Após sucesso em 2017, Um Reles Potter entra em cartaz na Funarte


Um reles Potter
O espetáculo acontece na sala Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte | Foto: Fernanda Resende

Espetáculo musical que dá vida ao bruxinho mais famoso do mundo será revivido por banda e 15 cantores

Após o sucesso de público nas sessões realizadas no Teatro Dos Bancários em setembro de 2017, o bruxinho mais amado do mundo volta com tudo para as luzes da ribalta em 2018. Estamos falando de Harry Potter, série best-seller da autora britânica J. K. Rowling que, das letras dos livros, virou filme e espetáculos pelos quatro cantos do mundo.

Desta vez, no entanto, foi a moçada de Brasília que montou o espetáculo Um Reles Potter, uma adaptação do texto A Very Potter Musical. Sucesso de público no ano passado – cerca de 1,5 mil pessoas passaram pelo Teatro dos Bancários -, eles retornarão em temporada na sala Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte (Eixo Monumental). O musical estará em cartaz nos dias 23 (sexta-feira), às 20h; e 24 e 25 de fevereiro, às 15h e 19h.

Coreografias, cenários móveis, banda ao vivo. Em dois atos, o grupo brasiliense coordenado pelo diretor Ricardo Taveira, de 30 anos, vale-se de magia e de muita cantoria para percorrer a trajetória da vida do órfão bruxinho dos 11 aos 17 anos. A peça promove uma verdadeira viagem para Hogwarts, a escola de magia onde Harry e seus amigos passam por inúmeras aventuras.

Amor, transição para a vida adulta, preconceitos, relacionamentos, perdas e, em essencial, a batalha do bem contra o mal são temas que permeiam a série best-seller que conquistou gerações e completou seus 20 anos desde a publicação da primeira obra em 2017. Apesar de ser uma paródia, em Um Reles Potter, assim como nas obras, Harry terá a missão de enfrentar Lord Voldemort, vilão que deseja destruí-lo, controlar o mundo dos bruxos e tornar-se imortal.

Taveira, além de dirigir a saga, vive o protagonista nesta missão ao lado de mais 14 cantores. Incluindo os melhores amigos – o atrapalhado ruivo Rony Weasley e a estudiosa nerd Hermione Granger. Os maiores companheiros de Harry são interpretados, respectivamente, por Jon Fonseca e Sofia Coêlho. Já o vilão Lord Voldemort será vivido por Rômulo Mendes. “A peça tem um tom sombrio no segundo ato. Mas, ao mesmo tempo, é cômica. É uma adaptação em que você revive a história de Harry e morre de rir”, adianta Ricardo.

O musical foi realizado pelos artistas locais que, mesmo sem patrocínio, acreditaram no projeto. Fãs também ajudaram a levantar a montagem por meio de uma campanha de financiamento coletivo no passado.

Dois atos com a saga completa

Dois atos, dois momentos distintos contam a história de Harry Potter, do início ao fim. Quem embarcar no trem para Hogwarts vai poder conferir no musical a saga completa de Potter. Com leveza, mas sem deixar o lado sombrio da obra de lado, o diretor Ricardo Taveira destaca cenas importantes como a do cemitério, do retorno de Voldemort, além da luta entre o príncipe das trevas e Potter.

“O cenário será modificado no decorrer da peça para dar a sensação que a plateia, de fato, está dentro do mundo de Potter. Temos lápides, cemitério e coreografias simbólicas. Um sapateado coletivo dará a sensação do trem que caminha para Hogwarts. E, para a nova temporada, voltaremos ainda com mais gás!”, destaca o diretor, animado.

No palco, 15 atores darão força à peça, que também será acompanhada por uma banda que tocará ao vivo as 12 músicas de AJ Holmes & Darren Criss, todas arranjadas pelo diretor Ricardo Taveira. No primeiro ato, Back To Hogwarts, Different As Can Be, Harry, Different As Can Be Reprise, Gina, Cho Chang, Granger Danger e To Dance Again ganharão a interpretação, em português, dos artistas. Já no segundo, as canções Missing You, Not Alone, Voldemort is Going Down e Finale encerrarão o espetáculo.

Feito de fãs para fãs

Ricardo Taveira é ator, diretor e cantor brasiliense. Ele acompanhou a história de Harry Potter ainda quando os livros eram lançados apenas em inglês. Desde 2015, tenta trazer o personagem para os palcos de sua cidade, Brasília. Em 2017, após audição seletiva interna, um grupo que envolveu cerca de 20 artistas acreditou no projeto e o sonho, enfim, foi concretizado. “Adaptei o musical. É uma honra montar esta obra e atuar como Harry Potter”, frisa, feliz. Agora, ele retorna com tudo nesta saga.

O ator é ainda idealizador e proprietário da Jukebox Club. A empresa é especializada em casamentos, festas de 15 anos, formaturas e demais eventos. Sempre com irreverência e talento, os mais de 15 artistas que participam dos shows compõem um repertório com cerca de 200 músicas. Os clientes podem, ainda, escolher um repertório próprio. Contato para shows: jukeboxclub.contato@gmail.com.

A franquia Harry Potter

Harry Potter é uma série formada por sete romances de fantasia da autora britânica J.K. Rowling. A saga narra as aventuras de um jovem chamado Harry Potter que, aos 11 anos de idade, descobre ser um bruxo ao ser convidado para estudar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. A trama foca na amizade de Harry com outros bruxos de sua idade, como Rony Weasley e Hermione Granger, além do diretor de Hogwarts, Dumbledore, que é considerado o maior dos magos.

O conflito com o bruxo das trevas Lord Voldemort é um dos principais pilares da série. Nas telonas, os sete romances (Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Harry Potter e o Cálice de Fogo, Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe e Harry Potter e as Relíquias da Morte Partes 1 e 2) foram sucesso de bilheteria.

Serviço

Um Reles Potter

Dias 23 (sexta-feira), às 20h; 24 (sábado) e 25 (domingo) de fevereiro, às 15h e às 19h
Local: Sala Plínio Marcos do Complexo Cultural Funarte (Eixo Monumental)
Ingressos: R$ 30 (meia-entrada)
Vendas: Tai CrossFit (910 Norte) Telefone: 98299-9123
Informações: 3322-2032 e tmproducoesbsb@gmail.com
Não recomendado para menores de 12 anos

Ficha Técnica

Direção Musical: Ricardo Taveira
Direção Cênica: Rômulo Mendes
Coreografias: Jon Fonseca e Renata Mamede
Produção: Raquel Fernandes
Iluminação: Lola Portela
Cenografia: Jon Fonseca e Rômulo Mendes
Designer gráfico: Jon Fonseca
Fotografia: Simone Mariano
Versões das músicas: Rafael Oliveira
Banda: Renato Taveira (bateria), Tiago Lucena (violão) e Cleudson Assis (piano)
Adaptação de roteiro: Ricardo Taveira e Julia Stark
Coaching vocal: Cesar Ribeiro
Elenco: Ricardo Taveira, Jon Fonseca, Sofia Coêlho, Mateus de Medeiros, Simone Mariano, Mayra Delduca, Cesar Ribeiro, Diogo Fois, Helena Macedo, Fabio Gomes, Renata Mamede, Rômulo Mendes, Thais Barros, Abigail Castilho e Jow Gusmão
Patrocínio: Tai Crossfit, Home Angels – Cuidadores de Pessoas e Jukebox Club
Apoio: Poetizar Coletivo Teatral e Caixa Cênica, Complexo Cultural Funarte, Ministério da Cultura e Governo Federal
Assessoria de imprensa: Baú Comunicação Integrada
Agradecimentos: Clube do Livro – DF e Caixa Cênica

Anterior FESTIVAL EXPERIA PELA SEGUNDA VEZ NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA
Próximo Lanches reforçados para dar energia à folia