoE
Menino Peixe – http://portacurtas.org.br/filme/?name=menino_peixe

Programação

Observação: O CCBB Brasília não abrirá nos dias 24 e 25 de dezembro (quinta e sexta) e 31 de dezembro (quinta) e 1 de janeiro (sexta) devido aos feriados de Natal e Ano Novo.

9 de dezembro (quarta)
18:00 – Sem Barreira no Céu (109 minutos) Formato: DVD – CI: 14 anos
20:30 – Nosso Barco, Nossa Alma (116 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

10 de dezembro (quinta)
18:30 – Papai é do Contra (107 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
20:30 – Este Povo Alegre (114 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

11 de dezembro (sexta)
17:30 – Oliver Twist (116 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
19:45 – A Ponte do Rio Kwai (161 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

12 de dezembro (sábado)
17:00 – Uma Mulher de Outro Mundo (96 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
18:45 – Lawrence da Arábia (227 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

13 de dezembro (domingo)
17:00 – Nosso Barco, Nossa Alma (116 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
19:30 – Doutor Jivago (192 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

14 de dezembro (segunda)
18:30 – Paralelo 49 (104 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
20:30 – Uma Mulher de Outro Mundo (96 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

16 de dezembro (quarta)
17:00 – Grandes Esperanças (119 minutos) Formato: 35 mm – CI: 14 anos
19:30 – Debate com os críticos de cinema Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida e Raul Arthuso, com mediação de José de Aguiar (curador da mostra) – CI: 14 anos

17 de dezembro (quinta)
17:30 – Sem Barreira no Céu (109 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
19:45 – A Ponte do Rio Kwai (161 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

18 de dezembro (sexta)
17:00 – A Maior História de Todos os Tempos (225 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
21:00 – Quando o Coração Floresce (99 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

19 de dezembro (sábado)
15:30 – Grandes Esperanças (119 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
18:00 – Doutor Jivago (192 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

20 de dezembro (domingo)
15:30 – A Ponte do Rio Kwai (161 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
18:30 – Quando o Coração Floresce (99 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

21 de dezembro (segunda)
16:30 – Este Povo Alegre (114 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
18:45 – A Maior História de Todos os Tempos (225 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

23 de dezembro (quarta)
17:00 – Madeleine (91 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
19:00 – A Filha de Ryan (206 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

26 de dezembro (sábado)
16:00 – Desencanto (87 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
18:00 – A Filha de Eyan (206 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

27 de dezembro (domingo)
16:00 – Madeleine (91 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
18:00 – Doutor Jivago (192 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

28 de dezembro (segunda)
18:00 – A História de uma Mulher (91 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
19:45 – Passagem para a Índia (163 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

30 de dezembro (quarta)
16:30 – Paralelo 49 (104 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
18:45 – Lawrence da Arábia (227 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos

02 de janeiro (sábado)
16:00 – Oliver Twist (116 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
18:30 – Passagem para a Índia (163 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

03 de janeiro (domingo)
17:30 – A História de uma Mulher (91 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos
19:30 – Desencanto (87 minutos) – Formato: 35mm – CI: 14 anos

04 de janeiro (segunda)
16:30 – Papai é do Contra (107 minutos) – Formato: Bluray – CI: 14 anos
18:45 – Lawrence da Arábia (227 minutos) Formato: Bluray – CI: 14 anos

Serviço

O Cinema Total de David Lean
Data: De 9 de dezembro de 2015 a 4 de janeiro de 2016
Local: Cinema do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília (Setor de Clubes Sul, Trecho 2)
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia-entrada)
Horários e classificação indicativa disponíveis no site www.bb.com.br/cultura e no facebook.com/ccbb.brasilia
Informações: (61) 3108-7600.

Anterior Zé Felipe é atração na Bamboa
Próximo Voca People de volta ao Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *